Dia de Banca #05 - To Trust A Wolf

09 maio, 2013


Dia de Banca é uma das novas colunas anunciadas no post de 2 anos de blog, destinada a esse outro "gênero" da literatura, que muitas gostam e acompanham e agora está ganhando um espacinho aqui no blog!




Grrrrrrrrrr. Depois de uma relação acabada, Bryn Roydan não tem nenhuma confiança que dar aos homens. Mas não tinha contado com a determinação de Logan Sutherland. Sua resistência vai caindo até que finalmente cede a seu desejo, só para descobrir que Logan, além de ser atraente e autoritário, é também um homem lobo alfa. Cheio de uma necessidade primitiva por fazê-la sua, Logan atrevidamente a reclama em corpo, mente e alma. Confusa e fazendo frente à declaração arrogante e aparentemente impossível de Logan, Bryn se encontra pondo o máximo empenho em aceitar a realidade de sua natureza e sua fera luxúria, em um esforço para superar seu passado e aprender a confiar no lobo.





                Logan achou sua companheira, porém ela ainda não sabe disso. E tinha de ser justo Bryn Roydan, uma mulher que aprendeu a não confiar mais nos homens, que sofreu com o ex-marido e parece decidida a permanecer distante, mas ela certamente não contava com a insistência de Logan quanto a saírem juntos, e depois do primeiro encontro, tudo pode mudar.
                Bryn se separou do homem com quem havia convivido por anos, e o divórcio abalou sua vida de tal maneira que a fez mudar-se de cidade, indo parar em Whispering Springs, para abrir uma livraria junto com sua melhor amiga, Clare. É na noite de inauguração da loja que Logan aparece pela primeira vez, e depois disso, torna-se cada vez mais constante suas visitas a livraria, fazendo Bryn passar a se esquivar cada vez que ele aparece, enquanto Clare se vê cada vez mais empolgada para que sua amiga arranje alguém, e nada melhor do que o belo e musculoso Logan Sutherland.
                Quando Bryn finalmente aceita seu convite para jantar, não ocorre tudo de uma maneira muito agradável, fazendo-a acabar meio entorpecida em sua cama – e então Logan não tem a intenção de deixá-la partir. Mas há um pequeno detalhe que ainda não foi mencionado a Bryn: Logan é um homem-lobo, e como tal, ele quer reconhecê-la como sua companheira, emparelhar-se a ela, porém para os lobos um emparelhamento é para a vida toda, estará Bryn disposta a aceitar a verdade sobre Logan? Além de ter de aprender a lidar com sua desconfiança, afinal, ela confiou em um homem e teve seu coração partido aos poucos; mas Logan é persistente e pode lhe mostrar que não é como seu ex-marido, não, nem um pouco parecido sequer!


                Nesse primeiro livro da saga Os lobos de Whispering Springs, a história é de Logan e Bryn, confesso que quando comecei a ler, pensei que seria estilo A Irmandade das Adagas Negras ou Midnight Breed, só que nesse seria com uma manada, cada livro da saga falando de cada um, porém, Logan é o alfa e sua manada não aparece realmente, apenas outros dois alfas, cujo o próximo livro se trata de um deles. O que eu achava que teria principalmente de semelhante seria as lutas, Logan encontrou sua companheira, agora ele tem de protegê-la de alguém que os quer mal – afinal é o que sempre acontece, porém, nesse livro alguém realmente os quer mal, mas as páginas são tão ocupadas pelas cenas de amor entre Logan e Bryn que a ação fica de fora – rondando o motivo de Bryn ter ido parar entorpecida na casa de Logan – portanto, eu ainda não sei como avaliar esse livro, de verdade. A história é bem escrita e criativa, são homens lobos que podem transformar as mulheres, e vice versa, mas tem suas peculiaridades, nada de transformações estilo filmes de Hollywood que eles ficam horríveis e disformes, não, Logan se transforma em um lobo – essa a diferença entre homem-lobo e lobisomem! – o que é um ponto positivo. Mas a falta de acontecimentos marcantes, e a constante presença de cena de sexo (que é no que acaba se resumindo a história) acaba desvalorizando um pouco a história.
                Sinceramente você que acha que os livros da irmandade são carregados por cenas de sexo, há, você ainda não leu essa saga!
                Masssss antes que alguém já não se interesse a ler, digo que ela dá margem para o próximo livro, que parece ser bem mais legal, então, vale a pena ler! Ele só não é um MUST READ, e também é tão curtinho que quando vê, já acabou.

6 comentários:

  1. Confesso que não sou muito fã de livros de banca. Tive até a oportunidade de comprar esses dias, mas não faz meus olhos brilharem. Talvez um dia eu compre, é frescura mesmo. USAHUAHUSAH'
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Gosto deste tipo de leitura, não conhecia este livro e adorei esta capa.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Adoro a temática lobisomem, mas como é difícil encontrar um livro realmente bom com esse tema. É uma pena que este pareça ser mais um que não vou gostar de ler.
    Parabéns, pela resenha!

    ResponderExcluir
  4. eu sou louca por romances de banca , gostei demais da capa desse dai , bem curiosa

    ResponderExcluir
  5. Eu amo livros de banca!!! É na maioria dos casos com final feliz!! Bem sessão da tarde! Esse eu não conhecia mais gostei muito, q capa hot. Gostei bastante do livro.

    ResponderExcluir
  6. adoro esse tipo de livro, romances de banca fazem sucesso na minha estante

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo