Eu Deveria Ter Confiado em Você (Reasonable Doubt #03) - Whitney G.

10 agosto, 2016





Andrew finalmente deve enfrentar os fantasmas de seu passado e buscar seu futuro, ainda incógnito. 
Dividida entre a dança e o Direito, caberá também à Alyssa acertar as contas com o passado e decidir o verdadeiro peso de cada coisa, de cada sonho e de cada pessoa. Todos os atos têm um preço, resta saber quem estará disposto a pagá-lo... 
Confira os excitantes momentos decisivos da série Reasonable Doubt!







Agora tudo faz sentido.

Depois de dois livros cheios de expectativas e mistérios, com apenas fragmentos da vida que Andrew levava, a verdade finalmente vem a tona: ele é chamado para depor no julgamento do caso que mudou sua vida, e inevitavelmente toda história é esclarecida, juntando as peças que foram lançadas desde a primeira página do primeiro livro.

Para esse julgamento ele deve voltar a Nova York e encarar seu passado: encarar o homem que chamou de melhor amigo e que o apunhalou pelas costas, encarar a mulher que por tantos anos foi o amor de sua vida e que também o apunhalou pelas costas (junto com o melhor amigo) e, pior, reviver a perda mais dolorosa de sua vida - que em nada tem a ver com o golpe que lhe aplicaram.

Em Nova York descobrimos que Andrew um dia foi um cara decente, que ele era apaixonado e completamente devoto a sua esposa, mas ela pisou em seu coração sem dó e, por isso, ele criou seu lema de "um jantar, uma noite e nada mais".

Enquanto Andrew luta com seus fantasmas, Alyssa está ganhando o mundo. Depois de ir embora por não aguentar mais os problemas com Andrew, Alyssa está finalmente se permitindo viver seu sonho de ser bailarina.

Mas sua paz só dura até Andrew "acordar para realidade" e ir em busca do que tinham, e ele quando quer conquistar uma mulher (ou reconquistar, como seja) é igual a todos os outros aspectos de sua vida: imbatível.


Com um ritmo ágil e mais páginas do que os livros anteriores (amém! Não ia aguentar mais um livro de cem páginas) o terceiro volume da trilogia Reasonable Doubt esclarece tudo a ponto de fazer o leitor criar uma simpatia pelo machista Andrew.

Foi engraçado que quando eu comprei o primeiro livro numa livraria a vendedora falou "leva os próximos que tu não vai aguentar não saber o que acontece". Não levei. E ela estava completamente certa. À parte do detalhe de ser desnecessário lançar dois livros com cem páginas, podia muito bem ser um só, a história para mim foi irresistível desde a primeira página.

O machismo de Andrew incomoda, mas sendo sincera desde a primeira página ele deixou claro como era - isso não justifica, mas pelo menos ele não quis iludir ninguém, suas regras sempre foram muito claras. E quando ele se liberta de suas próprias regras, é impossível resistir! Em contrapartida tem uma personagem feminina muito admirável, Alyssa. Ela trilha seu caminho ao longo da história para buscar sua libertação das amarras que a prendiam aos pais e a um futuro completamente oposto ao que desejava.

Somados todos esses elementos, é impossível não se agradar da história. Ah, comecei a ler porque estava em busca de um romance erótico, e apesar de ser uma história bem sensual, a trilogia criada por Whitney G. vai além do sexo cru e duro para mergulhar numa profundidade incrível e viciante!

6 comentários:

  1. Oiee!
    Li esses livros tem um tempo e concordo com você que poderia tudo ter sido escrito em um único exemplar, achei desnecessário dividir em três sendo que são poucas páginas ¬¬
    Enfim, gosto muito dos livros e esse último em especial porque tudo é revelado a gente consegue entender tudo o que aconteceu e o por quê de Andrew ser como é.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  2. Não sei muito bem se leria esses livros, mas até que está parecendo bom. Fora esse negócio das páginas. Se dá a impressão de que não precisava de dois livros. É bom quando fecham a história bem e tudo aquilo que você imaginou e não imaginou é revelado. Ao menos nisso ele parece agradar.
    E talvez a trama seja viciante de ler mesmo. É uma dica boa pra quem curte o tipo de livro.

    ResponderExcluir
  3. Acho uma sacanagem tão grande publicarem uma trilogia com pouco mais de 100 págs cada livro... é abusar demais da boa vontade do leitor. Enfim, gostei do 1º e 2º livros, ri com Andrew, adorei seu cinismo, tbm gostei de Alyssa, mas tbm me incomoda esse lado machista do Andrew.

    ResponderExcluir
  4. Oi.
    Eu quero muito ler essa trilogia, comecei o primeiro mas desistir mas pretendo tentar novamente, eu particularmente gostei dos personagens e não vejo a hora de saber qual desfecho a história irá tomar.
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir
  5. Já ouvi falar da trilogia e embora no momento não tenha interesse em ler, achei bem bacana e vou deixar anotado para depois.

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Li essa serie e com certeza poderiam fazer dois livros com o primeiro porque e mesmo muito curtinho, mas essa não foi uma serie que gostei o Andrew me irritou do começo ao fim nas suas atitudes e acabei torcendo muito para a Alyssa tomar uma atitude e a demora dela em fazer algo acabou me incomodando muito !!

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo