Perdida (Perdida #01) - Carina Rissi

07 novembro, 2013


Sofia vive em uma metrópole, está habituada com a modernidade e as facilidades que isto lhe proporciona. Ela é independente e tem pavor a menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são os que os livros lhe proporcionam. Mas tudo isso muda depois que ela se vê em uma complicada condição. Após comprar um novo aparelho celular, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século XIX, sem ter ideia de como ou se voltará. Ela é acolhida pela família Clarke, enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de voltar para casa. Com a ajuda de prestativo Ian, Sofia embarca numa procura as cegas e acaba encontrando algumas pistas que talvez possam leva-la de volta para casa. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos...





Sofia apesar de ser fã de Jane Austen e adoradora do Mrs. Darcy, é uma garota da cidade grande, cresceu nesse mundo moderno e cada vez mais tecnológico e como tal não pode mais se ver um dia sem trabalhar, ter computador e celular. Simplesmente não tem como!
Até o dia que ela descobre que tem sim.
Depois de um pequeno acidente envolvendo seu celular e uma privada, ela não tem escolha senão comprar um novo, só que na loja quem a atende é uma senhora um tanto quanto suspeita, que lhe vende um aparelho que deveria ser tudo que Sofia precisa, com o detalhe que a leva para o século passado.
O choque é instantâneo, enquanto ela veste roupas curtas e um all-star, quem a encontra é um cavalheiro devidamente trajado e montado em um cavalo. Os prédios sumiram, o rio não está mais poluído, não há carros nem ruídos infestando as ruas e o ar que se respira é puro de verdade. Seu herói é Ian, e a cada capítulo ele faz mais jus a isso. Ele é perfeito: bonito, rico, talentoso, inteligente, e mil outros adjetivos típicos de um homem que só existe em livros de época. Mas para Sofia ele é real, mesmo que ela custe a acreditar.
Gentilmente ele a acolhe, e a cada minuto perto dele a química vai se intensificando, o que coloca Sofia em uma encruzilhada: sua vida moderna de garota de cidade grande ou uma vida pacata no século passado? Buscar uma forma de voltar para casa ou se contentar com o que está acontecendo?
Responder essas questões faz parte da missão que a levou até ali, e pode mudar toda a forma como ela via a vida.

Uma dúvida: por que eu não li esse livro antes?
Ok, eu sei a resposta. Foi o primeiro livro escrito pela Carina Rissi e eu li primeiro Procura-se Um Marido, então muitas pessoas me disseram que Perdida era fraquinho em comparação ao outro, e eu tive medo de ser uma história engraçadinha, mas rasa? Vejo o sucesso enorme que a Carina vem fazendo, mas ainda tinha a – errônea – ideia de que Perdida seria um livro de menininha que não faz o meu tipo.
ESTIVE COMPLETAMENTE ENGANADA!
A Sofia é engraçada mesmo sem querer ser, ela não se contenta com qualquer coisa nem se faz de vítima da situação, Ian, por sua vez, é uma caixinha de surpresas que só melhora. E isso acontece com praticamente todos os personagens, como Elisa, a irmã de Ian, e Teodora, sua amiga.
A narração foi fluída e bem desenvolvida, só o que eu dispensava é a forma de falar cheia de ditados e gírias, mas foi fundamental para a história, para refletir justamente o choque de cultura e a mudança tão grande que houve em pouco mais de um século, tanto na escrita quanto na moral e nos costumes, o que fui tudo muito bem descrito pela autora.
E quanto a ser história de menininha? Com um partido como Ian isso é tudo, menos história de menininha! No fim, Perdida acabou superando todas as minhas expectativas de forma muito positiva.

Perdida é um livro muito bem escrito, a diagramação ficou perfeita, a revisão foi impecável e fiquei muito contente por terem mantido a capa original, que havia sido utilizada quando o livro foi lançado pela Baraúna, não é a toa que tem feito tanto sucesso! Por isso não posso deixar de aguardar ansiosamente pelo próximo livro.



5 comentários:

  1. Eu adoro esse livro, é muito bom, Carina escreve super bem.
    http://leituramagnifica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Acho essa capa perfeita, e só vejo elogios sobre o livro, apesar de não ter lido nada da autora. É muito legal saber que as obras nacionais estão cada vez melhores.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. essa capa é lindissima e o livro é otimo, vale demais a pena conferir ... um livro incrivel

    ResponderExcluir
  4. me chamou muito atenção esse livro, parece ser muito bom, gostei bastante da capa e quero ler em breve... parabéns pelo post

    ResponderExcluir
  5. Ainda nao li nenhum livro dessa autora, proem morro de curiosidade de ler algum.


    xx

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo