Selo Novas Páginas?

16 março, 2013



  

                Quem acompanha a Editora Novo Conceito nas redes sociais, e alguns dos autores nacionais publicados pela editora, deve ter visto ou ouvido falar no início desse ano de um burburinho sobre um possível veto dos autores nacionais que, segundo declarações, não estavam sendo lucrativos para editora e, por isso, passariam a ter seus livros publicados apenas de forma digital.

                Notícia essa que ia totalmente contra o que a editora havia anunciado na Bienal do Livro de São Paulo em 2012: o selo Novas Páginas, que antes era conhecido por Novo Conceito Jovem, mas que mudou para ser exclusivamente de livros nacionais. Uma grande proposta da editora que atraiu a atenção de diversas pessoas que pensam em, um dia, terem seus livros publicados.

                Com toda a discussão que isso gerou, a editora publicou um comunicado no site deles anunciando que havia ocorrido um equívoco na divulgação dessa notícia dos autores nacionais só serem publicados em ebooks, seja lá quem foi que espalhou isso, a verdade é que a editora pretende mesmo investir no selo Novas Páginas, e que quer lançar os livros nacionais tanto em ebook quanto em forma de livro físico.

                Por ai morreu a discussão, mas o pé atrás de muitas pessoas com a editora permaneceu, porque mesmo tendo dito que era mentira a fofoca, nada mais se ouviu falar de um lançamento nacional feito por ela. Até agora!

                Simplesmente Ana é o livro de Marina Carvalho, que será publicado em 28 de abril pela Editora. Pela capa divulgada dá para perceber que o selo Novas Páginas ainda não foi posto em prática, pois o livro vem com o selo comum da Editora Novo Conceito, mas, pelo menos, não há mais o que discutir a respeito dos livros físicos de autores nacionais: eles continuam sendo publicados, sim.




Imagine que você descobre que seu pai é um rei. Isso mesmo, um rei de verdade em um país no sudeste da Europa. E o rei quer levá-la com ele para assumir seu verdadeiro lugar de herdeira e futura rainha
Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para Krósvia e viver em um país distante tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex.
Mudar-se para Krósvia pode ser tentador — deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha —, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro.
A não ser… A não ser que Alex não seja esta pessoa tão irascível e que príncipes encantados existam.
Simplesmente Ana é assim: um livro divertido, capaz de nos fazer sonhar, mas que — ao mesmo tempo — nos lembra das provas que temos que passar para chegar à vida adulta.

2 comentários:

  1. amei o post , super incrivel, eu gostei do livro citado!

    ResponderExcluir
  2. post legal, parabens esse livro parece ser surpreendente!

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo