Laços de Sangue (Bloodlines #01) - Richelle Mead

07 abril, 2015

               Sydney estava encrencada. Em sua última missão, ela tinha ajudado a dampira Rose Hathaway a escapar da prisão, e essa aliança foi considerada uma traição grave, já que vampiros e dampiros são criaturas terríveis e antinaturais, ameaças àqueles que os alquimistas devem proteger - os humanos. Com sua lealdade colocada em questão, Sydney se sente obrigada a voluntariar-se para uma tarefa nada agradável - ajudar a esconder Jill Dragomir, uma princesa vampira que está sendo perseguida por rebeldes que querem o poder. Caso ela seja capturada e assassinada, a rainha Lissa ficará sem nenhum parente vivo e, como manda a lei, terá de abdicar do trono - o que culminará numa guerra civil tão sangrenta no mundo dos vampiros que certamente afetará a humanidade.
               Assim, pelo bem dos humanos, Sydney aceita se disfarçar de estudante e passa a conviver diariamente com Jill e seu guardião Eddie, quando os três são matriculados como irmãos no último lugar em que qualquer um procuraria a realeza dos vampiros - a Escola Preparatória Amberwood, em Palm Springs, na Califórnia. Mas entre uma pizza e outra, entre um jogo de minigolfe e uma conversa sobre garotos, ela começa a ter a sensação de que talvez esses seres estranhos não sejam tão maus assim, principalmente Adrian, um vampiro muito próximo de Jill que desperta os sentimentos mais contraditórios - e proibidos - em Sydney...
                O problema é que além de refletir sobre suas convicções e se preocupar com o seu coração, que anda acelerando mais do que deveria, a garota terá de encarar outros inconvenientes um pouco mais graves, como as tatuagens que viraram febre entre os alunos da escola e que parecem conferir poderes sobrenaturais a quem as usa. De que ingredientes elas eram feitas? Quem estaria por trás disso? Será que havia algum alquimista traidor entre eles? Caberá a Sidney resolver todos esses mistérios e garantir a paz entre os humanos antes que seja tarde demais.

               Sydney é uma alquimista muito competente, ela foi criada para agir em nome do que os alquimistas pregam, encobrindo rastros dos vampiros e protegendo os humanos. Porém, depois de ajudar Rose Hathaway a escapar da prisão na história de Academia de Vampiros, Sydney ficou em maus lençóis perante os seus, acusada de agir em favor de criaturas que eles consideram aberrações, monstros que não deveriam existir. Ao ajudar Rose, para os alquimistas Sydney os estava traindo. Mas agora ela tem uma chance de recuperar a confiança de seu pai e dos demais alquimistas.
               Uma nova missão surgiu decorrente dos problemas que a rainha Moroi, Lissa Dragomir, tem enfrentado no trono por só ter uma parente viva, sua meia-irmã Jill. A vida de Jill foi colocada em risco por rebeldes que buscam tirar Lissa do poder, e agora Morois, dampiros e alquimistas estão agindo juntos para garantir a proteção da princesa.
               Quando surge a oportunidade, Sydney se voluntaria para ir no lugar de sua irmã, atuando com outro alquimista e se passando por irmã mais velha de Jill, para que possam ficar no mesmo dormitório. À missão se unem ainda Eddie, que é um dampiro guardião de Jill, e Adrian, um Moroi que, a princípio, parece não ter função nenhuma nessa missão.
               O objetivo é manter Jill segura enquanto estudam em um colégio interno em Palm Springs na Califórnia, um lugar incomum para vampiros – pois o sol os enfraquece – e de onde os strigois mantêm distância.
               Uma missão cheia de coisas desagradáveis para Sydney, como conviver com vampiros, cursar novamente o ensino médio e ainda ter de aturar Keith, um alquimista que Sydney odeia há anos e que parece estar disposto a tudo para mandá-la de volta para casa. Mas mal sabia ela que a missão poderia ficar ainda mais interessante, com descobertas sobre morois, dampiros e os próprios alquimistas que podem por em cheque tudo que Sydney sempre foi levada a acreditar.
                E quando uma tatuagem que dá força se torna popular entre os alunos do internato, Sydney terá mais um problema em mãos.
                Essa é a chance dela de aprender mais sobre as criaturas que tanto odeia, rever seus conceitos, e solucionar os mistérios que os cercam, enquanto tenta se convencer de que seu coração batendo por quem não deveria é apenas uma ilusão, não um problema a ser encarado.

               Para uma fã de Academia de Vampiros como eu, poder retornar ao universo tão bem criado por Richelle Mead é sempre um prazer, e com a leitura de Laços de Sangue não foi diferente. Com uma trama envolvente e, ainda assim, bem diferente do que encontramos em VA, a leitura foi rápida e deliciosa.
               Os alquimistas sempre foram um grupo que despertou a curiosidade, com regras e princípios próprios, eles dizem ajudar os humanos, mas há muito mais para se descobrir sobre eles, e parte da saga de Sydney gira em torno disto.
               O melhor do livro é a forma como a autora consegue unir um enredo sobrenatural ao cotidiano humano, como se fosse algo muito normal e possível, o que deixa a história fluída e confortável de ler. Repleta de mistérios, temos mais uma grande e forte protagonista criada pela Richelle que promete conquistar a história, livro após livro.

               A diagramação do livro ficou excelente, a editora caprichou na capa – cá entre nós, bem melhor que a capa original! – e, para alegria dos fãs, está lançando os livros com um intervalo não muito longo. O Lírio Dourado, que é a continuação, já está aí e o próximo livro não deve demorar.

               O ideal para começar a ler esta série é já ter lido Academia de Vampiros, caso contrário poderá encontrar vários spoilers da série e poderá ter um pouco de dificuldade para se situar na história. Mas, quem preferir começar a ler direto Bloodlines, vai conseguir compreender a história (como eu disse, pode não se situar logo de cara) mas o enredo é bem explicado, e introduz direitinho quem é quem, o que cada criatura representa e o porque de estarem ali!
               Recomendo a leitura de Academia de Vampiros primeiro, mas não é uma obrigatoriedade, afinal essa série começa de onde VA encerra.

7 comentários:

  1. oiii, eu não sou muito fã dessa serie, nem tão pouco de suas capas, rsrsrs
    mas pra que é fã como meu vizinho acho que ele ficou animado de mais, kk
    Bjks
    P.S. quando sail o resultado do top comentarista?

    ResponderExcluir
  2. Achei legal a sinopse e o link que tem com o mundo humano, mas nunca li Academia de Vampiros.

    ResponderExcluir
  3. Sempre vi resenhas desse livro e nunca me importei muito, pois como é uma extensão de Academia de Vampiro eu não iria ler tudo isso. Não gosto de ler uma série de muitos livros porque fica cansativo e massante. E também não gosto muito de historia de vampiros, só algumas me conquistam, mas no geral é tudo muito igual, essa eu percebi que tem uma trama mais original, mas mesmo assim não me interessou muito.

    ResponderExcluir
  4. Oiee.
    Essa série Bloodlines até que me interessava quando eu não sabia que ela tem uma relação com Academia de Vampiros, isso acabou fazendo com que eu desistisse de lê-la, pois não curto VA, então acho que não vou curti essa também. Melhor deixar pra quem curte.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  5. Nunca cheguei a ler nada da Richelle Mead, mas sempre li elogios em relação as séries dela. Confesso que vampiros não tem me agradado ultimamente, mas se a trama for boa, consigo deixar isso um pouco de lado. O que achei interessante foi saber que a autora dar um ar de realidade em um enredo sobrenatural. Acho isso incrível. Enfim, se tiver oportunidade, darei uma conferida.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  6. Leio boas resenhas dos livros, mas eles em si, sinopse, não me chamam a atenção.
    Foi como com VA: falavam maravilhas deles e mesmo assim preferi assistir a adaptação pq os livros não me chamavam a atenção,

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Já conhecia a serie por VA e adorei esse novo olhar sobre personagens que já conhecia principalmente o Adrian amei o livro e a Sydney me surpreendeu !!!

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo