Passarinha

29 outubro, 2013




No mundo de Caitlin tudo é preto ou branco. As coisas são boas ou más. Qualquer coisa no meio do caminho é confuso. Essa é a máxima que o irmão mais velho de Caitlin sempre repetiu. Mas agora Devon está morto e o pai não está ajudando em nada. Caitlin quer acabar com isso, mas como uma menina de onze anos de idade, com síndrome de Asperger ela não sabe como. Quando ela lê a definição de encerramento ela percebe que é o que ela precisa. Em sua busca por ele, Caitlin descobre que nem tudo é preto ou branco, o mundo está cheio de cores, confuso e bonito.






Catlin, uma menina de quase onze anos que tem Síndrome de Asperger, sempre contou com o irmão mais velho para ajudá-la a enfrentar o mundo, ele lhe dizia como agir, o que falar e o que agir, quando ela estava triste ou agitada, era ele quem vinha confortá-la. Mas então aconteceu “O Dia Em Que A Nossa Vida Desmorou”, o dia em que um garoto entrou com uma arma no colégio e alvejou alguns alunos e uma professora, o dia em que Devon foi atingido direto no coração, e agora Caitlin não tem mais ninguém. Sua mãe morreu quando ela era pequena, o irmão foi morto, e seu pai está triste demais para tratá-la com o cuidado que ela precisa.
Mas Caitlin é uma menina muito inteligente e empenhada, é uma leitora voraz e sua capacidade de compreender está além da sua idade, porém, como toda pessoa que possui essa síndrome, ela tem sérios problemas para se relacionar com outras pessoas, não quer que ninguém invada seu espaço pessoal, não dá muita atenção para os sentimentos nem é capaz de conversar com alguém olhando direto nos olhos. Disso é o que ela mais sente falta de Devon, ele saberia lhe dizer o que fazer, ele elogiaria os seus desenhos e não deixaria que outras crianças a chamassem de esquisita.
Só que Devon está morto e não vai voltar, por isso Caitlin procura um desfecho. Ela está convencida de que, quando encontrar esse desfecho, as coisas ficarão mais fáceis para ela e para o pai, e é nessa busca que ela se abre mais com a orientadora do colégio e, a cada capítulo, faz pequenos grandes avanços em relação a todo o resto, como a amizade e as cores.

Passarinha acima de tudo é um livro muito tocante. A autora quis que entendêssemos um pouco de como a mente de uma pessoa com síndrome de Asperger funciona, o que é muito relativo, já que cada um age de uma forma, mas de toda a forma, a história é contada por Caitlin com uma sensibilidade além dos padrões, sabe por quê? Porque a autora não se limitou a explorar apenas o mundo para Caitlin, a autora explorou o preconceito das outras pessoas, além do sofrimento que uma tragédia como a que aconteceu com Devon é capaz de causar em toda a comunidade.
O cuidado que foi tido com esse livro é o que mais impressiona, há muitos detalhes peculiares em relação a narração, como palavras erradas – que Caitlin entendeu errado – ou palavras que ela por costume destaca alguma sílaba em letra maiúscula, mesmo que seja no meio da frase, e tudo isso foi mantido pela editora, que fez um excelente trabalho para deixar a história fiel e emocionante.
O bonito da história foi a capacidade da autora de torná-la tão real, quando Caitlin fica confusa, você consegue compreender e se confundir junto com ela, com os outros sentimentos, como a tristeza e o luto, segue a mesma sensibilidade. E quando ela conquista algo, você comemora junto.

Esse é aquele tipo de livro super-rápido de ler, que você não quer que acabe tão rápido assim, dá vontade de ficar postergando a leitura só para não acabar. O desenrolar é lindo, a busca pelo desfecho mostra como Caitlin é forte e decidida, e torna tudo muito inspirador. Passarinha é um livro que deveria ser leitura obrigatória!


5 comentários:

  1. uma resenha otima, gostei muito e achei bem interessante

    ResponderExcluir
  2. Estou com tanta vontade de ler esse filme para conhecer mais da Caitlin e todo esse seu drama. A capa é linda!

    ResponderExcluir
  3. Devo confessar que quando eu vi a capa e li a sinopse eu não tinha me interessado pelo livro. Não faz muito o meu gosto, porém, depois que li sua resenha e uma outra em um blog, estou com bastante vontade de ler, parece se uma história linda e emocionante. Achei muito interessante. ((:

    ResponderExcluir
  4. Antes de querer ler esse liro eu fui procurar mais sobre a Síndrome de Asperger, e foi ai que fiquei com vontade de ler, para conhecer a Caitlin e tudo o que se passa na cabecinha dela.

    ResponderExcluir
  5. Só sei que a autora ja ganhou uma fan ao escrever o livro. Adorei o livro, e vi que lanços irao acabar aqui quando for ler esse livro.


    xx

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo