Laços Inseparáveis

20 agosto, 2013



A autora de cinco romances de sucesso, Emily Giffin, lança uma história inesquecível de duas mulheres, as famílias que a fazem ser quem são, e a lealdade e o amor que as ligam. Marian Caldwell é uma produtora de televisão de 36 anos, vivendo seu sonho em Nova York. Com uma carreira bem-sucedida e um relacionamento satisfatório, ela convenceu todo mundo, inclusive si mesma, que sua vida está do jeito que ela deseja. Mas uma noite, Marian atende a porta... para apenas encontrar Kirby Rose, uma garota de 18 anos com a chave para o passado que Marian pensou ter deixado para trás para sempre. Desde o momento que Kirby aparece na sua porta, o mundo perfeitamente construído de Marian — e sua verdadeira identidade — será chacoalhado até o fim, fazendo ressurgir fantasmas e memórias de um caso de amor apaixonado que ameaça tudo para definir quem ela realmente é. Para a precoce e determinada Kirby, o encontro vai provocar um processo de descobrimento que a leva ao começo da vida adulta, forçando-a a reavaliar sua família e seu futuro com uma visão sábia e doce. Enquanto as duas mulheres embarcam em uma jornada para encontrar o que está faltando em suas vidas, cada uma irá reconhecer que o lugar no qual pertencemos normalmente é onde menos esperamos — um lugar que talvez forçamos a esquecer, mas que o coração se lembra eternamente.



Marian tem a vida que sempre desejou para si: é roteirista de uma série de sucesso na televisão americana, mora em Nova York com direito a todo luxo, e tem um namorado – que logo será noivo – que a adora. Uma vida perfeita, muitos diriam. Ela mesma começava a acreditar nisso, tentando disfarçar o buraco no peito que surgiu tantos anos atrás, até que o motivo desse buraco surge na porta de seu apartamento: Kirby é a filha de 18 anos que Marian deu para adoção e hoje procura pelos pais biológicos.

Ver a garota trás de volta todos os erros e acertos que cometeu dezoito anos atrás com o garoto que foi o amor da sua vida, Conrad Knight, e cada minuto na presença da garota relembra a Marian tudo que ela abriu quando escondeu a gravidez de todos, inclusive do pai da criança, quando decidiu ter o bebê e o deu para adoção... A família que ela poderia ter construído, mas que, com dezoito anos e prestes a entrar na faculdade, parecia impossível de ter dado certo.

E não bastasse Kirby voltar a sua vida, a garota gostaria de conhecer toda a família, os avós, o pai, algum possível tio... Marian não pode negar isso a ela, faz parte da história das duas e está na hora de colocar tudo em pratos limpos, mas teme que tenha demorado demais para tomar essa decisão. Teme ainda mais os sentimentos que esses reencontros poderão trazer a tona... Mas juntas elas vão em frente, Kirby para descobrir mais sobre si e sobre suas origens, e Marian para reparar os erros do passado, torcendo que não seja tarde demais para se tornar imperdoável.



Sem dúvida as histórias da Emily Giffin sabem como tocar quem lê, carregada de sentimentos, você sente na pele o medo das duas personagens que narram a história, cada uma do seu ponto de vista. Marian está realmente arrependida da forma como agiu quando tinha dezoito anos, mas quando o arrependimento bateu, já era tarde demais para ser desfeito, por isso ela seguiu em frente tentando lidar com a situação; já Kirby tem ótimos pais adotivos, mas sente que sempre falta algo, falta descobrir o motivo de seu jeito de ser, de seus costumes e aquela típica curiosidade de saber com quem ela se parece mais, com o pai ou com a mãe? É por isso que num impulso ela vai até Nova York tentando descobrir isso.

Esse foi o primeiro livro que trata do tema que eu li, e adorei cada página! Não me surpreende, já que sou fã da autora, mas cada história acaba despertando um sentimento diferente, e de todas, essa foi a mais realista. Claro que nem todo mundo que é adotado tem uma mãe ricaça em algum lugar, mas os sentimentos que essa separação de mãe-filha aposto que são sempre muito semelhantes quando há apego de ambas as partes, por isso recomendo muito que leiam esse livro!

O único porém é o final, que merece uma continuação, mas provavelmente nunca vai ter... Independente disso, é uma leitura maravilhosa!

9 comentários:

  1. Amei a resenha! Parece um livro incrivelmente "real". Não conhecia a autora, mas já me interessei. Só não entendi uma coisa, são duas pessoas que narram? A mãe e a filha?
    Vou ver e acho um tempinho pra ler esse livro, realmente me interessou!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. adorei sua resenha, gostei muito do que se trata o livro, pontos marcantes e maravilhosos...
    gostei muito de tudo

    ResponderExcluir
  3. Também não acredito que vá ter uma continuação, mas bem que queria.
    Achei lindo, como tudo que a Emily escreve. Sou uma grande fã.

    Beijos,
    Carissa
    www.carissavieira.com

    ResponderExcluir
  4. Li apenas um livro dela até agora e gostei muito da forma como ela escreve.
    A leitura flui naturalmente. Pretendo ler Laços Inseparáveis.
    Gostei muito da resenha.

    ResponderExcluir
  5. Um livro onde vemos que amor e confiança é construído por conta do dia a dia da convivência.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. Nunca li nada da Emily , pois é, e nem mesmo sei por qual começar! Existe alguma ordem para se ler os livros ou são todos independentes?
    Adorei a resenha
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Ainda nao li nenhum livro dessa autora, mas sempre os vejo na promoção por 50R$ no Sub, as historias dela me parece serem otimas.

    xx

    ResponderExcluir
  8. Ainda não li nada da autora, mas tenho muita curiosidade!!
    Realmente parece ser uma linda história!!#

    ResponderExcluir
  9. é um livro belissimo, emocionante e que prende o leitor

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo