Minha Mãe é uma Peça - Paulo Gustavo

15 maio, 2015


'Minha mãe é uma peça', agora em livro e com histórias inéditas de Dona Hermínia. Essas crianças ainda matam Dona Hermínia de tanta preocupação. Após berrar com os filhos no teatro, no cinema e na TV, ela agora narra as desventuras com a família em livro. Marcelina, que está “imensa de gorda”, e Juliano, que em vez de trabalhar prefere decorar as coreografias daquela “cantora negona linda, a Cebion”, não são os únicos que escutam poucas e boas. Sobra bronca também para o ex-marido, Carlos Alberto, para a nova mulher dele, “a vaca da Soraia”, e para a empregada Valdeia, “que prefere ser chamada de secretária, mas ainda não chegou lá”.

Em sua estreia na literatura, Dona Hermínia — ou melhor, Paulo Gustavo, seu criador — fala sobre sexo, dietas e religião, dá conselhos de como criar os filhos, explica a antipatia que tem por Freud e sua “mania de colocar tudo que é culpa na mãe”, mostra como navegar na internet e faz seu guia de viagens. E, ao contrário dos manuais que ensinam como segurar o marido, conta os segredos para não perder o ex. 

Paulo Gustavo ficou famoso com o monólogo Minha mãe é uma peça, em cartaz desde 2006. Pelo papel, foi indicado ao Prêmio Shell de Melhor Ator. Em 2013, o espetáculo virou filme, que teve o maior público do cinema nacional no ano, com 4,6 milhões de espectadores. Agora, a dona de casa divertida e mandona, que arranca gargalhadas cúmplices no teatro, na TV e no cinema, surge no livro Minha mãe é uma peça em fotos, ilustrações e textos inéditos escritos com a colaboração de Ulisses Mattos e Fil Braz.

O livro "Minha mãe é uma peça" trás no papel as histórias que fizeram o Brasil inteiro rir nos teatros e no cinema, e vai mais além. Dona Hermínia vem reclamar da Marcelina, que só sabe pensar em comer, reclamar do Carlos Alberto, seu ex-marido, e também do filho Juliano, tudo contado por Paulo Gustavo que de verdade, tem um fôlego sem fim.
Não me considero fã de comédias, por isso quando a editora ofereceu o livro, decidi aceitar apenas por causa da crítica positiva que já havia escutado, afinal não dou chance facilmente para comédia. E que bom que dei uma chance! O livro me surpreendeu positivamente do início, e só digo que com cada página desse livro é apenas i-m-p-o-s-s-í-v-e-l não se divertir horrores!

A história não tem um enredo linear de como é ou foi a vida da dona Hermínia, a cada capítulo uma nova cena entra em ação tendo o seu humor como pauta principal, mas é descontado em cima de todo mundo, afinal dona Hermínia não perdoa não. Mas no fundo o que ela tem é um coração grande demais que a leva a querer ensinar os filho s agir da forma certa, só não acertou exatamente os meios para conseguir isso.
Saber que tem o filme em qualquer locadora algumas vezes desanima os leitores, afinal para muita gente (não para mim!) é muito mais fácil assistir em duas horas o que um livro de duzentas páginas vem falar, mas essa obra do Paulo Gustavo tem histórias inéditas que arrancam gargalhadas, e justamente por já ter visto o filme é possível imaginar a sua atuação, seus trejeitos, caras e bocas em cada uma dessas histórias. Quem ainda não viu o filme, pode imaginar igual, afinal pela própria capa se tem um vislumbre do jeitinho "pesado" e cômico da personagem.

Dentro da literatura nacional essa com certeza é uma peça que se destaca, pois alia uma escrita impecável e acessível a uma história divertidíssima e única!


10 comentários:

  1. Eu preciso ler esse livro! *-* Adorei sua resenha e saber que você riu tanto durante a leitura é estimulante, pois eu amei o filme e espero que o livro supere as minhas expectativas *0*

    Bjs!

    Leitura Silenciosa | Blog | FanPage

    ResponderExcluir
  2. eu nao li o livro ainda mais assistir o filme e achei muito engraçado, fico imaginando como deve ser bom ir ao teatro e assistir, porque se o filme foi bom imagina ao vivo.

    ResponderExcluir
  3. Também não tenho tanto costume de ler livros nacionais direcionados ao humor, mas esse livro acho que vou gostar. Claro que falo isso com base no que vi no filme, a dona Hermínia é uma peça realmente. Já vejo ela soltando os cachorros pra cima dos filhos..kkk

    Boa dica.
    Beijos
    http://ventoliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    nossa, eu adorei assistir esse filme, ele me rendeu boas gargalhadas
    rsrsrs, o paulo interpreta muito bem, em quesito comedia ele empata com
    a Tata Wernek rsrsrs

    ResponderExcluir
  5. Ainda não assisti o filme, mas gostava muito da D. Hermínia quando assistia ao 200 Volts, bem como dos outros personagens. Bem que ele poderia fazer mais filmes e livros.

    ResponderExcluir
  6. Ei meninas!
    Tive oportunidade de assistir o filme e me acabei de rir.
    Agora a meta é ler o livro que me parece ser baseado no filme.
    D. Hermínia é tudo de bom.
    Desejo uma ótima semana!!
    “A vida apesar de dura é mágica, por isso sempre acredite no inesperado.”(Maria Miranda)
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Apesar de ter adorado o filme, o livro não me chamou a atenção.
    Acho impagável Paulo Gustavo caracterizado de Dona Hermínia e, como o dito popular, uma imagem vale mais que mil palavras hahahahahahaha

    ResponderExcluir
  8. Eu cheguei a ver o filme, que aliás é muito engraçado, fico imaginando o livro....
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  9. Ainda não assisti a peça, mas já vi o filme e alguns vídeos na net, e só posso dizer que me divirto muito com essa personagem. Que bom que você deu uma chanve a esse livro. Certeza que vou querer ler em.breve.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  10. Oi! Já assistir o filme e confesso que me decepcionei, não consegui rir de muitas coisas. Mas o que eu observei é que a personagem é muito parecida com as mães da realidade e as situações se encaixam no nosso dia a dia. Seus filhos desesperados sem saber o que fazer porque a mãe estava fora de casa, mas estavam preocupados com a comida rsrs. Enfim, não sei se eu leria esse livro, não costumo ler livros de humor.

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo