O Resgate no Mar - Parte I (Outlander #03) - Diana Gabaldon

25 junho, 2015


Há vinte anos Claire Randall voltou no tempo e encontrou o amor da sua vida – Jamie Fraser, um escocês do século XVIII. Mas, desde que voltara à sua própria época, ela pensava que ele tinha sido morto na Batalha de Culloden. Agora, em 1968, que seu amado pode estar vivo. A memória do guerreiro escocês não a abandona... seu corpo e sua alma chamam por ele em seus sonhos. Claire terá que fazer uma escolha: voltar para Jamie ou ficar com Brianna, a filha dos dois?
Jamie, por sua vez, está perdido. Os ingleses se recusaram a matá-lo depois de sufocarem a revolta de que ele fazia parte. Longe de sua amada e em meio a um país devastado pela guerra e pela fome, o rapaz precisa retomar sua vida.


As intrigas ficam cada vez mais perigosas e, à medida, que tempo e espaço se misturam, Claire e Jamie têm que encontrar a força e a coragem necessárias para enfrentar o desconhecido. Nesta viagem audaciosa, será que eles vão conseguir se reencontrar?


No segundo livro da série Outlander, Claire voltou a Escócia após voltar pelas pedras de Craigh na Dun, carregando no ventre o bebê de Jamie Fraser. Por anos ela viveu com seu marido, Frank Randall, e juntos foram para os Estados Unidos e criaram Brianna. Dois anos após a morte de Frank, Claire retorna a Escócia junto a filha para mostrar a Brianna sua origem, e lá encontra Roger Wakefield, filho do reverendo a quem conheceu décadas atrás. O jovem Roger, hoje um historiador, ajuda Claire a descobrir o que aconteceu a alguns dos homens que lutaram junto com Jamie em Culloden.
Roger consegue rastrear alguns deles, inclusive Jamie. Apesar de ter desejado morrer em Culloden, Jamie sobreviveu e alguns relatos o levam a crer que ainda esteja vivo. Depois dessa descoberta, para Claire é como se toda luz voltasse a sua vida, e se Jamie está vivo, ela precisa encontrá-lo, esse é o enredo da primeira parte do terceiro volume da série Outlander.
Junto a Brianna e Roger, o três se empenham a descobrir os passos dados por Jamie nos últimos vinte anos, desde a batalha de Culloden. A cada pista, a esperança cresce no coração de Claire, a esperança de reencontrar o seu único e grande amor – e ela tem uma escolha a fazer: retornar para Jamie significa deixar Brianna para trás, de uma forma ou de outra seu coração ficará dividido.
O amor por Jamie e a saudade por todos os anos afastados fala mais alto, mas Claire ainda tem de levar em conta que o homem que ela deixou para trás há vinte anos prestes a encarar uma batalha sangrenta, não necessariamente é o homem que ela pode encontrar ao retornar a Escócia.

Depois do final chocante de A Libélula no Âmbar, cada dia até a leitura desse livro foi de pura ansiedade, pois Outlander é simplesmente viciante, não importa que o livro tenha centenas de páginas, a autora continua a criar um enredo original e cativante, brilhante ao mesclar a narração entre a Escócia de 1968 e de duzentos anos atrás, retratando com riqueza de detalhes a época em que situa suas histórias e os fatos históricos mais marcantes.
Nesse volume Claire está em busca de Jamie após descobrir que ele não morreu em Culloden, e enquanto segue sua busca a autora intercala a narração entre a busca de Claire e a vida de Jamie após a batalha de Culloden, trilhando os caminhos por onde ele passou até o momento, para que Claire possa retornar à Escócia e encontrá-lo.

Repleto de aventuras, a autora sabe como despertar a atenção dos leitores ao intercalar as narrações, soltando pistas sobre Jamie e até onde Claire já descobriu, o que cria uma ansiedade enorme para o tão esperado momento em que Claire descobre onde Jamie está – e a curiosidade é tão grande que centenas de páginas e dezenas de capítulos passam em um piscar de olhos, é simplesmente impossível largar esse livro!


6 comentários:

  1. Uau, parece ser mesmo muito cativante essa série. Fico com vontade de ler quando vejo as resenhas dos livros, mas nunca comecei. Também tenho planos de assistir à série de TV. Gosto muito de livros com a narrativa intercalada, aumenta a expectativa para quando as histórias vão se encontrar.

    ResponderExcluir
  2. Olá
    nossa, você já esta nesse livro? eu quero muito poder acompanhar a leitura dos livro pq eu achei a serie bem ruizinha, sem falar que eu estou particularmente amando essas capas

    Bjks

    ResponderExcluir
  3. Só tive conhecimento dessa série depois que a Saída de Emergência começou a relança-la por aqui. Mas, desde o primeiro volume, me interessei por ela, pois gosto de tramas que fazem esse jogo "presente x passado". Pelo que vi, a Diana sabe muito bem conduzir e ambientar os leitores nessas duas épocas distintas. A única coisa que me incomoda é o tamanho dos livros, pois sempre fico com a impressão de que tem muita encheção de linguiça e repetição. Mas, como esses problemas passam longe da série, claro que vou querer ler muito em breve.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  4. to adorando saber sobre essa serie, nao li os livros ainda mais já vi em alguns blogs Claire e Jamie sendo apontados como casal favorito, adorei a resenha e to mega curiosa pra ler

    ResponderExcluir
  5. Ai, gosto tanto do seriado - apesar de alguns fatos dos livros terem sido mudados lá - que não penso em acompanhar a série impressa. Eu sou aquela louca que mesmo não tendo lido os livros, acha que tudo no seriado é perfeito, desde as história a escolha dos personagens. Fora a quantidade e o tamanhos dos livros... confesso que bate um pouo de desespero toda vez que penso em lê-los.

    ResponderExcluir
  6. Ainda não tive a oportunidade de iniciar esta série, mas estes e os anteriores já estão na minha lista desejados, pois sempre me indicam e leio resenhas mais do que positivas em relação a historia. Espero poder começar o mais breve possível....

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo