Traída - House of Night #02

07 março, 2013

Atenção! Essa resenha pode conter spoiler do primeiro livro da série, Marcada.




Zoey se estabelece na Morada da Noite. Finalmente sente-se incluída e aprende a controlar os seus poderes. Agora ela supera novos desafios, luta contra a morte que se abate sobre adolescentes humanos e sobre a própria Morada da Noite e, de repente, percebe que seu coração e sua alma acabam de ser partidos por uma grande traição.
                Nesse segundo livro da série House of Night depare-se com novos mistérios, surpreendentes emoções e muita sensualidade.
                House of Night é um dos maiores sucessos da atualidade nos Estados Unidos com mais de 3 milhões de livros vendidos em todo o mundo. O primeiro livro, Marcada, vendeu mais de setecentos mil exemplares nos Estados Unidos e já foi reimpresso 28 vezes.





Apesar da resenha negativa, mas sincera, de Marcada, continuei lendo essa série por pura curiosidade, afinal queria saber em que lugar ia dar...

Em Traída, o segundo livro da série House of Night, Zoey está melhor adaptada na Morada da Noite, tem uma ótima colega de quarto e começa a entender os elementos, após se tornar a nova líder do grupo das filhas das trevas, o que desperta, ainda mais, a animosidade de Afrodite. Em comparação ao primeiro livro, a vida de Zoey na Morada da Noite está muito melhor, inclusive se tornou popular, de certa forma, atraindo atenção de todos a respeito de suas marcas e de seus poderes, inclusive de Neferet, que mais do que nunca fica próxima de Zoey como sua mentora, algumas vezes chegando até a ser protetora demais no que diz respeito a garota.

Até ai tudo bem. Mas lembram da junção que mencionei na resenha de Marcada? As autoras quiseram explorar um novo mundo, unindo Harry Potter e Crepúsculo, e nesse livro as semelhanças só continuam. Sinceramente, eu tinha esperanças de que fosse mudar, evoluir um pouco mais e ter um destaque próprio, mas as comparações são inevitáveis e House of Night sempre sai perdendo.

O que realmente diferencia é o mundo mais “adolescente liberal” em que os personagens já experimentaram drogas e tiveram experiências sexuais, que é tratado com muita naturalidade no livro, e claro, não tenho nada contra isso. Até a vida amorosa de Zoey se tornar uma completa bagunça! Não contente com o ex-namorado que continua apaixonado por ela, Zoey tem uma quedinha pelo galã da House of Night, Erik, que, não por acaso, é ex-namorado de Afrodite. Mas não podia parar por ai, um charmoso professor meio poeta também desperta os interesses de Zoey, que a cada momento está apaixonada por um deles! Uma confusão só!!!

Afora todos os pontos que não me agradaram na série, o que marca a minha indiferença quanto a essa história é a falta de atrativos, não tem um personagem superinteressante que cative sua atenção por tempo suficiente, alguns chegam a cativá-la por um momento, mas logo algo acontece que te desanima em relação a eles. Uma pena.

Mas, como eu sou insistente, continuei lendo essa série. Nada de desistir pessoal, porque, afinal de contas, a esperança é a última que morre!

4 comentários:

  1. Devido ao teu aviso, no início do post, não li a resenha. Mas não duvido que esteja cheia de coisas que anseiem mais ainda a leitura do livro. Ainda não li o primeiro, mas estou louca para ler a
    série. É enorme. oO

    ResponderExcluir
  2. Confesso que depois desse livro desanimei com a série, um dia quem sabe continuo a ler só por curiosidade mesmo.

    ResponderExcluir
  3. tenho uma expectativa enorme com a serie , tem um ar de misterio que chama minha atenção demais

    ResponderExcluir
  4. ainda não li a serie , mas acho que seria uma otima leitura por ela ser bem intrigante, as r esenhas que li me deixaram ansiosa

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo