Quatro: A Transferência - Veronica Roth

02 outubro, 2014






Um pouco mais sobre Quatro! Os fãs da aclamada série Divergente, de Veronica Roth - autora bestseller do New York Times -, vão se empolgar com A transferência, a primeira de quatro novas histórias contadas sob a perspectiva de Quatro. Cada breve história explora o mundo da série Divergente pelos olhos do misterioso, mas carismático, Tobias Eaton, revelando facetas desconhecidas de sua personalidade, de seu passado e de seus relacionamentos.






Depois de ler Divergente é impossível não se apegar ao valente Quatro, pensando nisso a autora resolveu presentear os leitores com quatro contos sob a perspectiva dele, e esse é o primeiro.
Em A Transferência vemos a vida de Tobias Eaton, um membro da Abnegação filho do grande líder dessa facção, mas que não passa de um menino solitário, que não tem amigos, não tem mãe, tem apenas um pai violento que vive de fachada, mostrando-se um grande líder para os outros membros da Abnegação – a facção conhecida por seu desapego material e pela bondade para com o próximo – mas que na verdade não passa de um homem violento capaz de fazer atrocidades com seu único filho.
Por isso que quando chega a hora de fazer o teste, a esperança de Tobias é que algo dê errado, algo seja diferente para que ele não se sinta tão culpado pelo que gostaria de fazer. Mas não, sua aptidão no teste realmente é a abnegação.

"Eu preferiria qualquer outra facção. Qualquer outra facção que não fosse a minha, em que todos já decidiram que não sou digno de atenção".

Apesar da aptidão no teste ser um indicativo de qual facção seguir, Tobias só sabe de uma coisa: ele precisa escapar de seu pai. E só uma facção é capaz de lhe propiciar esse escape e ainda torná-lo forte o suficiente para enfrentar o que estiver por vir: a abnegação.
Mesmo não sendo essa facção a sua aptidão, Tobias se revelou uma grande surpresa para os demais membros, quando tudo que queria era ser desvinculado da presença de seu pai, e isso eles foram capazes de lhe permitir: ao entrar, Tobias pode escolher um nome, e na falta de um passaram a chamá-lo de careta, o que para ele era melhor que seu próprio nome.

"Nunca me ocorreu que eu poderia um dia me recusar a revelar a alguém meu nome, ou que eu poderia fornecer um nome falso, construir uma identidade nova para mim mesmo. Aqui, sou livre. Livre para responder rispidamente às pessoas, para me recusar a fazer algo que elas pedirem e até mesmo mentir".

E quando entrou no teste dos medos foi que se revelou completamente: Tobias só tem quatro medos, todos ligados a vida que quis deixar para trás, o que lhe mostra que tem que ser ainda mais forte para superá-los, abandonar a abnegação foi apenas o primeiro passo. De qualquer forma, esse foi um novo recorde na facção que lhe rendeu o nome pelo qual todos o conhecem: Quatro.


Por ser um conto ele é curto e a leitura é extremamente rápida, mas também é prazerosa, e acredito que todos que são fã do Quatro vão pensar da mesma forma. Ele se destaca tanto já no primeiro livro que é impossível não querer saber mais sobre ele, e esse conto é apenas o primeiro passo. Nele conhecemos o verdadeiro Tobias, a vida dele antes de chegar a abnegação e fica mais claro que nunca o quão forte ele é, não só de força física mas de espírito por estar disposto a se adaptar em uma facção completamente oposta à sua para seguir o caminho que deseja – e não o que escolheram para ele.

E esse é apenas o primeiro conto, mais três estão por vir, todos reunidos em um único livro, e mal posso esperar!

12 comentários:

  1. Eu comprei meu exemplar dos contos em inglês mesmo pois não aguentei esperar e já ameeeei todos! *---*
    É ótimo poer conhecer realmente o Four, entrar na mente dele, saber como foi a formação do homem que ele é em Divergente. É incrível, adorei ler cada conto!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Imagine eu então que nem comecei ainda a ler a série! Gostei de saber da novidade.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Eu não li a série ainda, acompanho apenas pelas resenhas que saem na blogosfera. Gostaria de ler também estes contos. A ideia de usar um dos personagens que pelo visto é bem carismático é muito bom.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  4. Opa falou do Quatro é comigo mesmo hahahaha, eu ainda não li aos livros da trilogia, só vi o filme Divergente mesmo, e somente ele bastou para que eu me apaixonasse pelo Quatro e é claro pela trilogia, pretendo ler assim que for possível.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  5. Realmente é impossível não gostar do Quatro. Estou louca pra ler esse contos, parecem ser todos incríveis! A única coisa ruim é que ele é curto :/
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Eu gosto demais do Four, mas como comentei mais cedo. Eu peguei uma birrazinha dessa trilogia pois li spoilers. o//
    É um saco quando acontece isso. Vejo pessoas falando que quando ficam sabendo spoiler querem mais ainda ler, eu já sou totalmente diferente eu fico revoltada e não quero ler.
    Mas depois irei terminar com certeza e ler esses do Four.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Eu sou aquela que só acompanha as adaptações ultimamente e tbm me apaixonei por 4 ♥

    ResponderExcluir
  8. Pra mim o livro era sobre o ponto de vista do quatro em alguma capitulo de divergente, não sabia que era um conto! Gostei de saber...

    ResponderExcluir
  9. Eu gosto demais da ideia de conhecer a história pelo ponto de vista do Quatro. Não li Divergente ainda, somente vi o filme. De qualquer forma, ele é um bom personagem!!
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Muito amor pra autores que escrevem POV!
    Qual twilighter não surtou com a possibilidade de Midnight Sun, o POV do Edward.
    Invejo os iniciandos que tiveram a sorte grande da autora ser iluminada e escrever pra eles!

    ResponderExcluir
  11. Ainda não li a série toda, então nem posso ler esse....
    Mas acredito que deve ser ótimo ler algo na visão de um personagem que é tão amado assim. =)

    ResponderExcluir
  12. Ainda estou no primeiro volume da série, mas já amo o Quatro!! Ele é um personagem incrível. Com certeza vou querer ler depois que terminar os livros.

    Beijos!

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo