Escolhida (House of Night #03) - P. C. Cast e Kristin Cast

03 dezembro, 2015

ATENÇÃO! Pode conter spoilers dos outros livros da série House of Night.


Neste terceiro livro da série House of Night os acontecimentos tomam um rumo misterioso e perturbador. Zoey tenta encontrar uma solução para ajudar Steve Rae, que luta para manter sua frágil humanidade, antes que ela se transforme em um monstro. Entretanto, salvar sua melhor amiga significa ir contra Neferet, e para conseguir o que quer, Zoey acaba se aliando a uma inesperada pessoa, tornando-se sua confidente e parceira. Para complicar, o horror atinge a Morada da Noite quando dois assassinatos ocorrem. Zoey se vê num drama pessoal e numa posição realmente delicada. Deve guardar segredos, até mesmo de seus amigos, tomar decisões muito importantes, e agora que acabou se envolvendo com um terceiro cara, deverá lidar com os três, já que não consegue se decidir entre eles.





Zoey mal pode acreditar em tudo que se passou em sua vida desde que foi Marcada, ela já aprendeu a conviver com isso, mas perder sua amiga Stevie Rae a abalou muito, e agora que a tem de volta como uma “não-viva”, Zoey está disposta a tudo para mantê-la por perto e impedir que Stevie Rae se transforme em um monstro, como sabe que já aconteceu com outros adolescentes marcados que morreram e foram tratados da mesma forma que ela.
Quanto mais se envolve com sua amiga, mais fica claro para Zoey que Neferet não era quem dizia ser, não era uma grande professora disposta a ajudá-la no que fosse, mas sim uma invejosa que deseja ter poderes tão grandiosos quanto os de Zoey.
Com tudo que vem acontecendo na Morada da Noite, Zoey é obrigada a amadurecer, o que torna um pouco mais respeitável, porque ela era bobinha demais para ser levada a sério no início, agora ela faz por merecer o seu espaço... mas a grande surpresa fica com Aphrodite! Ela também amadureceu e dá sinais de não ser mais aquela insuportável que queria o mal de Zoey no início da série, e depois do que houve com Stevie Rae, as duas, de repente, começam a conviver mais pacificamente.

A história ia muito bem até então, até Zoey, sei lá porque diabos, se transformar numa quase vadia. Não importa que preguem na Morada da Noite que sangue é prazer, nesse livro Zoey começa a desandar na estrada da traição e parece que não vai parar tão cedo, o que, para mim, arruinou a imagem da personagem e me fez perder o crédito nela, porque o caminho que ela toma claramente é influenciado, e ela se deixa levar. (Esse livro é que deveria se chamar traída!)
Até então ela parecia tão forte, mas nesse livro isso vem por água abaixo. Porque, não bastasse continuar naquela dúvida infernal entre Eric, seu namorado vampiro, ou Heath, seu ex-namorado humano, um professor meio poeta vem mexer com sua cabeça e põe a perder todos os seus relacionamentos.

Esse é o terceiro livro da série e aqui tudo muda, nesse livro foi que comecei a desgostar da série – ela já não tinha me cativado as mil maravilhas, e daqui para frente continuei a ler, mas sem muito entusiasmo.
O que mantém a história interessante, por incrível que pareça, é Aphrodite que parece cada vez mais forte, e a rixa com Neferet, para saber até que ponto essa mulher que Zoey tinha quase como mãe é capaz de chegar.
O humor e as referências a moda pop atual permanecem, honrando os adolescentes a quem a história é dirigida, o ritmo dá uma leve diminuída, mas com todo o problema amoroso de Zoey, cenas picantes aceleram um pouco e colocam a história de volta no ritmo.

Como de costume, as brechas continuam para intrigar o leitor para o próximo livro – e lá vamos nós!

11 comentários:

  1. Eu costumo gostar de estórias de vampiros, mas não foi dessa vez. Já li Marcada e não me conquistou, até desapeguei do livro!

    ResponderExcluir
  2. Não conheço a série, então não entendi muito do que se trata. Mas não é do tipo de literatura que me chama a atenção.

    ResponderExcluir
  3. Eu me interesso pela House of Night justamente por suas referências atuais, o pop no geral, a música, a moda sem deixar o fatídico humor presente em todos os livros desta série. No começo não me interessava, mas no decorrer da divulgação dos futuros livros me apaixonei pela história juvenil, mesmo sendo vampiresco. ♥

    ResponderExcluir
  4. Um dos motivos pra eu não me interessar pela série é que ela é enooooorme. Tem os ingredientes que eu gosto, vampiros e tal, mas não tenho coragem de começá-la sabendo da grande quantidade de livros.

    ResponderExcluir
  5. Bem eu nunca li nada da série, ela é tipo assim: ao infinito e além. Mas tenho vontade, quem sabe um dia nao consiga tempo e $$

    ResponderExcluir
  6. Eu quero muito ler a série série House of Night, só que me assusta a quantidade de livros, mas mesmo assim pretendo ler, só falta eu conseguir comprar os livros, a história parece ser muito boa, sua resenha está muito boa.

    ResponderExcluir
  7. Já conhecia essa história,na época até quis ler,mas acabei deixando.
    Uma pena que você não está gostando tanto nesse terceiro livro,esse é meu receio com séries grandes,os altos e baixos,ler pra ver o final do personagem só que sem aquele entusiasmo inicial,quando alonga mais do que devia.

    ResponderExcluir
  8. Teve uma época que eu queria muito ler esta série, mas confesso que esta vontade diminuiu um pouco.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  9. já ouvi bastante sobre essa serie e até agora não li nenhum livro, fiquei interessada agora, acho que vou por para meta de 2016. gostei da resenha. :)

    ResponderExcluir
  10. House of Night é uma série que não me interessa. Os livros me parecem interessantes por suas sinopses, mas todas as resenhas que leio mais aprofundadas vejo pontos enormemente negativos, o começo da sua resenha estava amando muito Escolhida, o fator de ser marcada e suas perdas. Mas, para piorar a narrativa, a personagem se torna insuportável. Chato.

    ResponderExcluir
  11. Essa serie nao consegue me chamar a atencao, nao sei pq :/
    Dei uma lida por cima aqui no seu post pra nao pegar spoilers haha Que pena que voce nao ta gostando tbm :/

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo