O Amor Mora ao Lado

26 novembro, 2013


Lacey Lancaster sempre quis ser esposa e mãe. No entanto, depois de um divórcio bastante doloroso, ela decide que é hora de dar um tempo em seus sonhos e seguir sozinha mesmo. Mas não tão sozinha: sua gatinha abissínia, Cléo, torna-se sua companhia de todas as horas. Até é uma vida boa — um pouco aguada, é verdade — a de Lacey. A não ser por seu escandaloso vizinho, Jack Walker. Quando Jack não está discutindo, sempre em voz muito alta, com sua namorada — com quem insiste em morar junto — está perseguindo seu gato, chamado Cão, pelos corredores do prédio. E Cão está determinado a conseguir que a gatinha Cléo sucumba aos seus avanços felinos. Jack e Cão são realmente muito irritantes. Mas acontece que a primeira impressão nem sempre é a que fica...





Há alguns meses Lacey viu sua vida vir por água abaixo, e todos os planos que tinha se desfizeram de repente. Ela sempre quis ser esposa e mãe, construir sua própria família, mas apesar de ter se casado, seu marido parecia não querer ter filhos e quando, pouco depois, ela descobriu que ele a traía, Lacey decidiu deixar tudo para trás. Ela mudou de cidade, de emprego, adotou uma gata e decidiu nunca mais confiar em um homem.
Ela nem sequer pensa em relacionamentos, mesmo que se sinta solitária algumas vezes, prova disso é o tanto de “nãos” que ela já disse ao seu vizinho, Jack. E depois de ouvi-lo discutir tantas vezes com uma mulher, pensou que isso provavelmente foi o melhor. Mas Jack não desiste, e Lacey se mantém irredutível.
Até o dia em que sua gata entra no cio e Cão, o safado gato de Jack se aproveita da situação: agora seu vizinho tem um pretexto pata visitá-la e se aproximar cada vez mais, até convencê-la de suas intenções e de seu caráter.

Os personagens são totalmente opostos, enquanto Lacey vive amargurada pela traição, Jack é confiante e seguro de si, pronto para quebrar todas as barreiras que ela insiste em por no seu caminho, por mais que isso soe bem, na história eu imaginava que renderia um pouco mais. Para ter ideia, o livro tem apenas 160 páginas! A autora poderia ter explorado muito mais a parte do sentimento de Jack, ele de repente resolve investir e diz que está de olho nela desde que ela se mudou para o apartamento ao lado do seu, depois disso a história voa.
                A ideia para o livro é boa, mas as cenas poderiam ser um pouco mais longas e mais profundas, porque do jeito que foi feito passa tão rápido que, quando vi, já tinha acabado.
                O ponto principal da história é o relacionamento de Lacey com os homens, sua descrença e sua falta de confiança, que fazem sentido tendo em vista o que ela já passou, que não me comoveu muito, mas dá para aceitar a situação.

                Resume-se em um romance rápido e despretensioso, perfeito para passar o tempo, mas sem grandes emoções!

5 comentários:

  1. uma bela historia que me deixou muito animada, linda capa...

    ResponderExcluir
  2. Eu vi várias pessoas fazendo comentários como o seu, que o livro era bom para passar o tempo, mas sem grandes emoções. Isso me desanimou um pouco, mas mesmo assim, caso ganhe o livro, vou tirar minhas próprias conclusões c:
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. um livro lindo , uma historia emocionante e super... capa perfeita... muito bom ..resenha otima

    ResponderExcluir
  4. Nao sei porque mais nao gostoo dese livro, parece que falta algo nele.

    xx

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho o livro, mas ainda não li, só dei uma folheada. As resenhas que li falam mais ou menos a mesma coisa que você, um romance leve.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo