À Sua Espera (Rosemary Beach #10) - Abbi Glines

17 abril, 2017

Mase sempre preferiu a vida simples em seu rancho no Texas à agitação do mundo do pai em Rosemary Beach. Na verdade, ele quase nunca visita o famoso astro do rock e Nan, sua meia-irmã mimada e egoísta. Mas tudo muda quando conhece uma das empregadas da casa, uma garota linda que, sem saber da presença dele, o desperta com seu canto desafinado.
Depois de anos sendo maltratada pela família e pelos colegas por causa de um distúrbio de aprendizagem, Reese conquistou sua liberdade e mora sozinha trabalhando como diarista para as famílias ricas da cidade. No entanto, seu sustento fica ameaçado quando ela causa um acidente na casa de Nan Dillon.
Ao ser salva por Mase, um rapaz atencioso e com charme de caubói, Reese fica surpresa pelo gesto dele e, depois, apavorada quando ele demonstra interesse nela. Nunca na vida Reese conheceu um homem em quem pudesse confiar. Será que Mase pode ser diferente?


Mase Manning é o sexy irmão de Harlow, o filho mais velho de Kiro que vive no Texas com a mãe e o padrasto. Personificação do caubói sexy, com direito a botas e chapéu de vaqueiro, Mase foi criado longe da meia irmã, mas mesmo assim sempre foi muito protetor em relação a ela; o mesmo não se pode falar de sua outra meia irmã, Nan, a filha mais nova de Kiro e provavelmente a maior víbora de Rosemary Beach, ainda que sejam meio-irmãos, os dois meramente se toleram, e quando Nan está fora da cidade, Mase aproveita para ficar na casa que o pai comprou em Rosemary Beach e checar como Harlow e sua sobrinha estão.

É em uma dessas visitas que ele se depara com Reese, a faxineira que canta tão mal a ponto de acordá-lo, mas que possui os olhos e a alma mais bondosa do mundo. Um pequeno acidente doméstico leva Mase a se aproximar mais de Reese, o que desperta nele uma paixão primitiva, um desejo profundo que ele não consegue conter e o impede de se afastar dela.
"Essa garota estava me deixando maluco. Com ela, eu ficava sem chão. Eu não sabia por que tinha essa necessidade insana de pegá-la e fugir com ela. Isso não podia ser saudável. Eu sempre fora protetor com Harlow e minha mãe. Mas afora elas duas, ninguém era tão importante assim para mim.
Até agora. E Reese tinha um espaço só dela em minha vida."
Reese é dessas mocinhas tranquilas, ingênuas e muito muito inocente. No passado, seu padrasto a deixou em situações desconfortáveis, a molestou e, junto com a mãe de Reese, a torturou psicologicamente fazendo-a pensar que era burra, afinal, se todas as crianças conseguem ler e escrever na idade de alfabetização, ela só poderia ser muito burra mesmo para chegar a idade adulta sem conseguir ler sequer um livro infantil.

Mas essa negligência, esse mau trato dentro da própria casa, não a deixou fraca, pelo contrário, a fez mais forte para seguir em frente e lutar por si própria para alcançar o que almeja. E Mase é alguém que ela deseja, mas certamente alguém muito distante do seu padrão; afinal o filho de uma estrela do rock jamais ficaria com a empregada.

Mesmo ciente de que essa atenção de Mase não vai durar, Reese desfruta de cada gentileza dele, e quando ele busca ajuda para o seu problema, Mase ganha todo o seu coração, mas conquistar a sua confiança exige um pouco mais, já que todos os homens que passaram por sua vida fizeram questão de destruí-la em pedacinhos...
"Quero que veja a si mesma do mesmo jeito que eu a vejo. Essa beleza deslumbrante que me deixa completamente fascinado. Uma sobrevivente. Forte. Divertida, gentil e honesta. Uma pessoa que não julga os outros. Que aceita as pessoas como elas são. Que nunca espera nada em troca, mas distribui beleza de graça ao mundo à sua volta. É essa pessoa que eu vejo, Reese. Essa é você. Veja-se assim também, querida. Por favor, veja-se assim também."
Os livros de Rosemary Beach sempre me surpreendem positivamente, e ainda que a história de Reese e Mase não tenha sido a minha preferida até agora, não deixou de me surpreender também. A essa altura, com mais dez livros publicados nessa série, faz pensar que todo problema psicológico/trauma do passado já foi explorado pela autora entre seus personagens, mas então surge um novo casal, e um novo enredo se forma com personagens únicos e apaixonantes.

A história dos dois não foi a que mais me agradou por razões de: muito drama para a mocinha e um mocinho meio homem das cavernas. Mase é fofo, é, mas o jeito macho do interior não me conquistou; e Reese, na minha opinião poderia ter problemas com a mãe e os padrastos ou o déficit de aprendizado, não precisa colocar tudo em uma personagem só.

Ainda que eles não sejam meus favoritos, a história se passa em Rosemary Beach e traz os personagens que ao longo da saga começamos a amar, inclusive a fofura do Nate e da Lila! Bem escrito, bem diagramado, achei que a capa destoou um pouco dos livros anteriores - ainda que a lombada mantenha o mesmo padrão - mas como o próximo livro deles tem esse mesmo padrão, acaba formando uma duplinha bonitinha de acordo com as capas originais dos livros lá nos EUA.
"Quando você sofre, isso me dilacera. Quando você está feliz, eu me sinto como se fosse o dono do mundo inteiro."

5 comentários:

  1. Mais um livro da série que foi bem gostoso de ler. Essas histórias de Rosemary Beach são sempre boas, gosto bastante.
    Achei interessante o problema da garota. Foi algo diferente de se ver e ela passou por traumas bem fortes. Mas confesso que esse casal também não foi o meu preferido. Foi meio exagerado a parte dos dramas da garota, o de bater na mesma tecla toda hora...e sei lá, o casal é fofo e tudo mais, mas teve um tom de exagero e falta de algo a mais ali que não me conquistou muito também. Foi bom ter uns vislumbres dos outros personagens e das suas vidas. E gostei daquele primo do Mase também. É interessante ver a evolução dele na série daqui pra frente, tem algumas surpresinhas vindo aí =)

    ResponderExcluir
  2. Oiee!
    Faz tempo que desisti dessa série, pra mim ela já perdeu o sentido, as histórias não me prendem mais e até me irritam rs
    Essa "moda" de uma trilogia se transformar em série acaba com toda a graça dos três primeiros, eu não curto.
    Por isso não li o resto é nem pretendo.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Estava bem animada pra conhecer mais sobre o Mase, desde as primeiras aparições dele, nos livros anteriores, eu fiquei completamente encantada por esse caubói sexy pra caray haha! Não me decepcionei com a história, em nenhum momento. Achei linda demais, envolvente e super delicinha. Mas confesso também, que sofri um bocado com o que a Reese sofreu nessa vida hein? Baita superação! Enfim, curti demais a leitura e esse casalzinho fofíneo <3
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  4. OI Thays.
    Chorei horrores lendo esse livro, meu coração ficou do tamanho de uma ervilha de aflição por essa personagem, mas como você falou os acontecimentos da sua vida não a fizeram fraca pelo contrário só a impulsionou a conseguir o que tanto desejava, essa se tornou uma dos melhores livro da série para mim.
    BJS.

    ResponderExcluir
  5. Estou super atrasada nessa série, mas já estou com o próximo livro aqui na fila pra continuar logo. A história desse livro parece ser bem legal também, e bem gostosa de ler. Mas eu acho que talvez não vou gostar tanto dos protagonistas, eles realmente não parecem ser um dos melhores da série.
    E também achei essa capa muito diferente das outras da série. Antes eu até achava que esse livro era de uma série diferente...

    Beijos!

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo