Bruxa da Noite (Os Primos O'Dwyer #01) - Nora Roberts

12 maio, 2015


De uma das autoras mais queridas do mundo chega uma trilogia sobre a terra a que nos conectamos, a família que guardamos no coração e as pessoas que desejamos amar...

Com pais indiferentes, Iona Sheehan cresceu ansiando por carinho e aceitação. Com a avó materna, descobriu onde encontrar as duas coisas: numa terra de florestas exuberantes, lagos deslumbrantes e lendas centenárias – a Irlanda.

Mais precisamente no Condado de Mayo, onde o sangue e a magia de seus ancestrais atravessam gerações – e onde seu destino a espera.Iona chega à Irlanda sem nada além das orientações da avó, um otimismo sem fim e um talento inato para lidar com cavalos. Perto do encantador castelo onde ficará hospedada por uma semana, encontra a casa de seus primos Branna e Connor O’Dwyer, que a recebem de braços abertos em sua vida e em seu lar.
Quando arruma emprego nos estábulos locais, Iona conhece o dono do lugar, Boyle McGrath. Uma mistura de caubói, pirata e cavaleiro tribal, ele reúne três de suas maiores fantasias num único pacote.
Iona logo percebe que ali pode construir seu lar e ter a vida que sempre quis, mesmo que isso implique se apaixonar perdidamente pelo chefe. Mas as coisas não são tão perfeitas quanto parecem. Um antigo demônio que há muitos séculos ronda a família de Iona precisa ser derrotado.
Agora parentes e amigos vão brigar uns com os outros – e uns pelos outros – para manter viva a chama da esperança e do amor.

Séculos atrás Sorcha, a primeira Bruxa da Noite, lutou frente a frente com o mal, que apareceu na pele de um homem que tudo que desejava era seduzi-la, Cabhan, o extremo oposto de Sorcha. Enquanto ela era o bem, a luz, ele era um demônio ansiando por seu poder.
Casada com o chefe de um clã, Sorcha teve três filhos, mas desejava mais, e Cabhan soube, dia após dia, explorar suas fraquezas, o desejo de ser mãe novamente, a saudade do marido, mas Sorcha não se deixou abater e antes de dar suas últimas forças para vencer Cabhan, ela dividiu seu poder para os três filhos, e desde então os dons da Bruxa da Noite têm passado de geração a geração.
Agora, em 2013, Iona se muda dos Estados Unidos para a Irlanda, para encontrar as raízes de sua família e, talvez, as suas próprias. Apesar de ter sido criada por bons pais, sempre lhe faltou mais carinho, mais amor, e ainda que sua avó pudesse suprir a ausência familiar, Iona desde nova ansiou por um amor, alguém que lhe mudasse a vida e todos os sentidos.
Ao chegar a Irlanda ela conhece Branna e Connor, seus primos que amigavelmente aceitam recebê-la em sua casa. Então, depois de gerações, os três herdeiros de Sorcha estão juntos novamente enquanto Cabhan se recupera em algum lugar à espera do momento certo para atacar.
Logo Iona descobre que se mudar para Irlanda pode ter sido a melhor das escolhas: uma família para recebê-la de braços abertos, um local para trabalhar com cavalos - a sua grande paixão! -, poderes que ela nem sonhava ter e controlar, e um homem que lhe tira o fôlego e o sono!

Confesso que das "criaturas sobrenaturais" a que sempre me chamou menos atenção foram as bruxas, mas quando se trata de Nora Roberts sou obrigada a dar uma chance! E me surpreendi bastante!
Nos primeiros capítulos temos a história de Sorcha, que explora a magia e a "luta" entre a luz e a escuridão, sendo ela o bem e Cabhan o mal. Mas logo começa a história de Iona e tudo fica mais crível.
Os personagens secundários também contam muito para a história: Branna e Connor são os primos de Iona, eles conhecem toda a história da família e já têm experiência com os poderes que a herança de Sorcha lhes deixou, então podem ajudar Iona a crescer e ficar cada dia mais forte.
Meara, uma amiga de Branna, Finn, uma ex-paixão de Branna, e Boyle, grande amigo de todos, deixam a história irresistível. Acredito que grande parte da atração do enredo está na presença deles, Meara têm tiradas ótimas e divertidas, ela equilibra os lados e logo se torna uma grande amiga de Iona também. Finn é mais ausente, mais reservado, mas carrega uma herança também, e Boyle é um homem irresistível, mas muito cabeça dura, que ao mesmo tempo que seduz, irrita, como numa relação de amor e ódio que apimenta a história.
O enredo é diferente do que estou acostumada e foi uma leitura viciante, nesse livro retrata mais o aprendizado de Iona e o seu romance com Boyle, mas os próximos livros prometem ainda mais ação!


12 comentários:

  1. Oiiêê
    ainda não li nada dessa autora, mas desde seu lançamento eu fiquei
    baita curioso sobre esse livro, e agora com a resenha deixou mais interessado, espero poder le-lo bem depressa
    Bjks

    ResponderExcluir
  2. livros da Nora Roberts eu so li o quarteto de noivas q gostei bastante agora eu entendo poruqe todo mundo fala bem dela, me interessei muito por bruxa da noite desde a primeira vez que vi,adoro historias que abordem bruxas, adorei a capa que é linda , vou ler e espero gostar.

    ResponderExcluir
  3. Estava agora mesmo comentando que nunca li nada de Roberts =/
    Não sei, mas acho que é o fato de sempre serem trilogias ou séries que afastam a minha vontade de ler.
    Fico feliz que tenha gostado e espero que leia o próximo em breve!
    Tb amo seres sobrenaturais!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  4. Oi meninas!
    Como saber quem resenhou?
    Na verdade o que mais gosto na Nora é a versatilidade com que ela aborda temas diferentes em seu livros ou séries e aqui não foi diferente, trouxe as bruxas, que ´´e um assunto que muito me fascina. E aí ela cria um enredo e tudo vira romance, bom demais.
    “Tudo na vida acontece em função do melhor!Acredite, a sua amargura de hoje é, com certeza, a sementinha da sua alegria de amanhã!”(Mariluci Carvalho)
    Semaninha cheia de luz e paz!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todas as resenhas e postagens têm sido feitas por mim! A Thayná largou o blog por um tempinho porque está fazendo intercâmbio e a carga horária dela é bem puxada.
      Beijos

      Excluir
  5. Adoro as bruxas e bruxos da Nora, sempre que sei que tem um livro deste na área, corro para ler. Também gostei do livro.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. Eu também ainda não li nada da autora, mas essa série parece ser uma boa opção pra começar.

    ResponderExcluir
  7. Oi! Já tinha visto uma resenha onde a blogueira disse que o livro focava mais no romance que nas bruxas, e você meio que confirmou isso :/

    Ao contrário de vocé, amo bruxas! ♥ Mas não lerei esse :/

    Bjs.

    Leitura Silenciosa | Blog | FanPage

    ResponderExcluir
  8. Nora é uma das escritoras mais atuantes da atualidade. E faz tempo que não leio nenhum desses livros, entretanto, mesmo sua resenha sendo positiva, já vi muitas criticas ( de gente que é super fã) que esse livro falta alguns dos elementos que tanto caracterizaram a autora, enfim... Espero não me decepcionar com a leitura.

    Beijos
    http://ventoliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Nora tem um dom de transformar tudo o que se propõe a escrever, seja sobrenatural, policial, romance ou algo futurista. Gosto muito dos mocinhos, aqueles que não cabeças-duras, e dessa prioridade que ela dá aos romances ♥
    Sua resenha foi a primeira que li e gostei bastante.

    ResponderExcluir
  10. Ainda não li nada da autora, mas elogios são o que não faltam em relação aos seus livros. Em relação aos seres sobrenaturais, as bruxas estão entre meus preferidos. Achei essa premissa bem interessante, pois gosto dessas tramas que fazem esse jogo passado x presente. Enfim, quero ler em breve.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  11. Oi! Nunca li nada da Nora, mas claro que já vi muitos elogios ara ela e morro de vontade de me aventurar nos seus romances. Não imaginava que ela trouxesse o sobrenatural das bruxas para as páginas. Me encantei pela capa e ela tinha me conquistado, mas a sinopse me deixou com um pé atrás, achei que a personagem pode não cativar tanto o leitor, acho que foi a má impressão que a sinopse me deixou. Mas sua resenha mostrou pontos bons da história, os personagens carismáticos e o mocinho conquistador. Uma coisa eu me identifiquei com ela, ela ama cavalos e eu também.

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo