Dia de Banca #13 - Paixão Intensa

12 fevereiro, 2014


Dia de Banca é uma das novas colunas anunciadas no post de 2 anos de blog, destinada a esse outro "gênero" da literatura, que muitas gostam e acompanham e agora está ganhando um espacinho aqui no blog!




           A bela mãe solteira Vanessa Reynolds pode até achar que se tornará rainha, mas o príncipe Marcus Salvatora fará de tudo para impedir que ela se case com seu pai, o rei. Contudo, quando se aproxima da adorável americana e de sua linda filhinha, ele fica confuso. Vanessa não é uma aproveitadora. Na verdade, ela pode ser justamente o que falta em sua vida. O casamento real se aproxima, Marcus, porém, sabe que não será ele quem subirá ao altar.








Vanessa Reynolds deveria ganhar algum prêmio de grande errante na vida, ou de péssima para escolher homens, porque todos que estiveram em sua vida arranjaram um jeito de decepcioná-la, seja seu pai sempre tão crítico, ou seus namorados, principalmente o último que a engravidou mas não ficou para assumir a responsabilidade. Então quando Gabriel Salvatora surgiu em sua vida, como hóspede no hotel em que Vanessa trabalha, foi quase como um sonho: Gabriel se tornou viúvo há alguns meses, e jura ter se apaixonado por ela, por isso a pede em casamento.
Sabendo que não o ama, Vanessa não quer iludi-lo nem enganá-lo, mas ele insiste para que ela conheça sua vida antes de lhe dar uma resposta: Gabriel é rei de um pequeno país chamado Varieo, ele pode lhe dar uma vida boa, e promete cuidar de Mia, sua filha de seis meses. Cansada de ser derrotada pela vida, Vanessa decide arriscar e se propõe a passar algumas semanas no país para se entender com Gabriel, e ao final lhe dar uma resposta.
Mas quando chega de viagem, não é Gabriel quem a aguarda, e sim seu único filho, o príncipe Marcus, que é ainda mais bonito do que as fotos mostram e pensa que ela não passa de uma interesseira que seduziu seu pai. Gabriel logo lhe explica que teve de se ausentar do país para cuidar da irmã de sua falecida esposa, que está muito doente e não tem nenhum outro familiar, enquanto isso Marcus é o encarregado de mostrar o país a Vanessa, e a cada encontro, a imagem que ele havia pré-concebido de Vanessa começa a se desfazer.
Para Vanessa esses encontros só ressaltam uma coisa: ela não pode casar com Gabriel, mas também não quer partir seu coração, muito menos causar algum desentendimento entre ele e o filho graças ao sentimento que surge entre Vanessa e Marcus. A única alternativa é voltar para casa... mas os homens da família Salvatora não estão dispostos a deixá-la escapar.

Fazia um tempinho que eu não li algum romance de banca, apesar de amar o gênero, e voltar a lê-los começando por Paixão Intensa foi uma delícia. A começar por Mia, a filhinha de Vanessa que sempre rouba a cena e encanta – isso se deve também a minha adoração por romances que envolvem famílias, confesso.
Como um bom romance, a história não foge do clichê, Vanessa nunca se apaixonou perdidamente e está ciente de que isso não vai acontecer se casar com Gabriel, mas ela estava disposta a sacrificar esse desejo de se apaixonar em troca de um pouco de paz e conforto, até Marcus entrar em cena. Mas, apesar do clichê, há um suspense do rumo que a história vai levar, sim, você sabe o final desde o princípio, mas o X da questão é como chegar nesse final, e eu criei várias teorias – erradas – até devorar o livro e me satisfazer com o rumo que a história levou.
É um romance leve com diálogos que fluem levemente e tornam simples, mas prazerosa e rápida de ler. 


20 comentários:

  1. Ter homens na vida que te decepcionam/decepcionaram, quem nunca? Sempre tem aquela insegurança de se envolver e etc... Não é um romance muito original, mas é o que sempre falo, o importante é como a história é desenvolvida e como a escrita flui. Pelo que pude perceber, nesse quesito o livro não deixou a desejar. Pra quem gosta de livros de banca, parece uma boa pedida!

    ResponderExcluir
  2. romances de banca sempre m e agradam, gosto muito desse tipo de leitura.. interessante e super agradavel

    ResponderExcluir
  3. Eu sinceramente amo romances de banca, por mais tradicionais e previsíveis que sejam, sempre são apaixonados e românticos...

    ResponderExcluir
  4. esse livrinho ainda não li... adoro os de banca, hehe. vou anotar a dica.
    Bjos,
    Aline

    www.letrasdesonho.com.br

    ResponderExcluir
  5. Adoro ler os livros de banca e amei essa historia, apesar de não gostar muito quando a protagonista já tem filhos :C

    ResponderExcluir
  6. Amo de paixão esse tipo de leitura, uma leitura muito agradavel..gostei muito dessa leitura que descontraem assim

    ResponderExcluir
  7. Super curto romances de banca!
    E as capas sempre são divinas! :))

    ResponderExcluir
  8. Que capa fofa, e depois vem a sinopse que me deixou bem curiosa. Como ele vai conseguir ficar com a noiva do pai, isso eu quero saber!
    Bjs, ROse.

    ResponderExcluir
  9. Amo os livros de banca, por mais que algumas história não sejam tão originais, quando são bem narradas são maravilhosas de se ler! Esse gênero é meu vício secreto, sempre que vou em uma banca fico admirando..
    Quanto a esse livro parece muito bom, adoro quando tem essas coisas de rei/príncipe envolvido ainda mais quando tem um bebê fofo pra gente amaar!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Clássico romance de banca, um pouquinho mais " moderno ". O mocinho sempre formando um pré conceito em relação a mocinha, está, fica atraída por mais que não queira. E este é o ponto, por mais que seja um pouco clichê, a história parece ser super gostosinha de se ler já que a escrita simples também ajuda.

    ResponderExcluir
  11. Adoro banca, sao sempre gostosinhos de ler e passa o tempo que é uma beleza.


    xx

    ResponderExcluir
  12. Como já comentei aqui no blog os livros de banca não são meu forte, mas quem sabe num começo com esse, Gostei bastante da sua resenha. *-* Quero saber como eles chegam a esse final clichê.

    Paradise Books

    ResponderExcluir
  13. Nunca li nada de banca e acho que esse não será o primeiro. Esse tipo de romance não me agrada muito.

    Abraços

    ResponderExcluir
  14. Nossa que capa mais cutiiii....kkkkkk...gostei muito da capa, porem a historia nao me chamou muito a atenção, claro que posso estar enganado, mas nao me agrado.

    ResponderExcluir
  15. Eu amo esses livrinhos de banda, ele são sempre agradáveis e a maioria super hot! Esses enredos que envolvem mulheres gravidas sendo deixadas pelos namorados sempre me interessa.
    Essa capa está mega fofa

    worldbehindmywall.fanzoom.net/

    ResponderExcluir
  16. Ainda não li nada da Harlequim, e essa é apenas uma das capas que gosto da editora por causa da relação de afeto e carinho *-*. Sobre a história: não me identifiquei muito.

    ResponderExcluir
  17. Estava louca para ler alguma resenha desse livro. Eu amo a capa dele e a sinopse atiça. Apesar de ser clichê é algo que amo ler, adoro clichês !

    ResponderExcluir
  18. Dificilmente leio os livros da editora, pois não acho eles para compra na minha cidade...Mas adorei ler sua resenha e fiquei realmente bastante interessada pela historia!!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Que fofa a capa desse romance, adorei! Esses romances de banca sempre são bem clichês mesmo, mas é muito bom acompanhar o desenrolar das estórias. Fiquei interessada neste enredo e gostei de saber que há um suspense no meio, isso é sempre bom!
    beijos

    ResponderExcluir
  20. Que romance mais fofo!! Fiquei super curiosa pra saber como termina a história, com quem ela vai ficar. Vou ver se acho aqui na minha cidade.

    Beijos

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo