Um Lugar Para Ficar

05 outubro, 2012






O relacionamento de Clara com Christian é intenso desde o começo e diferente de tudo o que ela já havia experimentado. No entanto, o que começa como um grande afeto rapidamente se transforma em obsessão, e já é muito tarde quando Clara percebe que as coisas foram longe demais e que Christian está disposto a fazer de tudo para ficar ao seu lado. Então, Clara parte da cidade e Christian fica para trás. Ninguém sabe onde ela está, mas, mesmo assim, Clara ainda luta para se livrar do medo. Ela sabe que Christian não vai permitir que ela suma tão facilmente. Não importa para onde ela vá, nunca será longe o bastante...






Você já percebeu como a vida pude mudar drasticamente de um dia para o outro? Clara agora está vivendo as consequências desta mudança. Sempre foi uma garota normal, com suas inseguranças, com seu próprio jeito de enfrentar cada situação, até que em um jogo de basquete ela decide bancar a atrevida para um garoto e pronto, estão apaixonados. Mas não é só fogo de palha, não é uma simples paixonite que desaparece depois das primeiras semanas e cai na rotina, se desgastando. Não. Com Christian tudo é intenso, tudo é no limite e ela se vê cada vez mais cativa dele... até se dar conta que está cativa demais!
Toda emoção de ser seu primeiro amor, não o primeiro namorado, mas certamente nunca sentiu nada por nenhuma outra pessoa que se assemelhasse ao que sentia por Christian, havia sempre aquela necessidade de estarem na presença um do outro, aquela saudade intensa ao se verem afastados, mas como tudo sempre muda, Clara foi se dando conta de que Christian também estava mudando. Ou talvez a mudança fosse apenas com ela, que só agora conseguia ver o que seu pai e muitas outras pessoas já haviam lhe alertado desde o início: Christian era perigoso. A seu modo ele sabia como manipular as pessoas, passava-se por um bom garoto, alguém culto e atraente, mas em realidade era um garoto ciumento e possessivo ao extremo.
Agora que as férias começaram, Clara embarca com seu pai rumo a um lugar distante, uma pequena cidade litorânea dizendo aos amigos que estará com o pai na Europa, mas a verdade é que ninguém pode saber onde ela está, seu número de telefone não é mais o mesmo e não fala mais nem com sua melhor amiga. Culpa disso? O medo. Christian não aceitou bem o término e agora Clara vive apavorada pensando que ele pode aparecer a qualquer momento.
Mas não só para isso a viagem é boa, parece que seu pai também tem alguns fantasmas a espantar, e juntos pai e filha vão descobrir um jeito de se entenderem.

Uma história que realmente me cativou!
O tema de namorados perseguidores/obsessivos/ciumentos tem estado em várias histórias ultimamente, mas não me pareceu repetitivo; oscilando entre capítulos no presente e no passado, vamos descobrindo aos poucos o que realmente houve entre os dois e até que ponto chegou toda essa situação para fazê-la sair da cidade, ao mesmo tempo em que conhecemos mais da história de Clara e dos moradores da pequena cidade em que agora eles se hospedam.
A personagem tem garra, mesmo que algumas horas fique se martirizando de culpa, ela não deixa de viver a vida. Achei a trama bem desenvolvida e elaborada na medida certa.


11 comentários:

  1. Muito interessante a história. Só queria saber se o tal Chris chega a matar ela. KKKKK Não é querendo generalizar, mas na maoria das vezes esse tipo de românce obssessivo termina assim. Parece ser realmente bom o livro, gostei!

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito da história ... sem falar que eu já tenho esse livro que ganhei numa promo mas ainda não li ele porque estou me dedicando a outros ... e concordo com a Brena adoro um romance obcessivo sempre acabo rindo de história assim ^^

    ResponderExcluir
  3. Eu pensei que ia ser mais uma história repetitiva quando estava lendo o início da resenha, mas quando chegou no final eu vi que não é bem assim e isso é bem positivo, gostei bastante.

    Beijos!

    http://beyondofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu ganhei esse livro em uma promoção. Não vejo a hora dele chegar em minhas mãos para começar a lê-lo. Pude perceber que, o livro sai daquilo que estou acostumada a ler, será uma 'experiência' diferente pra mim. Estou muito curiosa com o desenrolar da história e, principalmente, com o pai de Clara rs. Bom, espero gostar do livro.

    ResponderExcluir
  5. Geente, eu li o livro. Caaara, a história é muuuito boa, eu só não gostei do final, não sei o porquê. Vale muito a pena ler o livro, além de ser uma leitura fácil e rápida, a história é bem envolvente, te prende do início ao fim (comigo foi assim). Tiveram momentos que eu me identifiquei com o Christian, tem noção? hahaha. Eu li o livro em dois dias, já que não conseguia largá-lo.

    ResponderExcluir
  6. Hum... caras q são obcecados pela namorada me lembra o Travor de "Belo Desastre" o livro parece ser legal mais um pouco dramático...não me interessei muito mais parece ser legal....
    xoxo

    ResponderExcluir
  7. Nunca li nenhum livro desta autora mas pelo que em parece a historia começa estilo cliché (o amor a primeira vista e tal), mas ao decorrer da historia começa a tratar de um assunto serio (nem todos pensa assim)sobre obsessão. Tambem percebi durante a leitra da sua resenha que a autora sabe bem como prender o leitor com sua narrativa fazendo com que sentíssemos as emoçoes do personagem. Não vejo a hora de poder ler este livro e saciar minha curiosidade sobre Clara e Christian.
    Ps: Otima resenha!

    ResponderExcluir
  8. Ainda não li o livro, acho que esse tema é meio complicado, mas bem interessante. A personagem se chama Clara, adorei isso.

    ResponderExcluir
  9. ainda não li , mais esta na lista de desejados, parece ser muito bom

    ResponderExcluir
  10. Uau, assim que comecei a ler a sinopse pensei: "Poxa, mas um livro de amor tórrido!", porém eu confesso nunca ter lido um livro que fale sobre obsessão, fora os obvios por exemplo Dom Casmurro. Adorei!!!

    ResponderExcluir
  11. resenha boa, mas o livro naum me chamou minha atenção

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo