Tá Todo Mundo Mal - Jout Jout

28 junho, 2016


Do alto de seus 25 anos, Julia Tolezano, mais conhecida como Jout Jout, já passou por todo tipo de crise. De achar que seus peitos eram pequenos demais a não saber que carreira seguir. Em tá todo mundo mal, ela reuniu as suas "melhores" angústias em textos tão divertidos e inspirados quanto os vídeos de seu canal no YouTube, "Jout Jout, Prazer".
Família, aparência, inseguranças, relacionamentos amorosos, trabalho, onde morar e o que fazer com os sushis que sobraram no prato são algumas das questões que ela levanta. Além de nos identificarmos, Jout Jout sabe como nos fazer sentir melhor, pois nada como ouvir sobre crises alheias para aliviar as nossas próprias!






Depois do sucesso de seu canal - em especial do vídeo Não Tira o Batom Vermelho que fala sobre relacionamentos abusivos - Júlia, Jout Jout para os íntimos, se tornou um ícone do youtube. Muitos de seus vídeos não contam com uma super maquiagem e o cenário mais lindo e bem elaborado do mundo, e justamente por isso ela se destaca, porque seu mérito está no conteúdo não no entorno todo embelezado.
Muito sucesso atrai muitos fãs e mais publicidade, por isso algumas editoras acharam que seria uma boa ideia a Jout Jout escrever um livro, depois de muito pensar e analisar, surge Tá Todo Mundo Mal, tan dan dan dan.

Não é o primeiro livro de youtubers que é resenhado aqui no blog, e depois dessa febre (leia-se livro de youtube dá dinheiro!) o mercado saturado acaba por desestimular a leitura desses livros, afinal são tantos autores diferentes com livros de conteúdo tão semelhante que surgem todos os dias que, sinceramente, cadê a graça?
Por conhecer o canal da Jout Jout e saber que ela trata de temas muito relevantes (na maior parte das vezes, pelo menos) resolvi dar uma chance para o livro e adorei do início ao fim.
Quem nunca entrou em crise?
Crime pelo crush. Crise pela roupa que não entra. Crise pelo curso que gostaria de fazer e não fez. Crise de incerteza em relacionamento. 
No auge de seus vinte e tanto anos Jout Jout, que é gente como a gente, já passou - e ainda passa - por diversas crises, desde o namoradinho do colégio que não deu mais bola à melhor amiga que não confidencia tudo à viagem que deixou de fazer (e porque deixou) ao trabalho dos sonhos que no fim não era aquilo tudo que esperava. Crises que todo mundo já passou ou conhece alguém que esteve no mesmo lugar, e por meio do seu livro ela vem contar a cada folha uma crise diferente.

“Nada mais reconfortante para quem está numa crise do que saber das crises dos outros e ficar medindo em silêncio sobre se a deles é pior ou mais branda que a nossa própria. Então aqui estou. Enumerando gentilmente meus piores momentos. Para você avaliar se os seus foram um pouquinho melhores e ter um sono mais tranquilo.”

Com seu jeito único de falar, Jout Jout se dirige aos leitores da mesma forma com que fala nos vídeos, quem acompanha o canal certamente percebe que ao ler suas palavras é como se fosse a transcrição de um vídeo, tem todo o jeitinho da Jout Jout que mostra como ela se dedicou ao livro sem perder a sua identidade.
"Tá Todo Mundo Mal" é um livro de empatia, que mostra que muitas crises acontecem com todo mundo e isso é normal, é normal você não saber que curso quer, é normal você querer mudar de emprego, é normal você se afastar das suas amigas e não é errado se sentir triste por isso. Com um certo humor Jout Jout é terapeuta por um dia, mesclando conselhos e piadinhas para criar um livro delicioso.


Ah, aproveita e conhece o canal Jout Jout Prazer:

8 comentários:

  1. Jout Jout é a rainha dos dramas rsrs, estou ansiosa para conferir seu livro, principalmente pelos comentários positivos, parece um livro com linguagem mais informal, como se estivéssemos assistindo a um de seus vídeos, alem de parecer bastante crítico

    ResponderExcluir
  2. Li recentemente o livro da Jout (íntima) e achei muito divertida a forma com que ela aborda as crises que não só ela, mas muitas de nós passamos.

    Fiquei surpresa quando me deparei com a crise "quando Caio sai", sou eu e minhas neuras descritas ali.

    Paguei a língua lendo livro de youtuber, mas Jout Jout é amorzinho :)

    www.flagimenes.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Thays,
    Então eu não acompanho muito os canais do Youtube e em geral não me identifico com os livros dos youtubers lançados, mas sua resenha sobre esse me fez ficar curiosa e o livro parece ser realmente um caso de empatia, pois todos já passaram por pelo menos uma, se não todas as crises citadas... :D

    ResponderExcluir
  4. Uma amiga diz que saíram os livros de colorir pra entrar youtubers. Sigo Jout Jout nas redes sociais e em canais. Gosto dela pq ela tem uma pauta mais interessante, fala sobre assuntos atuais sem medo - homossexualidade, aborto, estupro - e isso pra mim é relevante.

    ResponderExcluir
  5. Ah, ele parece ter muita coisa "dia a dia" e cheio daqueles probleminhas que todo mundo passa. Crise é o que não falta ali. Mas confesso que prefiro ir ver vídeos do que ler. Essa febre não pegou em mim, exatamente por ter muita coisa "igual", não vejo muita graça em livros de youtubers =/

    ResponderExcluir
  6. Oi.
    Sinceramente eu não me arriscaria não, depois dessa febre de youtubers achar que são escritores só para ganhar dinheiro, eu sinceramente desistir de ler qualquer coisa coisa gênero.
    Eu particularmente gostei do livro em si, mas não irei ler.
    Boa Noite.

    ResponderExcluir
  7. Realmente é muito desestimulante o número de livros de youtubers que se vê hoje em dia. Que bom que esse tem um diferencial, gostei muito da proposta.

    ResponderExcluir
  8. Nessa chuva de livros de youtubers, o livro da Jout Jout é o único que tenho vontade de ler.
    Gostei muito da resenha e já estou esperando boas gargalhas (o que é normal vindo da Jout Jout), além de alguns momentos de reflexão. Não vejo a hora de ter esse livro em mãos <3 Beijo!

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo