Conversando com... Jodi Meadows

11 julho, 2014


ALMANOVA Ana é nova. Por milhares de anos, no Range, milhões de almas vêm reencarnando, num ciclo infinito, para preservar memórias e experiências de vidas passadas. Entretanto, quando Ana nasceu, outra alma simplesmente desapareceu... e ninguém sabe por quê. SEM-ALMA A própria mãe de Ana pensa que a filha é uma sem-alma, um aviso de que o pior está a caminho, por isso decidiu afastá-la da sociedade. Para fugir deste terrível isolamento e descobrir se ela mesma reencarnará, Ana viaja para a cidade de Heart, mas os cidadãos de lá temem sua presença. Então, quando dragões e sílfides resolvem atacar a cidade, a culpa deverá recair sobre... HEART Sam acredita que a alma nova de Ana é boa e valiosa. Ele, então, decide defendê-la, e um sentimento parece que vai explodir. Mas será que poderá amar alguém que viverá apenas uma vez? E será também que os inimigos – humanos ou nem tanto -- de Ana os deixarão viver essa paixão em paz? Ana precisa desvendar grandes segredos: O que provocou tal erro? Por que ela recebeu a alma de outra pessoa? Poderá essa busca abalar a paz em Heart e acabar por destruir a certeza da reencarnação para todos?

*Entrevista realizada pela Editora Valentina com o auxílio dos blogs Oh my Dog estol com BigodsMemoirs and Books e Moonlight Books

Quando você começou a escrever a trilogia Incarnate, ela sempre foi uma trilogia? Você já sabia toda a história antes de começar ou ela foi surgindo à medida que você ia escrevendo? Você mudou alguma coisa depois que os fãs leram o primeiro livro?
Eu sempre soube que seria uma trilogia. Antes de começar a escrever Almanova, eu escrevi a sinopse... que se transformou em três sinopses, logo três livros. E por causa dessas sinopses eu já tinha uma linha da história para seguir. Mas uma coisa bem significativa foi mudada depois que terminei de escrever o livro 1. (Só que eu não vou contar o que mudou, é segredo!). Mas não foi porque alguém comentou sobre isso, mas sim porque eu percebi que a forma original não era a melhor para a história.

Você acredita em reencarnação? E em alma gêmea? Já encontrou a sua nesta vida?
Reencarnação não faz parte das minhas crenças, mas eu acho fascinante. Quando minha irmã e eu éramos mais novas costumávamos brincar de faz de conta, onde nesse mundo éramos princesas reencarnadas originárias de um mundo ficcional.
Quanto a almas gêmeas – talvez. Eu sou muito feliz casada! 

Qual a sua relação com a música? Você toca algum instrumento?  
Eu sempre me senti muito conectada com a música, desde bem jovem. Com 11 anos eu aprendi a tocar flauta. Eu era boa nisso!

Existe alguma característica sua que você exportou para um personagem de Almanova? Se sim, qual personagem e característica?
Eu não coloco minhas características específicas nos meus personagens, porém nós temos algumas similaridades. Eu e Ana frequentemente nos sentimos inseguras sobre as coisas que amamos, enquanto eu e Sam somos vistos como amigos de boa índole, sempre presentes para ajudar.

Onde você se inspirou para criar algo tão único como a mitologia da trilogia Incarnate? 
Eu não me lembro! Tive a ideia uns três anos antes de começar a escrever. Lembro que adorei a ideia, mas pensei que seria bastante complicado escrevê-la. Então, eu a deixei de lado e trabalhei em outras coisas nesse meio tempo. Só quando eu senti que estava preparada para o desafio de desenvolver essa história é que eu peguei as anotações iniciais e comecei a escrever a trilogia Incarnate.

Jodi, por que a escolha de reencarnação como base de sua série? Foi proposital, de maneira a levantar a questão de segundas chances para reparar os erros, ou de nos mostrar que exatamente por não saber se há como melhorar a cada vida, devemos dar o nosso melhor agora? 
Não costumo sentar e pensar: “Tudo bem, vou escrever uma história com essa ideia”. Para mim, as histórias vêm do meu subconsciente. Já escrevi muitas histórias sobre muitas coisas, e a trilogia Incarnate é a primeira que eu gostei o suficiente para publicar. Aconteceu de ser sobre reencarnação.
Mas eu amo a ideia de segundas chances, de levar os projetos adiante e nunca sentir que o tempo está escorrendo pelas suas mãos e você não conseguirá realizar seus sonhos e objetivos de vida.

5 comentários:

  1. Que legal, tenho acompanhado este livro pelas resenhas, conhecer um pouco mais da autora é bem legal.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  2. Adorei saber mais sobre a autora. Acho o tema reencarnação muito interessante e me deu vontade de ler o livro.

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  3. Adoro ler entrevistas com autoras, é sempre legal conhecer a mente por trás do livro! Eu não acredito em reencarnação também, mas acho muito interessante, principalmente porque minha mãe é espirita, então tenho uma noção sobre o assunto.
    Beijos,
    http://www.romanceseleituras.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá meninas....Bah desculpe o sumiço!! Mas este mês as coisas estão super corridas,e acabei ficando bem ausente por aqui, mas assim que possível irei atualizar meus comentários nas postagens!! Super bacana saber desta autora e do livro....Tenho muito interesse em realizar a leitura dele, comum tema bem intrigante!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  5. amo de paixão essas entrevistas, gosto demais de saber mais sobre os autores que tanto me encantam

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo