A Procura de Alguém - Jennifer Probst

21 outubro, 2016

Sorte nos negócios, azar no amor: essa é a sina de Kate. Aos 28 anos, ela está longe de ter conhecido alguém especial com quem dividir a sua vida. Sua carreira de cupido profissional, por outro lado, vai de vento em popa: todos na pequena cidade de Verily, Nova Iorque, conhecem e admiram a Kinnections, agência de relacionamentos que Kate fundou com suas duas melhores amigas. Até que, um dia, um homem tão lindo quanto furioso entra em sua sala. Slade Montgomery é um advogado de divórcios que não acredita em finais felizes e muito menos em agências de relacionamentos. Para ele, a Kinnections é uma grande farsa, criada para ludibriar pessoas frágeis e ingênuas, como sua irmã. Agora, é uma questão de honra: Kate não vai medir esforços para provar a Slade que seus talentos são legítimos e suas intenções nobres, nem que para isso precise encontrar a namorada ideal para ele. Mas um simples toque vai fazer com que essa tarefa se torne muito mais difícil do que ela poderia conceber...


Depois de uma noite de bebedeira, Kate e as amigas tiveram uma ideia genial: abrir uma empresa de relacionamentos. Kate é responsável pela administração, enquanto suas amigas lidam com a autoestima e o psicológico dos clientes, criando uma empresa completa para encontrar a alma gêmea.
Uma pena que Kate seja tão boa no seu trabalho, mas não consiga o mesmo para si. Não foi por falta de tentativas, simplesmente não apareceu o cara certo para ela, a sua "alma gêmea"; e disso Kate entende graças a alguns segredos de família!
Fora o desastre de sua vida amorosa, a vida ia bem, até Slade Montgomery aparecer em sua agência disposto a provar que a Kinnections é uma fraude, tudo porque ele (advogado especializado em divórcios!) não acredita no conceito de alma gêmea e finais felizes, na sua mente o amor se resume a oxicitocina e o produto que a Kinnections promove é mera "ladainha" para enganar pessoas ingênuas como a sua irmã, pessoas que já tiveram o coração partido e estão desesperadas em busca de alguém.
A gana de vencer de Slade é tamanha que ele decide ser cliente da Kinnections, certo de que assim vai conseguir provar toda a fraude; para provar que seu trabalho é legítimo, Kate vai empenhar todos os seus esforços em encontrar a namorada perfeita para Slade, alguém nos termos que ele deseja: séria, profissional bem sucedida, com uma família sem passado tenebroso, disposta a participar de jantares da empresa e ser sociável e, o mais importante de todos, que não acredite no amor apenas no companherismo de uma relação.
Parece impossível, mas Kate está decidida a fazer acontecer - e ignorar a corrente elétrica que a atinge cada vez que encosta em Slade!

Confesso que nos últimos tempos os romances estão me deixando sempre em cima do muro, não posso dizer que amei a história, mas tampouco não gostei. Como todo livro, tem pontos positivos e negativos, e por sorte os positivos se sobrepõe.
A ideia da agência de relacionamentos da Kate surgiu por um antigo "dom" de família - que óbvio não vou contar qual é para não acabar com a graça da história! - e foi o que me deixou meio desanimada com a história; o contexto criado pela autora foi original, mas apesar de ser um dos pontos ao redor do que gira a história, não foi abordado de uma forma a cativar o leitor para esse ponto específico.
O que realmente me animou na história foi o casal, apesar de todo o clichê acompanhado do romance, os diálogos entre Slade e Kate são fluídos e tão bem desenvolvidos que transporta o leitor para a história nesses momentos, ambos defendendo arduamente seus posicionamentos em relação ao amor.
Como toda mulher "solitária", não posso negar que em alguns momentos me identifiquei muito com a Kate, e a forma tão decidida com que ela segue em frente e se dedica a sua carreira, mas que também sabe ser muito amiga e cuidar dos outros a tornou uma personagem fácil de simpatizar.
Suas amigas então, são um show a parte, e juntas formam um triângulo divertidíssimo - uma pena que (outro ponto negativo!) não há uma ligação maior entre Kate, Slade e os demais personagens.
Bem escrito e bem diagramado, A Procura de Alguém é uma leitura divertida, daquelas para se jogar sem grandes pretensões e se entreter com a briga de gato e rato entre Kate e Slade!

6 comentários:

  1. Eu estou com bastante vontade de ler esse livro. Ele realmente parece ser bem clichê, mas eu acho que iria gostar bastante dele, e acho que também vou gostar muito dos personagens. E gostei de saber que o livro é divertido e bem escrito. Pretendo ler ele logo :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oi.
    Achei a trama bem clicar clichê, mas gostei.
    A coisa toda de não acreditar em amor e acabar se apaixonando por ela não me convenceu não, mas mesmo assim gostei.
    Acho que irei ler.
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir
  3. Está parecendo um livro clichê, mas um clichê legal e gostoso de ler. Tem lados positivos e negativos, no entanto parece uma boa história. Gosto de romance também então chama atenção. Acho que é uma dica boa para se ler sem grandes expectativas, aquele livro de fim de tarde, mais tranquilo e pra relaxar mesmo.

    ResponderExcluir
  4. O que me deixou chateada na história, foi Kate não acreditar no próprio "dom". Todas as evidências estavam lá, mas ela relutava e isso, pra mim, fez com que a história perdesse uns pontinhos. Mas Kate e Slade juntos são ótimos e as amigas não ficam atrás.

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Gostei muito da ideia da historia de amigas formarem uma agencia para encontrar a alma gêmea, o que logo despertou minha curiosidade e quero ler esse livro para ver se realmente gosta da historia e gostei muito de saber que esse casal conquista o leitor pois parecem render cenas bem engraçadas !!

    ResponderExcluir
  6. Oi!! Estou bem em cima do muro com esse livro...Veja, parece legal a ideia e tal, mas me chateou não terem trabalahado direito o dom, por assim dizer, e por ter esse romance obvio hahahaha Acho que seria o tipo de livro que eu leria se me emprestassem, mas não seria o tipo que eu compraria, entende?

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo