O Sal da Vida

21 novembro, 2013



Existe uma forma de leveza e de graça no simples fato de existir, que vai além das ocupações, além dos sentimentos poderosos e dos engajamentos políticos. É sobre isso que este livro fala. Sobre esse pequeno plus que nos é dado a todos: “O Sal da Vida”. Nesta meditação, nesta espécie de poema em prosa em homenagem à vida, totalmente íntimo e sensorial, a renomada antropóloga Françoise Héritier vai atrás das pequenas coisas agradáveis (às vezes nem tanto) às quais aspira o mais profundo do nosso ser: as imagens e as emoções, os momentos marcados de recordações que dão sabor à vida, que a tornam mais rica e mais interessante do que muitas vezes acreditamos que ela seja, e que nada nem ninguém poderá nos tirar, nunca, jamais!





Depois de receber um cartão postal de um amigo, no qual ele dizia que iria “roubar” uma semana de férias na Escócia, a autora se pôs a pensar. Hoje trabalhamos tanto, nos dedicamos tanto às profissões que chegamos ao ponto de, ao tirar férias – um direito nosso, por sinal! – sentirmos que estamos “roubando” esse tempo para nós enquanto, por poucos dias, o trabalho fica de lado.
Com isso em mente, ela se pôs a pensar que não era certo viver assim. Foi dessa forma que surgiu o livro O Sal da Vida.
Por quase cem páginas, a autora elenca, dia após dia, motivos/ações/pensamentos que são o sal da vida, que fazem a vida valer a pena ser vivida. Dia após dia ela surge com um rol imenso e intenso para convencer que há muitos prazeres em singelas ações que vão além do trabalho, de forma que, tirar uma semana de férias não é pecado algum, é só mais uma forma de se viver a vida como deve ser.
Para completar, as páginas do livro são apenas linhas, em que nós, leitores, devemos preencher qual o sal da nossa vida!

Através de uma prosa poética o sentido da vida vai surgindo nas palavras, uma após a outra.
Um livro de leitura incrivelmente rápida, do tipo que você pega para ler e vai até o fim, absorvendo um sal da vida atrás do outro, identificando-se com muitos e pensando em tantos outros, muitos eu não sei qual a sensação, mas parecem uma boa ideia.
Este é um livro singelo que soube cumprir sua missão, mostrar quais são os sais da vida.

Pra mim o sal da vida está presente naquela pessoa amiga que alegra o seu dia, está em amar e ser amada, está naquela leitura boa, naquela série intrigante, ou em um filme de comédia ou romance; está nos passeios com os amigos, em uma comida saborosa, em um romance, nas palavras que você consegue escrever para extravasar uma história, na música bonita que fica repetindo o dia inteiro na sua cabeça; está no esforço no estudo e no trabalho e em cada conquista que isso gera, seja um elogio ou uma nota boa, talvez até uma promoção no trabalho; está na coca-cola, no chocolate e no alfajor, está na internet e nos amigos que ela proporciona; está nas viagens que já fiz que ainda pretendo fazer; está nos sonhos que busca alcançar, nas metas de vida e nos pequenos prazeres como aprender a cozinhar ou encontrar um filme/livro muito desejado em promoção. Está na presença constante da família e dos melhores amigos, nas risadas e nas experiências compartilhadas, está na roupa que agora voltou a servir, na foto que saiu bonita e no simples fato de se sentir bem.

E para vocês, no que está o sal da vida?


4 comentários:

  1. Eu acho essa capa muito fofa <3
    A premissa do livro me interessa muito, principalmente por nos fazer relembrar os momentos. Foi pra listinha c:
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. essa capa é perfeita, digna de elogios e a sinopse é incrivel, eu gostei muito

    ResponderExcluir
  3. gostei bastante do livro , muito massa, capa incrivel, gostei demais

    ResponderExcluir
  4. Acho esse livro tao <3 Tenho uma imensa curiosidade de poder lelo!!

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo