Uma Noite para se Entregar (Spindle Cove #01) - Tessa Dare

22 julho, 2016

Spindle Cove é o destino de certos tipos de jovens-mulheres: bem-nascidas, delicadas, tímidas, que não se adaptaram ao casamento ou que se desencantaram com ele, ou então as que se encantaram demais com o homem errado. Susanna Finch, a linda e extremamente inteligente filha única do Conselheiro Real, Sir Lewis Finch, é a anfitriã da vila. Ela lidera as jovens que lá vivem, defendendo-as com unhas e dentes, pois tem o compromisso de transformá-las em grandes mulheres descobrindo e desenvolvendo seus talentos.
O lugar é bastante pacato, até o dia em que chega o tenente-coronel do Exército Britânico, Victor Bramwell. O forte homem viu sua vida despedaçar-se quando uma bala de chumbo atravessou seu joelho enquanto defendia a Inglaterra na guerra contra Napoleão. Como sabe que Sir Lewis Finch é o único que pode devolver seu comando, vai pedir sua ajuda. Porém, em vez disso, ganha um título não solicitado de lorde, um castelo que não queria, e a missão de reunir doze homens da região, equipá-los, armá-los e treiná-los para estabelecer uma milícia respeitável.
Susanna não quer aquele homem invadindo sua tranquila vida, mas Bramwell não está disposto a desistir de conseguir o que deseja. Então os dois se preparam para se enfrentar e iniciar uma intensa batalha! O que ambos não imaginam é que a mesma força que os repele pode se transformar em uma atração incontrolável.

Spindle Cove é uma pequena vila a beira-mar que, com o passar do tempo - e aos trabalhos de Susanna Finch - se tornou um balneário para as mulheres, no verão muitas jovens se dirigem até lá com uma semelhança entre elas: problemas. Há as jovens que não têm chance de um casamento, outras que não conseguem ser controladas ou mesmo àquelas que por alguma enfermidade buscam a calma do litoral.
Um lugar repleto de mulheres aos poucos ganha mais toques femininos, a taverna, por exemplo, foi substituída por uma casa de chás, e o ferreiro ao invés de produzir espadas, está encarregado de broches e abotoaduras. Tudo isso até a chegada de Victor Bramwell, tenente-coronel do Exército Britânico, que junto com seu primo e alguns companheiros se dirige até Spindle Cove em busca de Lewis Finch, o pai de Sussana e uma grande lenda para o exército. Foi o sr. Lewis o responsável pela criação e fabricação de algumas armas que têm ajudado em muito o exército, e é nele que Victor repousa sua última esperança de retornar ao exército.
Isto porque alguns meses atrás uma bala dilacerou seus ligamentos em um dos joelhos, desde então a recuperação tem sido lenta e a cada dia as chances de voltar para o exército parecem mais remotas, até Sir Lewis lhe contar as boas novas: em honra a sua bravura na guerra, Victor Bramwell é agora o novo conde, o lorde Rycliff - um título extinto há muitos anos que agora lhe pertence. Como lorde, ele pode ter sua própria milícia e no festival de verão, dali a um mês, demonstrar a alguns convidados especiais que seu comando continua firme como sempre.
Seria uma missão fácil se não estivesse em uma terra cuja quantidade de homens é possível de contar nas mãos, e que todos eles acabaram afeminados pelos hábitos impostos por Susanna Fincher.
Mas assim como é ruim para Victor que tenha tantas mulheres ali, para Susanna Fincher a presença de tantos homens é uma perturbação que pode acabar com a reputação de Spindle Cove. Agora resta a eles trinta dias para lidarem entre si em busca de uma solução, ou um dos times irá ganhar levando o outro a ruína.

No primeiro livro de uma série cujo pano de fundo é Spindle Cove, Tessa Dare conseguiu criar um enredo encantador.
Bram e Susanna são tão iguais que se completam, só ela consegue enxergar naquele homem grande e forte as tristezas do passado que o deixaram tão amargo, e só Bram consegue ver a real beleza de Susanna, mesmo com seu cabelo indomável e suas pernas compridas demais.
E ambos lutam com afinco por aquilo que acreditam, então a tentativa de Bram de estabelecer uma milícia naquele território dominado por mulheres promete ser um desafio muito maior do que ele poderia imaginar - e mais sensual também. Aparte de suas próprias opiniões sobre o futuro de Spindle Cove, ambos não podem negar a atração entre eles, o que torna a história divertida com tantas discussões e divergências, mas muito sexy, com um homem dominador pronto para explorar "uma solteirona (até então) convicta".
Uma leitura divertida e deliciosa, que foge de clichês para explorar as emoções humanas e mostrar que é preciso vencer seus medos para seguir em frente e ser feliz.

3 comentários:

  1. Já tinha me apaixonado pela capa e agora to no comecinho da história, mas adorando. Minha amiga disse uma frase enquanto lia a história e fico sempre relembrando: "O problema é que parece que o único “homem de verdade” da cidade inteira é justamente a mocinha!" hahahahahaha
    Amando muito Bram e Suzanna desde já ♥

    ResponderExcluir
  2. Essa autora sabe fazer uma história gostosa e divertida de ler nesse gênero. Já gostei dos personagens, esses dois parecem ser muito apaixonantes e brigões, e acho que rendem ótimas cenas. Queria ler essa série.

    ResponderExcluir
  3. Achei o enredo interessante, o romance e o conflito em segundo plano, parecem deixar o livro viciante.

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo