Romance com o Duque (Castles Ever After #01) - Tessa Dare

23 junho, 2016

Izzy sempre sonhou em viver um conto de fadas. Mas, por ora, ela teria que se contentar com aquela história dramática.
A doce Isolde Ophelia Goodnight, filha de um escritor famoso, cresceu cercada por contos de fadas e histórias com finais felizes. Ela acreditava em destino, em sonhos e, principalmente, no amor verdadeiro. Amor como o de Cressida e Ulric, personagens principais do romance de seu pai.
Romântica, ela aguardava ansiosamente pelo clímax de sua vida, quando o seu herói apareceria para salvá-la das injustiças do mundo e ela descobriria que um beijo de amor verdadeiro é capaz de curar qualquer ferida.
Mas, à medida que foi crescendo e se tornando uma mulher adulta, Izzy percebeu que nenhum daqueles contos eram reais. Ela era um patinho feio que não se tornou um cisne, sapos não viram príncipes, e ninguém da nobreza veio resgatá-la quando ela ficou órfã de mãe e pai e viu todos os seus bens serem transferidos para outra pessoa.
Até que sua história tem uma reviravolta: Izzy descobre que herdou um castelo em ruínas, provavelmente abandonado, em uma cidade distante. O que ela não imaginava é que aquele castelo já vinha com um duque.

Isolde Ophelia Goodnight, mais conhecida por Izzy, é filha de um grande escritor de histórias infantis. Por meio dos "Contos de Goodnight" (um trocadinho entre o sobrenome do autor e "boa-noite" já que são histórias contadas antes de dormir) Izzy ficou conhecida em toda a Inglaterra, tamanha a adoração dos fãs de seu pai.

Talvez por ter crescido no meio de tantas histórias o lado mais sonhador de Izzy desabrochou; ela sempre sonhou em viver um conto de fadas e tentava ver o lado positivo em cada situação, mas depois que seu pai faleceu sem mudar o testamento, todos os bens da família foram para um primo que a colocou no olho da rua.

No meio de tanto drama, uma salvação: seu padrinho faleceu e lhe deixou de herança um castelo nos confins do mundo (mas ainda assim um castelo!). Com as últimas moedas que tem, Izzy se desloca até o lugar que pretende transformar em um lar. Ao chegar ela se depara exatamente com o oposto do que havia imaginado: o castelo está em ruínas, com janelas quebradas e um ar de abandonado que o faz ser aterrorizador. Não bastasse isso, o castelo conta também com um duque. Um duque másculo e imponente, que mesmo com cicatrizes no rosto exala uma aura de poder.

Ela chegou com uma bolsa vazia e barriga roncando. E ela ainda continuava com a bolsa vazia e a barriga roncando. Mas agora possuía um castelo. E não qualquer castelo, mas um que já vinha com um duque."

Aquele castelo sempre foi a residência da família de Ransom, e mesmo que ele tenha passado os últimos meses isolado da sociedade, em nenhum momento realizou a venda da propriedade, logo, a história que a senhorita Goodnight conta não pode ser verdadeira.

Sem ter para onde ir, Izzy impõe sua presença no castelo enquanto eles procuram uma forma de averiguar o que realmente aconteceu - e nesse prazo quem sabe, com a ajuda do valete de Ransom e de uma amiga, Izzy consiga transformar o lugar e o coração de Ransom.

"Ah mas eu vou perceber que você está aqui. Não existe castelo grande o bastante para evitar que um homem como eu não repare em uma mulher como você."

Tessa Dare tem sido a grande aposta da editora Gutenberg nos romances de época, e com o lançamento de Diga Sim Ao Marquês esse mês, resolvi me aventurar nessa série, e apesar de alguns pontos serem bem óbvios, não consegui largar esse livro.

Izzy não é nenhuma mocinha, no auge de seus vinte e tantos anos já pode ser considerada uma solteirona o que somado a sua aparência não lhe garante muitas perspectivas de melhorar, por isso a ideia de ter um castelo seu é a realização de um sonho.

Criada no meio de um mundo de histórias, Izzy aprendeu como tratar todos bem e aceitar todas as situações, mas Ransom enxerga além disso, ele vê o lado devasso e sedutor que ela mantém escondido de todos e a cada momento que passam perto um do outro corre o risco de entrarem em ebulição.

No quesito "de época" achei a história um pouco fraca, por se passar em um lugar ermo são poucos os elementos que remetem a séculos atrás, nada mais que um castelo e um título, faltou uma exploração maior da época; mas no quesito "casal" o livro dá um banho. Izzy sabe se impor e Ransom não é fácil de lidar, então com dois personagens dominadores e cientes do que querem, o romance ganha muita intensidade - mostrando que o lado ingênuo de Izzy é reservado somente para os adoradores de seu pai que ainda a veem como uma menininha, porque como mulher Izzy é irresistível.

Divertido e sedutor, "Romance com o Duque" explora o passado e o efeito que alguns atos tiveram sobre Izzy e Ransom, tanto para melhorá-los como pessoas como para ferir seus sentimentos, e com um enredo original os une de uma forma inacreditável.

8 comentários:

  1. Tenho amado quase todos os livros da Tessa Dare que foram lançados pela Gutenberg e esse não foi diferente pelo motivo que você citou, o casal é super cativante e Izzy uma fofa, chega a ser difícil não torcer por ela. Os adoradores das histórias do pai me fizeram me lembrar RPG (não jogo, mas o fato das pessoas se fantasiarem me fizeram fazer essa associação haha) e apesar de não saber julgar essa questão histórica em alguns momentos eu cheguei a achar que a histórias tava meio que misturando as épocas e a parte histórica foi deixada um pouco de lado, mas o livro é lindo e vale a pena <3
    Espero que a editora continue trazendo mais livros e autoras de época, pois eu amo :)

    ResponderExcluir
  2. Que absurdo, acabei de comprar uma série da Tessa e lá vem outra!
    Eu amo personagens solitários, por opção ou não, que só sabem gritar e xingar e mocinhas que não deixam nada disso passar batido, que enfrentam, pq me divirto imaginando as brigas homéricas.

    ResponderExcluir
  3. Não sei a parte do lugar, se não remete muito à época. Mas como disse, o casal dá um banho no resto do livro. Ao menos parece, porque só vejo elogios para essa história e é porque o casal é uma loucura que só juntos. Eles tem cenas de fazer rir e suspirar e uma história bem interessante. Estou terminando um livro dessa autora e sei que a escrita dela também vicia, então só espero que esse seja tão bom quanto o que li. Pretendo ver como essa série é.

    ResponderExcluir
  4. Amo romances de época, ainda não consegui ler nada da autora, mas o fato da editora confiar tanto em sua narrativa me despertou a curiosidade, é uma pena que no quesito de época o livro seja fraco, ao invés da autora explorar mais os costumes da época, o romance parece ser conquistador e envolvente, louca para ler

    ResponderExcluir
  5. Oi.
    Eu sou apaixonada por romances de época e não vejo hora de ler esse livro.
    Desde a capa a sinopse a premissa tudo me conquistou, amo mocinhas fortes e decididas, que quebram os estereótipos das época, sei que irei amar desfrutar dessa leitura.
    Boa Noite.

    ResponderExcluir
  6. Gostei do enredo, bem original e parece ser divertido. Um dia ainda começo a ler romances de época!

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li nada da Tessa Dare, mas pretendo mudar isso em breve, ainda mais depois da sua resenha *-*
    Os personagens parece que foram super bem construídos, além de possuírem personalidades marcantes *-* Só achei uma pena a Tessa não ter explorado os elementos que rementem a época, mas acho que não é nada que vá prejudicar a leitura. Adorei a resenha, beijo!

    ResponderExcluir
  8. Nunca li nada da Tessa Dare - nem de romances de época - mas já há algum tempo estou querendo me aventurar nesse gênero literário. Pelo que tenho visto de resenhas, essa autora parece uma boa pedida para começar!
    Gislaine | Paraíso da Leitura

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo