Release: A Matemática do Amor

25 outubro, 2015



A Matemática do Amor
Hannah Fry
Editora Alaúde

Título: A Matemática do Amor - Padrões e Provas na Busca da Equação Definitiva
Autora: Hannah Fry
Tradutor: Mário Vilela
Editora: Alaúde
 Número de Páginas: 144

Não é novidade que o amor já foi tema de incontáveis obras de arte. Mas e se os mistérios que cercam o amor não forem matéria exclusiva das belas-artes e também puderem ser descritos pela matemática? Em A matemática do amor, a doutora Hannah Fry conduz o leitor por uma fascinante jornada entre padrões que regem a vida amorosa e prova – com sabedoria e bom humor – que a matemática é uma poderosa ferramenta para desvendar os complicados, irritantes, enigmáticos e intrigantes padrões do amor. Este é o terceiro volume da coleção TED Books, com livros breves o bastante para serem lidos de uma só vez, mas longos o suficiente para aprofundar um assunto. Perfeitos para quem tem uma mente curiosa e vontade de aprender cada vez mais.

Quais as probabilidades de encontrar o amor? Como funcionam os sites de namoro? Quando começar a pensar em casamento? Qual a chance de ele durar para sempre?
Em A matemática do amor, a doutora Hannah Fry declara sua paixão pela matemática ao mostrar que ela pode ser uma poderosa ferramenta na hora de desvendar os
complicados padrões que regem a vida amorosa, desde a busca pelo parceiro ideal até as maneiras de minimizar as chances de divórcio.
É claro que as emoções raramente se comportam de maneira ordenada, racional ou previsível, e é difícil quantificar a montanha-russa do amor ou definir como duas pessoas vão se sentir através de simples equações, mas isso não significa que a matemática não seja fundamental para o entendimento desse complexo sentimento.
O livro possui uma linguagem leve e bem-humorada, ora permeada por técnicas de abstração (tão comumente usadas pelos matemáticos), ora por dados provenientes de casais da vida real, mas sempre cheia de elementos da ciência e da economia interligados pela matemática. O leitor vai descobrir por que pode ser tão difícil encontrar a pessoa pela qual vem procurando – e como aumentar a probabilidade desse encontro –, aprender o argumento matemático que justifica o ato de abordar alguém em um bar e até conhecer truques matemáticos que o ajudará a planejar a festa de casamento sem dramas.
Assim, o objetivo de A matemática do amor não é só esclarecer aspectos da vida amorosa do leitor – para oferecer uma estratégia aos solteiros que estão em busca de alguém especial e conselhos àqueles que já possuem uma vida a dois –, mas também demonstrar quanto a matemática e o amor, como linguagens da natureza que são, podem estar interligados.

Sobre a autora
Hannah Fry é matemática do UCL Centre for Advanced Spatial Analysis, um centro de pesquisas da ciência da computação da University College London. Em seu trabalho, Hannah emprega modelos matemáticos para investigar padrões no comportamento humano em questões como terrorismo e tumultos violentos até comércio e consumo.
Em paralelo com sua vida acadêmica, ela desempenha atualmente a função de divulgadora da UCL, levando o prazer da matemática a teatros, bares e escolas. Também é uma das apresentadoras do canal do YouTube BBCWorldwide e faz aparições frequentes na TV e no rádio no Reino Unido.
Ela também pode ser encontrada no Twitter: @fryrsquared

9 comentários:

  1. Muito interessante! Sou de humanas, mas antigamente eu achava matemática muito amor mesmo, até que ela complicou demais o relacionamento.

    ResponderExcluir
  2. Achei interessante como ela associou matemática com amor. Mas, não seria algo que eu leria por agora.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Eu não conhecia o livro, logo achei sua capa extremamente bela. Mas, a temática do mesmo me desagradou demasiadamente. O uso do amor mesclado com os cálculos matemáticos me desanimou, o único ponto positivo é o bom humor. Como disse o Anselmo, sou de Humanas.

    ResponderExcluir
  4. Detesto matemática, nunca tivemos um relacionamento amigável e o amor tbm não foi mto legal comigo... temos um impasse hahahahahahah

    ResponderExcluir
  5. Interessante ,mas de complicar a vida ainda mais pra qm não sabe matemática.

    ResponderExcluir
  6. Odeio matemática, acho muito complicado, sinceramente nem tentaria ler haha Sou de humanas também! Até que eu gostei da capa!

    ResponderExcluir
  7. bem curioso o livro e embora eu não curta muito esse tipo de leitura, achei interessante o livro.

    ResponderExcluir
  8. Quando vi matemática ja me desinteressei, como é possivel juntar amor com calculos matematicos? Não sei nem se tentaria ler kk.

    ResponderExcluir
  9. Oi! Gosto quando falam de amor, mas não dessa maneira tão "racional", rs. O livro pode até ter uma capa fofa, mas evito matemática o quanto posso e passo longe dos livros que a mencionam, mesmo que seja para uma boa causa como encontrar a pessoa ideal e como levar um relacionamento.

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo