Mais Uma Chance (Rosemary Beach #08 | Chance #02) - Abbi Glines

09 março, 2016

ATENÇÃO! Pode conter spoilers dos demais livros da série.



Grant Carter fez tudo em seu poder para convencer Harlow Manning que ele era um bom rapaz. Mais do que uma fala mansa e alguém em quem pudesse confiar. Ele teve de superar sua reputação como um playboy, e sua história com a meia-irmã de Harlow, Nan, uma mulher que é puro veneno. Harlow tinha agarrado a chance, caindo duro e rápido nos braços do cara que emocionou com o seu desejo que tudo consome. Depois de uma vida de evitar bad boys como Grant, ela abriu-se para as possibilidades de amor ... Mas um segredo rasgou-os, e agora Grant e Harlow devem decidir se eles podem lutar o suficiente para fazê-lo funcionar - ou se a dor da traição tem destruído permanentemente o seu futuro.





Mais Uma Chance é a continuação da história de Harlow e Grant.
Depois de muito custo para conquistar Harlow, Grant partiu seu coração após descobrir através da mídia o grande segredo que ela carregava consigo. Com o coração partido, Harlow fez algo que sabia muito bem: fugiu. Tudo que ela precisava era de distância de Grant para colocar sua vida de volta aos eixos, e nada melhor do que os braços acolhedores da família de seu meio irmão no Texas.
Grant se arrependeu do que fez, de tê-la mandado embora e feito tantas acusações, assim que Harlow saiu pela porta, mas já era tarde demais. Ela simplesmente sumiu. Por dois longos meses Grant lhe ligou todas as noites, tudo que queria era ouvir a sua voz, mas Harlow se manteve impassível e inclusive deixou de ouvir as mensagens na caixa postal.
A ironia é que Harlow fugiu porque Grant descobriu seu segredo - mas ao fugir ela levou consigo outro grande segredo que pode continuar a colocar sua vida em risco. Por mais triste que esteja pelo fim do relacionamento, ela segue um dia de cada vez, mas uma hora ela sabe que esse segredo se tornará insustentável, além do mais ter Grant ao seu lado lhe daria mais forças para seguir em frente.
Chega um momento em que a situação fica insustentável, então Mason, o meio irmão de Harlow, faz a única coisa que parece plausível no momento: avisa Grant de que Harlow está no Texas.
No primeiro voo disponível ele desembarca em outro estado e vai em busca do amor de sua vida, com a promessa de que essa chance ele não vai desperdiçar.

De todos os casais de Rosemary Beach, Harlow e Grant foi o casal que mais demorou a me conquistar, de certa forma a aceitação foi como o romance deles, começou lentamente e custou um pouco a engatar - o meu problema maior é com a Harlow: ninguém pode ser tão boazinha assim!
Mas no primeiro livro ela enfrenta grandes provações que mostram como ela é forte e tem um coração bom, no segundo livro ela deve se mostrar ainda mais forte para fazer uma escolha e não decepciona com o seu posicionamento.
Esse é o oitavo livro da série e acredito que a autora cansou um pouco, usou de elementos que já compuseram livros anteriores para atrair Harlow de volta a Rosemary Beach e manteve o livro em um patamar não tão sensual/sexual quanto os anteriores, pela primeira vez há muito mais história envolvendo os personagens e seus passados com não tanto sexo - não que esse fosse o tema dos livros anteriores, mas parte do que conquista tanto nas obras de Abbi Glines é a esfera sensual que ela coloca os personagens e atrela a história sem vulgaridades, então esse livro um ritmo um pouco diferente e mais lento que os anteriores.
Parte da diferença do ritmo está relacionado ao segredo que Harlow carrega e o que tem de fazer para ficar bem, isso ocupa todo o enredo do livro e acaba sendo um pouco mórbido - e não tão original, infelizmente.
Ou seja, ainda que Grant seja um galã conquistador e Harlow seja uma personagem forte e determinada, o romance entre eles não tem a mesma chama que os demais e deixa a história um pouco fora do ritmo com um romance pura água com açúcar.
Calma aí que nem tudo está perdido. O auge do livro: NAN!
A meia irmã louca de Harlow está de volta e aparentemente ainda tem um coração, como um dia ela também terá um livro, a autora já começou a formar o seu destino - e o seu par romântico.
No fim das contas foi um romance leve e tranquilo de ler, confesso que esperava um pouco tendo em vista tudo que já aconteceu na série e a forma como a autora consegue enlaçar as histórias, mas apesar de fraco não me fez perder o interesse na história - o próximo livro promete mais.

5 comentários:

  1. Ainda não li nenhum dos livros da série Rosemary Beach e olha que são tantos que eu nem sei por onde começar, li umas resenhas dos livros anteriores e essa tal de Nan está sob holofotes uns odeiam outros amam etc.

    ResponderExcluir
  2. Não morri de amores pela série ou por seus personagens, custo a acreditar que alguém possa ser 100% bom, como Harlow ou Blaire. Gostei do Grant de cara já que ele não foi um babaca no primeiro livro, mas Abby tende a transformar o personagem principal masculino da vez em odioso então tenho um pouco de medo e ainda não sei se quero dar continuidade a série.

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Quero muito ler a serie Rosemary Beach, gostei bastante das historias dos primeiro livros mas ainda não tive oportunidade de ler, e quero ler esse livro mesmo não sendo uma das historias que mais gostei e fiquei curiosa sobre a Nan !!

    ResponderExcluir
  4. O grande problema desse livro é que a menina é tão irreal, tão boazinha demais que dá nojo. Eu tentei levar, mas sentia que era bobo e não teve jeito. Se levar pela garota é uma história bem blerg :S
    Mas ainda assim vale a pena, a escrita da autora é viciante e até quando o livro irrita ainda gosto muito dela. Mas a melhor parte mesmo é a Nan. Quero demais ler o livro dela, acho que é uma personagem complicada e que precisa ser entendida, tem muito pra ser explorado ali.

    ResponderExcluir
  5. Não gosto de quando um livro usa essa fórmula "programa do João Kléber", explorando o fato de haver um segredo, enrolando, pra só revelar no final.

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo