Intenso (Caroline e West #02) - Robin York

26 maio, 2016

A vida de West Leavitt foi do céu ao inferno em poucos meses. Ele achava que era possível ter um futuro melhor, mas acabou retornando para os dramas diários de sua família. Agora, em meio a uma tragédia, o rapaz não sabe o que fazer para ajudar Frankie, sua irmã caçula. Quando ele está prestes a desmoronar, só uma pessoa lhe vem à mente: a jovem segura e determinada que ele um dia pensou merecer.
Longe dali, Caroline Piasecki sonha mais uma vez com West: a pele contra o seu corpo, o cheiro dele, a mão deslizando pela sua barriga... Mas sonhos são apenas sonhos. Ela sabe que o ex foi embora e não vai voltar. Por mais doloroso que seja, Caroline precisa se esquecer do tempo que passaram juntos. Até que seu celular toca e um West transtornado está do outro lado da linha. Sem pensar duas vezes, Caroline vai ao seu encontro.
Só que muita coisa mudou desde que eles terminaram. West tenta afastar Caroline de sua vida de todas as maneiras. Ao mesmo tempo, o desejo que sentem um pelo outro parece ter ficado até mais forte no período em que estiveram separados. West ainda sente algo por ela, mas não se considera uma boa companhia para ninguém. Caroline quer estar nos braços de West, mas sabe que deve partir para que ele não sofra.
Nesse embate de emoções, eles precisarão encontrar os próprios caminhos e descobrir: por mais intenso que seja o laço que os une, ainda é possível um recomeço?

No fundo West sempre soube que seu tempo na faculdade era provisório. Por mais que desfrutasse a ideia de ser um garoto normal na faculdade, alguém que correu atrás dos seus objetivos e - graças a ajuda de um homem importante e influente que acreditou no seu potencial - conseguiu chegar onde desejava; mas isso sempre foi um sonho e uma hora a realidade volta.
Para lembrá-lo de que não é possível sempre ter tudo o que quer, a família complicada de West volta a se meter em confusões e o arrasta de volta para o Oregon, e ainda que West tente pensar nisso como transitório, um problema a ser resolvido que logo permitirá que ele volte a estar onde deseja, a morte de seu pai acaba com tudo.
No meio de toda essa tragédia está envolvida Frankie, a irmã caçula de West, além da mãe e do novo namorado dela, uma confusão sem tamanho que mexe com toda a pequena cidade e coloca a família Leavitt em polvorosa - e ver todos os Leavitt em uma mesma sala é, no mínimo, um show de horrores.
Com tudo isso acontecendo, West só consegue pensar em Caroline, em como seria bom tê-la ao seu lado e, num impulso, a chama de volta. Apaixonada como Caroline está, ela corre para West na primeira oportunidade, mas tê-la no Oregon mostra a ele o contraste do que gostaria de ter e de qual a sua realidade agora: ele não vai voltar para a faculdade, tampouco pode pedir que Caroline fique no Oregon, além de egoísta seria uma forma de jogar todo o futuro dela no lixo, e ele jamais se perdoaria.
Assim, nos poucos minutos que têm juntos, West bola uma forma de afastá-la para sempre de sua dúvida - por mais que isso vá partir seu coração - pelo bem de ambos. Mas Caroline já mostrou quão forte pode ser, e não vai se deixar abater tão fácil. Em uma luta de sentimentos e desejos, os dois tentam encontrar uma forma de ficarem juntos, mas não sabem se um recomeço é realmente possível.

Nesse livro que encerra a duologia os problemas de Caroline com o vazamento de suas fotos nuas na internet fica em segundo plano - as medidas foram tomadas e agora o processo tem que tomar o curso - enquanto isso o drama recai sobre West.
No primeiro livro ficou claro quão problemática era sua família, e agora eles ganham os holofotes, sua mãe que é doente de tão apaixonada por seu pai - um homem que não merece sequer o chão que pisa - e que cada vez que ele aparece consegue destruir toda a família, dessa vez o impacto maior recai sobre Frankie, e como fez desde o dia em que ela nasceu, West promete que vai protegê-la a qualquer custo.
Ainda que seja muito tocante a relação entre eles, tudo que West se permite abrir mão pensando no bem de Frankie, em alguns momentos o drama que ele fez era maior do que a situação realmente exigia. A autora conseguiu manter a mesma escrita envolvente do primeiro livro, mas o enredo já não pareceu mais tão atraente com o processo de Caroline contra Nate deixado em segundo plano, acabou por se afastar da temática que a duologia prometia para focar muito em West e seus próprios problemas.
Não foi um livro ruim, apesar do drama tem um magnetismo na história que prende o leitor até a última página, mas não foi tão emocionante quanto prometia.

8 comentários:

  1. Oi,
    Os temas das fotos e do relacionamento abusivo dos pais dela são bem fortes, né? Pena que com esse livro eles ficaram mais para o canto. Já tinha visto os livros mas nem sabia do que se tratavam.

    ResponderExcluir
  2. Vi muita resenha falando que esse era até melhor que o outro por maneirar no drama ou coisa assim.
    Não é tuuuudo isso? Ai :S
    Gostaria de ler, só não sei quando pego esses dois. O tema é interessante, apesar de ter ficado pé atrás com ele no começo. Mas esse livro me pareceu mais agradável de ler que o outro. Espero que termine bem a historia....

    ResponderExcluir
  3. Confesso que li a resenha por alto, já que pretendo ler Profundo e não queria pegar nenhum spoiler. Eu gosto muito da temática dessa duologia e até agora só ouvi comentários positivos sobre os livros.
    E é uma pena que Intenso não foi tão emocionante quanto prometia, e ainda mais por fugir do tema central, mas ainda sim parece ser uma leitura válida. Beijo!

    ResponderExcluir
  4. Acho muito chato quando os personagens fazem drama demais. Quando li isso, me lembrei de A Maldição do Tigre, que se tornou fardo devido ao drama exagerado da protagonista.

    ResponderExcluir
  5. Eu gosto muito de histórias com temas atuais e achava que ambos os livros se tratassem do mesmo assunto, do vazamento das fotos, do crime vingança. Saber que a história se desviou desse rumo, foi frustrante.

    ResponderExcluir
  6. Oi,
    Se não me engano já li outra resenha do livro. Não me senti muito interessada. O problema das fotos achei pesado, e acho que se a autora desse um pouco mais de ênfase nele nesse livro iria agradar mais e eu, certamente, leria.

    ResponderExcluir
  7. Oi.
    Eu quero muito ler essa duologia fiquei super animada quando a editora lançou os dois juntos.
    Os personagens nesse livro parecem ser realmente bem intenso, a estória com certeza tem tudo para ser maravilhosa, pelo que você comentou o amadurecimento dos personagens é bastante percebido durante a leitura, o que é muito bom, gostei bastante do enredo descrito do livro.
    Vou com certeza da uma prioridade a essa duologia.
    Bom Dia.

    ResponderExcluir
  8. Essa duologia abordou um tema que vem ganhando cada vez mais destaque que é o caso de vazamento de fotos íntimas.
    O primeiro por ser mais focado nisso acaba sendo mais intenso, o segundo parece muito mais dramático, mostrando como a família de West é complicada, a indecisão quanto a seus sentimentos, quanto aos caminhos que a vida tomará de repente. Mesmo que tire o foco do processo que é a base dos livros, ainda mantém a qualidade que é o mais importante, espero poder ter a chance de ler.

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo