Demi Lovato - 365 Dias do Ano

26 agosto, 2014


          Para a megaestrela Demi Lovato, a vida tem sido uma jornada — de conquistas impressionantes e perdas arrebatadoras. Cantora recordista de vendas, apresentadora de TV e atriz, ela enfrentou batalhas com a depressão e a dependência, tudo isso sem desistir de encontrar a felicidade e a si mesma. Demi compartilhou sua trajetória na mídia, nas letras de suas músicas e para seus 17 milhões de seguidores no Twitter. Esses tweets resultaram neste livro, uma obra em 365 insights honestos, esperançosos e impactantes. Aqui estão, nas próprias palavras de Demi, as citações que a inspiraram, assim como suas reflexões pessoais e seus objetivos. Demi Lovato — 365 dias do ano é para todos, em qualquer lugar, que precisem de conforto, inspiração e um motivo a cada dia para serem fortes em sua própria trajetória.



          Acredito que todo mundo já ouviu falar de Demi Lovato, ou, pelo menos, já ouviu sua música tocando nas rádios ou viu um de seus filmes como estrela da Disney. E todos que a viram ou ouviram já imaginaram como deve ser bom ser famoso, ser reconhecido mundo a fora, ter fama, dinheiro, sucesso, ser bonito, viajar o mundo e muitos outros prós que quem não vive essa realidade fica idealizando.
          Mas a realidade para Demi não é essa. Ela já foi para reabilitação por uso de drogas e álcool, já teve transtornos alimentares como bulímia, descobriu-se bipolar e sofreu depressão. Ela já teve medo da vida e de coisas simples, já desgostou da imagem que via no banheiro e já sofreu de ansiedade e expectativa. Ela até mesmo já foi vítima de bullying!
          O que a diferencia de muitas outras jovens por aí não é a fama, afinal antes de ser uma estrela ela é uma pessoa, e como todas as pessoas comuns que vagueiam por esse mundo, tem problemas. O que a diferencia de muitas outras jovens é que ela teve a força de vontade necessária para seguir em frente e superar.

          Para inspirar e ajudar quem já passou por alguma situação semelhante, ou apenas está triste ou infeliz com a vida, surgiu o livro 365 dias do ano, onde Demi junta para cada dia do ano uma citação, seja uma frase de impacto, um trecho de uma música, a fala de alguém famoso, ou mesmo uma mensagem presente em algum filme, para cada dia do ano há uma acompanhado de um relato da Demi, ela conta como ainda sente vontade de chorar quando se lembra de alguns apelidos maldosos, como já subjugou a si mesma e como quis fazer o que os outros queriam, independente de ser o que ela própria preferia.
          Não são relatos biográficos, Demi não conta a história de como aconteceu, ela coloca uma mensagem e a linka com algum evento de sua vida, de forma clara e objetiva, dia após dia.
          Acompanhado de alguns desses relatos há mensagens de incentivos, e no fim de cada dia um objetivo espera o leitor, são objetivos que podem parecer simples, mas que aposto que muita gente teria dificuldade de cumprir, coisas como ame seu amigo, se trate melhor, faça o que tiver vontade, corra atrás dos seus sonhos – objetivos que buscam incentivar a satisfação pessoal.

          Faço questão de ressaltar que não são relatos biográficos, porque eu mesma, antes de iniciar a leitura, pensei que seriam, pensei que seria um diário contando sobre os dias de Demi na reabilitação ou algo assim. Não é isso. E, de certa forma, o modo como foi elaborado o torna mais intenso e mais profundo.
          Não foi minha leitura preferida em razão do tom de autoajuda que ele carrega com mensagens de incentivo, mas acredito que minha leitura foi prejudicada também por ter lido o livro corrido, por isso aconselho que quem quiser lê-lo, leia uma página por dia, leia a que se refere o dia de hoje e assim em diante, vai deixar a leitura mais leve e te fazer refletir melhor. Porque esse é o ponto do livro: reflexão.
          O livro ficou bem diagramado, não encontrei erros de gramática e fiquei feliz por terem mantido a capa original; na capa e nas divisórias entre os meses as folhas possuem andorinhas que tem tudo a ver com Demi, além da frase na capa “Staying Strong” que é o grande lema dela... São nesses pequenos detalhes que se pode notar o carinho e o capricho com o qual o livro foi elaborado.

Continue evoluindo, continue crescendo, continue cometendo erros, apaixone-se, magoe-se, cresça e faça tudo de novo” (3 de fevereiro).


Objetivo: liberte-se e comece seu próprio caminho – inove. Pense de forma pouco convencional. Tudo é possível” (10 de fevereiro).

7 comentários:

  1. Minha sobrinha é fã da Demi Lovato então por intermédio dela sei um pouco sobre a vida da Demi... e que vida complicadinha! Reabilitações, automutilações, bullying...
    Não leria pois não é um gênero que eu goste e ainda tem o apelo de leitura de autoajuda que não gosto tbm.

    ResponderExcluir
  2. Não tenho muita vontade de ler esse livro simplesmente porque não gosto da Demi Lovato. O livro deve ser realmente legal com essas mensagens pra reflexão, mas não fazem muito meu estilo, acho que não gostaria.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Já ouvi tanta gente falar desse livro, e confesso que nunca tive interesse. Nunca gostei muito da Demi Lovato e acho que também não vou gostar por ser de autoajuda.
    Realmente não tenho interesse nesse livro :/
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Para os fãs da cantora deve ser interessante.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  5. Para quem é fã deve ser bem legal, mas não curto muito livros de autoajuda e nem biografias, então acho que não gostaria da leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. O livro não faz meu gênero, mas o formato parece ser uma auto-ajuda maquiada e isso eu achei legal. Admiro a Demi, as vezes ela escorrega nas atitudes, mas por ter começado com pouca idade e ser uma pupila da Disney, ela merece crédito por ter suportado isso e ter forças para continuar.

    ResponderExcluir
  7. Muitas das minhas amigas já possuem ou já leram o livro da Demi. Raramente eu leio um livro que tenha sido contado por cantores, ou que são biografias, mas estou realmente curiosa sobre este livro.

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo