Devoção (Devoção #01) - J. C. Reed

21 abril, 2015


Com uma promissora carreira pela frente, Brooke Stewart não é o tipo de pessoa que se envolve em relacionamentos, principalmente em seu trabalho. Entretanto, ao ser enviada para fechar um grande negócio na Itália, ela percebe que uma das peças-chave do seu novo projeto é o cara que ela havia abandonado dias antes em sua cama.
Jett era um homem de negócios. E altamente atraente. Seu sorriso malicioso escondia seus verdadeiros intuitos e seus olhos verdes eram um convite permanente. Sexy e arrogante, um cretino e um estranho, disposto a conseguir tudo o que quer e, desta vez, ele desejava Brooke, não importando o preço a pagar.
Então, quando eles percebem que essa relação pode afetar o mundo dos negócios, surge um contrato...





Brooke é uma mulher recém formada na faculdade e que tenta se empenhar ao máximo em seu trabalho, por isso quando seu chefe manda que ela vá a um clube de cavalheiros se encontrar com um promissor futuro cliente chamado Mayfield, ela – e toda sua paciência – se dedicam a esperar pelo homem. Por causa de algum imprevisto, o sr. Mayfield não pôde comparecer e enviou em seu lugar o charmoso Jett Towsend.
Brooke tem ordens de tratar diretamente com o sr. Mayfield, mas Jett é atraente e sabe disso, ou melhor, sabe como se aproveitar disso. Nessa primeira noite Brooke não cai em seus encantos, mas depois de uma noite de bebedeira acompanhada da melhor amiga, é na cama de Jett Towsend que Brooke acorda, e logo ela sabe que sua vida não vai mais ser a mesma.
Depois de receber uma proposta irrecusável de trabalho, Brooke se vê a caminho da Itália para fechar um grande negócio: e lá ela se depara com o irresistível Jett Towsend, a quem ela havia abandonado na cama poucos dias atrás, e que agora vem a ser seu chefe. A atração entre eles é inegável, e ambos sabem disso, e agora como Brooke ocupa um cargo diretamente ligado a Jett, é impossível se manter afastada.
Para satisfazer o desejo de ambos, Jett propõe que assinem um contrato, no qual consta que continuarão a se relacionar sexualmente, mas Brooke não pode contar a ninguém, e deve continuar trabalhando com ele.
Esse é apenas o primeiro passo na entrega de ambos.

Como fã de romances eróticos, me entreguei a leitura de Devoção curiosa com a dinâmica tratada pela autora que, em muito, relembra o sucesso de cinquenta tons de cinza – contrato, segredos, erotismo –, mas a autora soube como formular um enredo próprio, trazendo situações tanto presente quanto passadas para embasar o caráter de seus personagens, bem como explicar seus comportamentos.
Com uma pegada controladora, Jett quer tudo ao seu modo, enquanto Brooke, que carrega um sentimento de inferioridade dentro de si, se dispõe a assinar o contrato e satisfazer seus próprios desejos, mas sempre se questionando o porquê de Jett tê-la escolhido.
Apesar de sensual, faltou profundidade à história. O enredo foi bem delineado, a autora soube como criar um clímax e despertar a curiosidade dos leitores, mas na escrita em si, alguns trechos foram superficiais, a química entre os dois não entrou em combustão como eu esperava, de forma que ao ler me parecia apenas mais uma cena de sexo, faltou algo que cativasse o leitor, que destacasse os personagens. Brooke e Jett prometeram muito, mas não souberam cumprir.
Esse é apenas o primeiro livro da trilogia, então segue a esperança de que nos próximos volumes eles se conectem mais intensamente.
Ainda que a história não tenha me agradado no todo, tenho de reconhecer o excelente trabalho da editora na diagramação do livro, a fonte tem um tamanho bom, confortável de ler, as páginas amareladas contribuem ainda mais, e os detalhes nos inícios dos capítulos e em alguns trechos mostram o capricho da editora para fornecer aos leitores um excelente trabalho.

7 comentários:

  1. Oiee.
    Quando esse livro foi lançado eu fiquei bem animada para lê-lo, pois assim como você também curto um livro com uma pegada hot, então já li vários.
    Mas quando comecei a ler as resenhas vi que o livro é bem previsível então isso foi me desanimando, queria que tivesse algo diferente, mas não tem.
    Então acabei desistindo de lê-lo, pode ser que esse ano eu o leia, mas ainda não é uma certeza.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  2. OiiêE^
    sempre tive vontade de ler esse livro, kkkk acho que é um os
    poucos livros desse genero que me deu curiosidade de ler
    Bjks

    ResponderExcluir
  3. Nunca li Cinqueenta Tons, mas também notei a semelhança no enredo. Fico me perguntando se este não seria um fator negativo para potenciais leitores que não são ávidos pelo gênero.

    ResponderExcluir
  4. Bem clichêzinho. Aquele típico caso da mulher gostosinha que ocupa um cargo inferior, o chefe gostosão que de alguma maneira que ninguém sabe explicar se interessou por ela, eles transam e um deles sai de fininho fingindo que nada aconteceu. E como o mundo é pequeno não é mesmo? Eles se reencontram e trabalham juntos! Que lindo! Agora a parte do contrato é nova. Já já vira moda também. EU NÃO AGUENTO MAIS. Sério, esse tipo de clichê já saturou faz tempo.

    ResponderExcluir
  5. Bem, apesar de nunca ter lido um romance erótico, acho que uma das grandes características é a química entre o casal protagonista. Fica um pouco difícil de gostar de uma trama erótica em que isso não se vê. E essa superficialidade em alguns trechos também não é legal. Enfim, acho que será muito difícil dar uma chance a essa série.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  6. Sou muito quanto quanto ao gênero mais picante. Não quero somente cenas de sexo a cada dois parágrafos, quero cenas boas, diálogos inteligentes, humor e boa tiradas. Já li boas resenhas sobre o livros, mas isso de assinar contrato é totalmente desestimulante pra mim.

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Gostei do livros os personagens parece que combinam e a narrativa e bem envolvente com certeza ele me lembra outros livro mas parece que a autora consegue fazer o livro funcionar !!!

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo