Morte Súbita - J. K. Rowling

16 março, 2016

Quando Barry FairBrother morre inesperadamente aos quarenta e poucos anos, a pequena cidade de Pagford fica em estado de choque.
A aparência idílica do vilarejo, com uma praça de paralelepípedos e uma antiga abadia, esconde uma guerra.
Ricos em guerra com os pobres, adolescentes em guerra com seus pais, esposas em guerra com os maridos, professores em guerra com os alunos Pagford não é o que parece ser à primeira vista.
A vaga deixada por Barry no conselho da paróquia logo se torna o catalisador para a maior guerra já vivida pelo vilarejo. Quem triunfará em uma eleição repleta de paixão, ambivalência e revelações inesperadas? Com muito humor negro, instigante e constantemente surpreendente, Morte Súbita é o primeiro livro para adultos de J.K. Rowling, autora de mais de 450 milhões de exemplares vendidos.



Pagford é uma típica cidade de interior, ainda que seja muito "urbana" suas pequenas dimensões e o fato de todos se conhecerem trazem uma intimidade (e falta de privacidade) típica do interior em que todo mundo conhece todo mundo.
É por isso que quando Barry Fairbrother falece inesperadamente, sua morte vira o grande assunto da cidade e, principalmente, a vaga que ele deixa livre no conselho da paróquia é disputada por muitos há anos, e a expectativa de conseguir o posto desperta o pior dentro de cada um.
Para garantir a vitória, uma grande disputa surge na cidade, com a exposição das ações reprováveis cometidas por alguns dos moradores que pretendem se candidatar a fim de desclassificar um possível oponente - e logo fica claro que a cidade pode ser pequena, mas ninguém ali é santo.
E, principalmente, leva os moradores a repreenderem algumas das condutas praticadas, para mostrar a importância de se conhecer o candidato e o papel de cada um nas urnas.

Por diversos motivos essa foi uma das leituras mais longas da minha vida: primeiramente, depois de ter acompanhado toda a saga de Harry Potter, é claro que minhas expectativas em relação à história eram muito altas; em segundo lugar, as resenhas que li foram de mal a pior ao descrever esse livro e, por último, não acontece nada!, em alguns capítulos a sensação que eu tive foi de remar contra a maré com cenas que não precisariam estar ali.
Leitores de ficção usualmente estão acostumados a livros com um grande clímax e um enredo que gira em torno desse grande acontecimento, construindo o caminho até chegar lá, mas com Morte Súbita não é assim que funciona, ainda que tenha uma expectativa sobre qual dos problemáticos moradores de Pagford assumirá a vaga no conselho, os personagens não são dotados de um carisma que te faça torcer por algum deles.
Esses foram os "defeitos" do livro, mas o que é bom também tem que ser falado.
Correndo o risco de ficar em cima do muro quanto a minha opinião sobre esse livro, tenho que reconhecer a escrita da autora continua impecável e a forma como conseguiu formar um enredo com tantos personagens - praticamente todos podem ser definidos como principais - para interligá-los no final de tudo mostram o que os fãs tanto amam nos livros de J. K. Rowling; além do que o tema é brilhante e muito atual, não é só na pequena Pagford que pessoas lutam por uma vaga em um conselho municipal, dispondo-se a diversas coisas para consegui-la, inclusive sabotar os concorrentes.
No fim das contas a autora foi muito feliz na escolha do tema, e sua escrita continua impecável, mas encher a história com muitos personagens sem um grande clímax te aguardando no final torna a leitura longa e massante e, foi por isso que na minha avaliação esse livro ganharia só três estrelas.

5 comentários:

  1. Não sou fã daquela série dela e pensei em ler esse, mas depois de tantos comentários ruins desisti da ideia. A sensação que passou foi essa: É ruim. Não tem como dourar a pílula, é ruim e acabou. A escrita pode ser boa, a ideia bacana, mas a história não parece valer a pena e nunca li nada dela, então não é uma boa ideia começar por esse livro ou vou ficar com aquele pé atrás com qualquer outro que pensar em ler.

    ResponderExcluir
  2. Apesar de adorar a escrita da autora não tenho interesse nenhum em ler Morte Súbita embora eu não duvide nada que o livro seja bom.

    ResponderExcluir
  3. Bom, sou aquela que não sabe nada a respeito de JK Rowling e que não leu/ assistiu a Harry Potter, mas é que a série não me chama a atenção mesmo. Até tinha curtido a sinopse de Morte Súbita e pensado em ler, mas as resenhas foram bem negativas. Cogitei tbm acompanhar o seriado, mas acabei desistindo após 5 minutos.

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Assim que soube desse novo lançamentos da JK Rowling fiquei bem interessada nesse livro, ainda mais sendo uma historia tão diferente da serie, mas lendo algumas resenhas vi que não é o tipo de livro que gosto de ler !!

    ResponderExcluir
  5. É um livro que tenho pouca vontade de ler, prefiro não arriscar a imagem que twnho da autora, prefiro ficar com a J. K. para o público infantojuvenil mesmo, quem sabe eu me arrisque na J. K. Gabraith, mas esse livro não.

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo