Esperando por Doggo - Mark B. Mills

22 março, 2016

Dan achava que tinha uma vida feliz com Clara, mas, de uma hora para outra, ela desaparece inesperadamente de sua vida, deixando para trás apenas uma carta de despedida e um cachorro. A pequena criatura é incomum e sequer tem um nome definitivo, ele é simplesmente chamado de Doggo. Agora, Dan tem a missão de devolver Doggo, e, ao mesmo tempo, encontrar um novo emprego. A primeira missão parece ser fácil, a segunda, nem tanto. Com o passar dos dias, Dan começa a desfrutar da companhia de Doggo e não tem coragem de abandoná-lo. De forma singela, mas significativa, a presença do pequeno cão ajuda àqueles que estão ao seu redor. Doggo acaba tornando-se muito mais que um amigo de quatro patas, transforma-se em uma verdadeira fonte de inspiração para o trabalho e para a vida de Dan. 
Esperando Doggo não é só um livro sobre um cachorro. É um livro sobre o poder de uma verdadeira e sincera amizade.



Dan levava uma vida boa, mas de repente isso muda: Clara, sua namorada, some de sua vida sem maiores explicações, e deixa para trás apenas uma carta e Doggo, um cachorrinho estranho sem raça definida que foi adotado por Clara ainda que Dan não concordasse com a ideia - e a antipatia era mútua, Doggo sempre deixou claro seu desprezo por Dan. Ah, não suficiente, Dan também está desempregado.
Agora ele tem duas "missões": encontrar um emprego e devolver Doggo para o abrigo de animais, já que além de não querer um cachorro, o próprio Doggo, com toda a sua indiferença, deixa claro que não faz questão nenhuma de conviver com Dan.
A primeira missão parece simples, mas quando Dan leva o cachorro até o abrigo descobre que para poder devolvê-lo é preciso que Doggo tenha sido castrado, o que o leva a adiar um pouco mais essa devolução.
Quanto ao emprego, Dan consegue uma entrevista em uma agência publicitária para trabalhar com a moça da recepção, mas sem ter com quem deixar Doggo (adiando a ideia de castrá-lo) Dan impõe que, para ele trabalhar ali, o cachorro tem que acompanhá-lo, o que é atendido.
O cachorro apesar de ser feito e não gostar de seu atual dono logo vira o mascote da equipe e esse é só o início da vida de Dan e Doggo, juntos.

Quem acompanha o blog há algum tempo já sabe que eu não suporto histórias com animais, eles são fofinhos, bonitinhos e tudo mais, mas na minha concepção não são o suficiente para basear uma história - tenho trauma com filmes de sessão da tarde e cachorros que falam -, mas ao longo da parceria com a Editora Novo Conceito eles foram me mostrando que nem todas as histórias com animais são ruins, a começar pelo gato Bob e agora com o cachorrinho Doggo.
Foi por isso que demorei um pouco para começar a ler o livro, pegava para ler, ficava com o pé atrás e decidia ler outro livro, até que um dia bati o pé e decidi ler do início ao fim, e me surpreendi positivamente.
A história não é um grande drama ou uma história tão profunda quanto as mais famosas que temos por aí como Marley e Eu, mas é leve e pode facilmente ser lida numa pegada só, porque os capítulos são harmônicos e o ritmo flui bem.
Um livro sem grandes pretensões que mostra como pode surgir uma amizade entre um homem e um cachorro e como isso muda uma vida.

- Amor?
- Ela sempre procura o amor no lugar errado.
- E onde é o lugar certo?
- Onde quer que seja que você não está procurando.

5 comentários:

  1. Sabe que eu até gosto desses filmes com animais falantes? São bem engraçados rsrs.
    Mas enfim, conheço o livro e por mais que a resenha tenha me agradado, não me despertou interesse em ler o livro.

    ResponderExcluir
  2. Sou bem pé atrás pra ler livros assim, mas esse dá pra ver que é um livro com dramas e coisas pra pensar, ele faz você refletir e não parece chato e bobo. Pensei em ler, mas não peguei ainda e nem sei quando pego. Ao menos, para o tipo de livro, dá pra ver que se ler não iria me arrepender.

    ResponderExcluir
  3. Tenho o mesmo problema que vc com histórias com bichos, mas essa eu adorei. Livros assim, pra mim, são o verdadeiro significado de autoajuda. Não é vc seguir mecanicamente o que o livro diz, é seguir em frente, e quando há um amigo tudo fica mais fácil. Há uma lição na história.

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    A historia do livro pareceu ser interessante e gostei de não se ter tanto drama e ser uma historia mais leve, mas não foi um livro que me chamou atenção !!

    ResponderExcluir
  5. Parece ser legal, não é um lovro que eu xompraria, mas leria se me emprestassem. Amizades com animais sempre dão uma boa história.

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo