Enfeitiçadas #1

11 março, 2014

"Antes do alvorecer do século XX, um trio de irmãs chegará a idade adulta, todas bruxas. Uma delas terá o dom da magia mental e será a bruxa mais poderosa a nascer em muitos séculos: ela terá poder suficiente para mudar o rumo da história, para suscitar o ressurgimento do poder das bruxas ou um segundo Terror. Quando Cate descobre esta profecia no diário de sua mãe, morta há poucos anos, entende que precisa repensar seus planos. Qual será a melhor opção: servir a Irmandade, longe dos olhos vigilantes dos Irmãos Caçadores de Bruxas, aceitar uma proposta de casamento que lhe garanta proteção e segurança ou abandonar tudo e viver um grande amor proibido?Prepare-se para se encantar com os jovens pretendentes de Cate, abominar o ódio e a repulsa que os Irmãos dedicam a meninas e mulheres, e aguardar ansiosamente pela sequência de As Crônicas das Irmãs Bruxas." 

     Após a morte de sua mãe, Cate Cahill teve que assumir a responsabilidade de cuidar de suas duas irmãs mais novas. Seu pai, que raramente está em casa e, até mesmo quando está, ele não é exatamente o mais acolhedor dos homens, sem mencionar, é claro, que ele não sabe nada sobre os poderes de sua falecida esposa e de suas filhas. Só a mãe sabia da magia que todas possuíam, e ensinou-as a guardar isso como um segredo, não contando a ninguém, muito menos ao próprio pai. Por isso, desde a morte da mãe, Cate sempre procurou agir mais como a “dona da casa”, tentando ser mais uma mãe, do que uma irmã para Tess e Maura, e preocupando-se com o futuro de todos, menos o seu próprio. 
     Eis que então, através da recomendação de uma “conhecida” da família, seu pai resolve contratar uma governanta para não somente auxiliar e ensinar as meninas a tornarem-se moças educadas e delicadas aos olhos da sociedade, mas sim, que estivessem aptas a arrumar um bom casamento. E é esse o tópico que mais deixa Cate apreensiva: ela já estava chegando na idade de se casar, e possuindo apenas alguns meses para decidir seu próprio destino: casar-se com um dos homens elegíveis, a fim de constituir uma família, ou recusar as propostas de casamento, e juntar-se à Irmandade, levando uma vida de devoção à eles? Já que, não somente a liberdade de escolha, mas a liberdade em si, estava muito longe de tornar-se concreta. 
     Cate então deu o melhor de si, para certificar-se de que suas irmãs estavam seguras, e que obedecessem as regras que a própria mãe impôs à respeito da prática de magia. E, entre a “mandona” Cate, a imprudente Maura, e a doce Tess, momentos tensos e intrigantes nos levam a ficar cada vez mais curiosas, e saber o que finalmente vai acontecer! 
      Eu sei que pela minha narração da história, o livro pareceu muito bom, legal, diferente, e enfim, tudo de bom. Mas, eu tenho que confessar que, honestamente, me decepcionei um pouco com a história e esperava um pouco mais desse livro... 
     Um dos fatores que alimentaram meu desgosto foi que, a primeira impressão/sensação que eu tive do livro/história em si, era a de como se eu tivesse sendo jogada diretamente dentro da história, sem nenhum prefácio nem nada que me dissesse o que estava acontecendo, qual ano/época estava se passando a história, como era a personagem principal, qual seu propósito, e enfim, pra mim, de imediato, foi mais como um susto até eu conseguir me localizar mesmo na história – honestamente, tive que ler a sinopse umas duas/três vezes, pra compreender mesmo do que se tratava, antes de poder seguir adiante com o livro.
     Mas enfim, acho que todas as histórias têm seus pontos positivo e negativo, e com Enfeitiçadas não poderia ser diferente.
     Um dos pontos positivos, a meu ver, foi o conceito da história em sim, que foi o que me chamou a atenção, e me atraiu a ler o livro. Acho que o conceito de “bruxas”, misturando um pouco com a época da inquisição e tudo mais, é uma das temáticas bem pouco abordadas em comparação ao restante dos livros sobrenaturais. Então, acho que pela temática/conceito, o livro tinha TUDO pra ser muito bom. Mas então, eis que quando começamos a adentrar um pouco na história, tudo começa a desmoronar lentamente, ou seja, a temática era boa, mas a autora, em compensação, não conseguiu desenvolvê-la muito bem, a meu ver, e acabei por fim achando um livro meio lento, no estilo daqueles romances água com açúcar que demora pra engrenar, além do clichê (que já enjoei de tantos livros que li com o mesmo ponto), sobre triângulos amorosos.     Entretanto, ainda sim, achei que um dos pontos positivos também foi o forte laço/vínculo que as irmãs compartilham entre si, não importa quão zangada estejam uma com a outra, elas nunca se abandonam, e sempre protegem uma a outra. 

     Enfim, é um livro de altos e baixos, que não é pro gosto de todos, mas que, pra quem curte a temática, vale a pena dar uma conferida pra ver sobre o que se trata. Eu, particularmente, perdi um pouco do interesse na história, mas não significa que todos perderão. 

E é isso! 
Beijos :* 
Thayná.

15 comentários:

  1. Parece ótimo! Já entrou pra minha lista de leituras!
    Beijinhos, Isa.

    Heart of Sunday
    Facebook

    ResponderExcluir
  2. Já li algumas resenhas e comentários sobre esse livro e a cada vez que leio mais aumenta a minha curiosidade. e não poderia ser diferente pois é a primeira resenha que não é tão positiva em relação a historia,mas acho isto super positivo, pois fico ainda mais interessada na historia,mas não lerei com tantas expectativas. Parabéns pela resenha!!

    ResponderExcluir
  3. Como eu gosto muito desse tema, irei me arriscar em ler. O máximo que pode acontecer é eu não gostar haha
    Histórias a parte, essa capa é uma lindeza ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E não é?! HAHAHAHA Confesso que quis ler o livro só por causa da capa :p

      Excluir
  4. Oi Thayná, pode não ser para o gosto de todos, mas que vem chamando muita atenção, isso vem.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também acho! Mas acredito também que eu posso ter sido um pouco influenciada pelos livros que eu li anteriormente, tipo, eu li um livro MUITO bom antes desse, então, quando esse começou, me desapontei um pouco mesmo, então, acho que isso possa ter tido alguma ligação...
      Mas o negócio mesmo, é você mesma ler o livro, e tirar por si só suas próprias conclusões, né... Ao menos, é sempre isso que eu diga a eu mesma HAHAHAHA

      Excluir
  5. Oie, desde o lançamento desse livro tenho um grande interesse de comprá-lo, mas a sua resenha me deixou com receio. Foi a primeira que li sobre o livro. Essa parte de triangulo amoroso é chato, a história de ser lento me dá preguiça. Não sei ainda, vou ler mais algumas resenhas e depois me decido se compro ou não. =/'

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Não li muitos livros de bruxas, conheço as Mayfair de Anne Rice, mas tu falou que o livro é lento. Perdi a vontade de ler. Chato isso.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Eu me senti assim sendo jogada na história com Bruxos e Bruxas quando o livro já começou com a N.O invadindo do nada a casa dos irmão Allgood.
    Faz tempo que estou em busca de um livro que envolva bruxos e até agora só me decepcionei =/

    Blog: http://worldbehindmywall.fanzoom.net/
    Twitter: @Blog_WBMW

    ResponderExcluir
  8. Desde o lançamento deste livro eu venho querendo lê-lo, mas como estou com muitos livros para serem lidos em minha casa, ainda não pude compra-lo. Espero poder adquiri-lo o mais rápido possível.

    ResponderExcluir
  9. Eu quero ler =)
    Acho essa capa lindaaaa e só leio coisas positivas e amo demais essa temáticas. Acho que vou gostar =) Ainda não vi em promoção, mas quando estiver, comprarei.

    ResponderExcluir
  10. Li este livro a pouco tempo e gostei bastante, concordo que o tema é ótimo e o enredo é muito bom, apenas ficamos mesmo perdidas na narrativa, ás vezes. Outra coisa que me irritou foi a irmã Maura, porque a Cate insistia que tinha algo errado com a governanta e ela ficava se fazendo de cega, fazendo birra e dizendo que ela estava é com ciúmes, que ódio me deu kkkkk
    Mas achei um livro muito bom. :)

    ResponderExcluir
  11. Quando esse livro foi lançado fiquei muito ansiosa por ele e corri pra comprar. Mas depois que ele chegou acabei perdendo um pouco da vontade de ler, e ele ficou esquecido lá na estante. Adoro histórias com bruxas e coisas sobrenaturais. Eu vou ler, mas depois da resenha fiquei um pouco mais desanimada ainda. Não gosto muito do ritmo lento em narrativas, acabo perdendo o interesse.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Embora seja fã de carteirinha de HP, não sinto vontade de ler outras histórias de bruxaria. Talvez porque tenho certeza que vou comparar as obras e isso não é nada legal. Haha Cada história tem sua peculiaridade. Por essa razão, esse livro não me despertou atenção. A capa é linda demais.

    ResponderExcluir
  13. Você destruiu um pouco minhas expectativas sobre o livro, rs. Estava louca pra ler, e ainda estou, mas desanimei um pouco depois de saber de todos esses altos e baixos. Eu não gosto de me sentir perdida nas histórias, não gosto de triângulos amorosos (só quando são extremamente bem desenvolvidos, o que não parece ser o caso né?) e sempre me sinto decepcionada quando a temática é boa e o livro tinha tudo pra ser bom, mas o autor(a) não soube aproveitar.
    Vou ler porque sou muito curiosa e essa temática me fascina, mas já vou preparando meu coração pro impacto, rs;
    Realmente a capa é linda, e as pessoas falaram tanto desse livro, que criou muita expectativa nos leitores, inclusive eu. Vou esperar um tempinho, mas em algum momento do futuro próximo ainda vou lê-lo!

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo