Para Sir Philip, Com Amor (Os Bridgertons #05) - Julia Quinn

17 março, 2015


Eloise Bridgerton é uma jovem simpática e extrovertida, cuja forma preferida de comunicação sempre foram as cartas, nas quais sua personalidade se torna ainda mais cativante. Quando uma prima distante morre, ela decide escrever para o viúvo e oferecer as condolências. 
Ao ser surpreendido por um gesto tão amável vindo de uma desconhecida, Sir Phillip resolve retribuir a atenção e responder. Assim, os dois começam uma instigante troca de correspondências. Ele logo descobre que Eloise, além de uma solteirona que nunca encontrou o par perfeito, é uma confidente de rara inteligência. E ela fica sabendo que Sir Phillip é um cavalheiro honrado que quer encontrar uma esposa para ajudá-lo na criação de seus dois filhos órfãos. 
Após alguns meses, uma das cartas traz uma proposta peculiar: o que Eloise acharia de passar uma temporada com Sir Phillip para os dois se conhecerem melhor e, caso se deem bem, pensarem em se casar? 
Ela aceita o convite, mas em pouco tempo eles se dão conta de que, ao vivo, não são bem como imaginaram. Ela é voluntariosa e não para de falar, e ele é temperamental e rude, com um comportamento bem diferente dos homens da alta sociedade londrina. Apesar disso, nos raros momentos em que Eloise fecha a boca, Phillip só pensa em beijá-la. E cada vez que ele sorri, o resto do mundo desaparece e ela só quer se jogar em seus braços. 
Agora os dois precisam descobrir se, mesmo com todas as suas imperfeições, foram feitos um para o outro.

          Eloise Bridgerton já estava convencida de que seria uma solteirona para sempre, afinal depois de tantos anos indo a bailes e todas as convenções sociais em Londres, nenhum homem foi capaz de lhe despertar o interesse - tanto que foi capaz de rejeitar seis propostas de casamento -, mas ela estava satisfeita com sua escolha, afinal sempre teria sua melhor amiga, Penelope, para lhe fazer companhia.
       Até que meses atrás Penelope, que nunca havia recebido um cortejo, se casou com Colin Bridgerton, e, apesar de Eloise ficar feliz por ver seu irmão preferido e sua melhor amigas juntos e felizes, não pode evitar se sentir solitária. Logo após uma prima veio a falecer e, como a paixão de Eloise é escrever, decidiu mandar um recado de condolências ao viúvo, e desde então cartas e cartas foram trocadas. Quando uma carta em especial a chama para se juntar a Philip, o viúvo, para que possam se conhecer pessoalmente, Eloise arma um plano para ir até ele e conferir se as palavras refletiam a pessoa.
          Sir Philip nunca foi um homem dado as coisas costumeiras da vida, foi a universidade e pretendia levar uma ida diferente, mas a morte de seu irmão o levou a assumir todas as responsabilidades, o título e um casamento com uma mulher que, apesar de desejar, não amava. Foram longos oito anos, mas ele sempre se manteve fiel, em respeito a ideia do casamento e aos filhos, mas após a morte de sua esposa, um peso saiu de suas costas, deixando apenas uma preocupação: seus filhos precisam de um exemplo materno, de alguém que possa lhes ensinar as coisas da vida e amá-los.
             Quando a carta de Eloise Bridgerton chegou, a princípio era um mero bilhete, mas com o tempo a ideia se formou em sua cabeça: Eloise vinha de uma família grande, parecia amorosa e poderia ser um bom exemplo aos gêmeos de sete anos. A questão agora é fazer todos se comportarem para que ela não saia correndo antes mesmo de entrar na casa, e com o humor de Philip somado as travessuras dos gêmeos, será um grande desafio.

          A cada livro dessa série me apaixono ainda mais por essa família, e pela escrita da autora. Nesse livro temos uma mocinha forte, decidida, Eloise sabe o que quer e não vai se contentar com menos, depois de ter visto os pais apaixonados, e ter visto cada um de seus irmãos se casar por amor, ela jamais se contentaria com um casamento de conveniência, tanto que rejeitou diversas propostas por saber que jamais poderia se apaixonar pelos homens elitizados de Londres.
          Philip não se encaixaria exatamente no seu perfil, mas logo fica claro que seu gênio grosseiro é uma casca, e por baixo disso há um homem que sofreu na infância, que teve um casamento terrível e não sabe como cuidar dos próprios filhos. Por isso, a cada dia, Eloise se apega mais a ele, ainda que os dois discutam na maioria das vezes, principalmente porque Eloise adora falar enquanto Philip adora o silêncio.
          Apesar de serem opostos, eles estão dispostos a tentar, o empecilho são os gêmeos, mas são eles que fazem toda a história valer a pena. Amanda e Oliver são duas crianças que já aprontaram de tudo, que todo dia destroem alguma coisa dentro de casa e fazem malcriações aos criados e professores, e somado as discussões épicas de Philip e Eloise, o livro ganha uma diversão a parte que torna a leitura mais descontraída e muito mais empolgante.
          Como de costume, os demais irmãos aparecem em cena e querem proteger a irmãzinha, o que une todos os enredos e da um plus a história. Sempre digo que um dos pontos mais positivos nessa história é a união entre os demais livros, não são meros personagens isolados, todos interagem e dão continuidade a história.
          Com um enredo diferente dos demais livros, a autora soube manter o leitor preso à história, e desejando por mais!

7 comentários:

  1. Devo adimitir que eu não gosto muito de livros de epoca, e esse entra na roda tambem, nunca gostei e talves nunca erei de gostar, kkkkk, e olha q um colega me ofereceu de gratis um livro e eu não aceitei, kk, mas as capas dessa serie são lindas...

    ResponderExcluir
  2. Não conheço uma pessoa sequer que não tenha gostado dessa série! De tanto ler resenhas positivas, acabei me interessando por esse romance histórico. Espero lê-lo em breve!

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nenhum da série, esse me interessou.

    ResponderExcluir
  4. É muito bom quando os autores vão se superando a cada volume lançado de uma série, não é?!?! Apesar de achar uma série com mais de cinco livros um pouco longa demais, se as histórias não ficarem repetitivas e/ou com encheção de linguiça, acho que vale a pena dar uma conferida. Pelo que vi, temos um casal com personalidades opostas, mas que juntos mostram química. Enfim, vou querer ler todos os livros dessa série.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  5. Não li ainda nenhum livro desta série, a capa é muito bonita, mas não me chama a atenção.

    ResponderExcluir
  6. Ainda não tive a oportunidade de iniciar esta série, mas tenho muito interesse mesmo pois nunca li nada da autora, faz tempo que nunca leio nada de época e sempre leio resenhas super positivas sobre os livros anteriores e sobre este quinto também.Espero poder começar a ler em breve.

    ResponderExcluir
  7. Eu amei o primeiro, gostei do segundo, me decepcionei com o terceiro e amei o quarto. Tenho dúvidas quanto a romances baseados em cartas, mas to muito ansiosa por este apesar de a série, pra mim, ter tido seus altos e baixos.

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo