Will & Will

27 agosto, 2013







Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra... Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une. Mas mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em um aventura de épicas proporções. O mais fabuloso musical a jamais ser apresentado nos palcos politicamente corretos do ensino médio.








Will Grayson é um garoto cujo melhor amigo é gay. Ele já tentou expandir seu círculo de amizades, mas acaba sempre se resumindo ao grande Tiny e aos poucos que o aceitam com seu jeito espalhafatoso – o que fica cada vez mais complicado, já que Tiny a cada dia tem um novo amor. Will é um pouco mais fechado no seu modo de agir, mais contido e consciente do que faz, pois não quer passar vergonha nem dizer algo que possa ser mal interpretado. Ele tem medo de ferir as pessoas e de se ferir também. Pelo que li na internet, esse é o Will de John Green.

Já o outro Will Grayson tem uma vida oposta a do primeiro. Filho de pais separados, com problemas psicológicos e sem se importar com o que pensam sobre si, Will é cheio de drama próprio e sentimentos contraditórios, ele não acorda de bom humor e qualquer coisa o tira do sério, ele pode estar feliz em um segundo e ao piscar os olhos está irritado. Esse é o Will de David Levithan.

O que os dois têm em comum?

Nada além do nome.

Até a noite em que o caminho dos dois se cruza em Chicago. Mas não se deixe enganar, a história não é só sobre os dois, é muito mais sobre cada um. Esse encontro demora alguns capítulos para acontecer, e até lá vamos lidando com um de cada vez, em capítulos alternados. John Green é quem inicia a história, o capítulo seguinte é de David Levithan, sem usar letras maiúsculas e com uma escrita que mais se assemelha a de roteiros na hora das conversas – o que incomodou um bocado no início!

Nem na sexualidade eles se assemelham.

O primeiro Will está tentando entender seus sentimentos para com uma amiga, Jane, que Tiny vive jogando para cima dele. Já o segundo Will sabe que é gay, assumiu sua sexualidade e encontrou o amor virtualmente. É por culpa desse amor que o destino dos dois se cruza.



Esse é o ponto do livro.

A demonstração de vidas totalmente opostas, pessoas alheias uma a presença da outra, mas que, de repente, se encontram e a partir de então se tornam presentes de alguma forma. A história vem mostrar os pontos altos e baixos da adolescência, as dúvidas e as amizades, os romances, os medos e inseguranças; quanto a isso garanto que o livro é carregado e realista, cheio de sentimentos.

Mas confesso que não me agradou tanto quanto eu gostaria. Acabei esperando mais da história, um desenrolar diferente talvez. Não me decepcionei, apenas não gostei tanto quanto eu imaginei que fosse gostar ante as críticas positivas que encontrei por ai.

O livro é real e carregado de humor, seja sarcástico ou não. Mas o desenrolar dele não me cativou tanto quanto deveria, tanto que comecei a ler, deixei de lado uns dias, e só depois voltei a retomá-lo – porque muitas vezes o nosso próprio humor influencia na história. Tentei ler com novos ares, mas ainda assim não me prendeu.

Para quem está procurando um livro diferente, sair do clichê das histórias atuais e mergulhar em um livro cheio de sentimentos, é uma ótima pedida. Ele não me cativou, mas pode cativar você.


6 comentários:

  1. um livro otimo, gostei demais do desenvolvimento desse livro, é o tipo de leitura que vale a pena conferir

    ResponderExcluir
  2. Eu nunca li um livro de John Green, embora muita gente fale bem deles. Mas tenho uma vontade de ler sim, os temas dos livros dele são bem legais, e esse também. (:

    ResponderExcluir
  3. Não sei não, acho que prefiro começar com outros livros do John Green, eu simplesmente não fui com a cara deste :/

    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Este livro parece ser muito bom e com uma bela mensagem, adoro livros como este que nos fazem ver diversas realidades e pensar na vida.
    E eu adoro os livros do John Green *-*
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. esse livro assim que vi não chamou em nada a minha atenção, mas depo is de ouvi os comentarios e ler a sinopse despertou meu interesse

    ResponderExcluir
  6. Uma pena vc não ter gostado tanto!
    Eu me interessei e com certeza quero ler!! Estou bem curiosa para conhecer os dois Will!!

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo