Todo Seu (Crossfire #05) - Sylvia Day

05 maio, 2016



Gideon Cross. A coisa mais fácil que já fiz foi me apaixonar por ele. Aconteceu instantaneamente, de forma completa e irrevogável. Casar com ele foi um sonho realizado. Continuar casada com ele é a maior batalha da minha vida. O amor transforma, e o nosso é um refúgio e também a pior tempestade. Duas almas danificadas que se entrelaçaram.
Nossos votos foram apenas o começo. Lutar por esse casamento pode nos libertar... ou nos separar de vez.
Sedutor e comovente, Todo Seu é a última parte da saga Crossfire, uma história de amor que cativou milhões de leitores ao redor do mundo.






Uma série que nos últimos dois livros desejei que acabasse logo, quando chega o último livro eu quero mais. São esses sentimentos conflitantes que a autora conseguiu despertar com a leitura de Todo Seu.

Depois de concluir Para Sempre Sua, achei a história muito enrolada, apesar do teor erótico ser bem desenvolvido, por isso tinha jurado a mim mesma que não "perderia" tempo com o último livro - já deu o que tinha que dar. Mas a editora me mandou o livro, então "por que não?!".

Para encerrar a história de Gideon e Eva, Sylvia Day reformulou alguns dos elementos que considerava serem o sucesso do seu trabalho e conseguiu melhorar o desenrolar da história.


Depois de terem se casado em segredo, chegou a hora de expor para toda a sociedade que Gideon e Eva irão se casar, e, claro, programar o evento do ano.

Mas o passado de Gideon volta as páginas dos noticiários para assolá-los, vendendo muitos tabloides enquanto coloca fogo na relação que os dois vêm construindo juntos.

Então, além do drama de lidar com as reações de ambas as famílias ao descobrirem que Gideon e Eva se casaram em segredo, além de lidarem com todas as mudanças que o casamento proporciona - não só de lugar para viver, mas do que isso realmente significa na vida deles - eles têm de lidar com a exposição à mídia. O segredo para rebater essas histórias sobre o passado dele, em que tentam fazer parecer com o presente, é expor mais a vida a dois deles, o que certamente tem impacto positivo, pois acaba com muitas fofocas, mas tem o lado negativo: nunca é o bastante. Não importa quantas fotos eles forneçam à mídia, fotógrafos estão a espreita em todos os lugares para tentar conseguir uma matéria.

Com todos esses dramas somados, a relação de Eva e Gideon finalmente ganha maturidade, pois é hora de sentarem e conversarem sobre como lidar com isso - ademais, um casamento os une além da presença física, e lutar para manter o casamento firme é um novo propósito que os deixa mais fortes e mais unidos.


Quando o final chegou juro que fui confirmar se não haveria mesmo mais nenhum livro da série, porque a autora acabou expandindo a narrativa para além de Eva e Gideon, de um jeito muito positivo, que desperta a vontade de descobrir o que acontece com Cary, por exemplo, e com a relação de Gideon e sua família.

Para fechar a série, Sylvia Day explorou mais intimamente os traumas de Eva e Gideon, utilizando da terapia em casal um meio de fazê-los expor seus anseios, medos e sentimentos de forma a progredirem como casal e como pessoa, individualmente. Esse trabalho tem sido feito desde o primeiro livro, mas, depois do livro quatro pensei que tudo estaria perdido.

Ainda há um drama desnecessário na relação dos dois, uma insegurança que não se justifica, mas no decorrer dos cinco livros o crescimento deles é gritante, e com os novos fatos que a autora expõe em Todo Seu, mostra ainda mais a maturidade dos dois para lidar com os problemas.

Minha frustração com o fim desse livro se deve aos novos acontecimentos: a autora traz para os holofotes a  família de Gideon e seus problemas, e expõe partes do passado de Eva e de sua família que seriam história para um livro inteiro, e acaba por revelar o que aconteceu de forma muito rápida quando o livro já no final - ou seja, foi uma expectativa a mais durante todo o livro que, na hora em que foi se revelar, não satisfez inteiramente.

Mas, em um panorama geral, o final feliz de Eva e Gideon foi bem montado, além da autora expor a verdade: a vida não é um conto da Disney, eles vão continuar passando por problemas e dificuldades, basta aprenderem a superar os obstáculos. Apesar de soar meio autoajuda esse parágrafo, mostra que a autora encerrou de forma realista e adulta o que tinha preparado para os dois, e realmente chegou a hora de se despedir deles - em um livro com uma capa linda que mostra bem o conteúdo do livro.

Você mudou minha vida, Eva. E fez o impossível: me transformou. Gosto de quem sou agora. Pensei que isso nunca fosse acontecer.

6 comentários:

  1. Por mais enrolação que tenha uma série, no final sempre fico com gosto de quero mais :D

    ResponderExcluir
  2. Finalmente! Juro, cheguei a achar que o livro fosse lenda urbana. Eu esperei todos esses anos por isso, que a série fosse finalizada e que eu pudesse lê-la de uma vez e descobrir pq Gideon é tão amado.

    ResponderExcluir
  3. Oi,
    Já conheço a série mas nunca parei para ler. Gosto do estilo dela. Que bom que de uma certa forma o livro te surpreendeu. Já li outras resenhas do livro e vejo que está bem dividido, não são todos que gostam.

    ResponderExcluir
  4. Eu pensei em ler. Mas não. Não preciso mais disso. É muita frustração pra uma série só =/
    Achei que era trilogia e a autora estendeu o negócio sem nem precisar. Já tinha dado o que tinha de dar em dois livros....
    Mas é interessante por ter um final (finalmente!). Só não acho que iria agradar ler. Ver mais do mesmo ou embolação, enrola e enrola...ahh não. Desencorajei...
    Só os fortes ou fãs de carteirinha mesmo. Ou aqueles que a curiosidade fale mais alto, pois com resenha pra mim já dá pra entender o fim que teve.

    ResponderExcluir
  5. Eu já até tentei ler essa série, mas não conseguir passar do primeiro livro :/ Mas fico feliz ao saber que a autora conseguiu terminar essa série de uma forma bem madura e realista e que no geral você gostou. Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Oi.
    Jesus abençoa pai kkkk.
    Até que enfim esse livro foi lançado, Jesus que demora.
    Amei a resenha, uma pena o livro não ter funcionado para mim, a leitura foi extremamente chata e entediante esperava mais do livro, de verdade.
    Bom Dia.

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo