Fiquei com o seu número

16 outubro, 2012





A jovem Poppy Wyatt está prestes a se casar com o homem perfeito e não podia estar mais feliz... Até que, numa bela tarde, ela não só perde o anel de noivado (que está na família do noivo há três gerações) como também seu celular. Mas ela acaba encontrando um telefone abandonado no hotel em que está hospedada. Perfeito! Agora os funcionários podem ligar para ela quando encontrarem seu anel. Quem não gosta nada da história é o dono do celular, o executivo Sam Roxton, que não suporta a ideia de haver alguém bisbilhotando suas mensagens e sua vida pessoal. Mas, depois de alguns torpedos, Poppy e Sam acabam ficando cada vez mais próximos e ela percebe que a maior surpresa da sua vida ainda está por vir. 
                




                O casamento está chegando, mas Poppy tem um problema: seu anel de noivado sumiu! E não é um anel qualquer, é um anel de família que Magnus tirou do cofre no banco só para dar a ela, e ela perdeu. O fatídico acontecimento ocorreu em um hotel, durante um evento em que os alarmes dispararam e todos saíram correndo, decidida a rever seu anel, Poppy já avisou a todos do hotel o que aconteceu e deu seu número de telefone para que ligassem caso achassem. Mas então, em busca de sinal no celular, alguém o rouba. Pensando ser muito azar por um dia só, a sorte bate a sua porta quando ela encontra um celular no lixo. Se está no lixo não é roubo, certo?
                Agora só precisa passar seu número as pessoas importantes e avisar o hotel da mudança de número. É quando o telefone toca e Sam Roxton, “o dono” do celular (porque é um celular da empresa que deveria estar nas mãos de sua assistente e não no lixo, mas a tal resolveu virar modelo e largou tudo para o alto) quer o aparelho de volta, tem coisas importantes nele e não pode ficar na posse de qualquer um.
                Um trato é feito: ela só precisa do celular enquanto não encontra seu anel, assim que o anel aparecer, ela pode devolver o aparelho.
                Mas isso leva mais tempo que o esperado, e até lá Poppy fica encarregada de encaminhar para Sam todos os e-mails e mensagens que chegar, o que dá início a várias conversas entre mensagens enquanto Sam tenta resolver um grande problema na empresa, e Poppy descobre algumas verdades sobre seu noivo e seus sogros, dois gênios na Terra que a fazem se sentir inferior.

                Por ser um livro da Sophie Kinsella, para mim já significava diversão garantida, e não foi outra! Cheia de ideias e teorias, Poppy é o perfeito oposto de Sam, um cara focado no trabalho que não se importa em responder seus e-mails, o que dá início a diálogos e trocas de mensagens divertidas enquanto um ajuda ao outro. Os sogros de Poppy também não ficam atrás na participação, sendo duas pessoas intimidantes, são os principais responsáveis por boa parte das confusões que Poppy se mete.
                Muito bem escrito, o livro garante diversão e bom humor em todas as páginas, com altos e baixos na relação e muitas notas de rodapé, cortesia de Poppy Wyatt, é o tipo de leitura que faz você não querer largar o livro até o fim!


11 comentários:

  1. É muito azar pra uma pessoa só, rs. Sempre gosto de ler esses livros que são recheados de bom humor.

    Beijos!

    http://beyondofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. gosto muito dos livros dessa autora uma pena que o preço seja tão caro

    ResponderExcluir
  3. Nunca li um livro da Sophie Kinsella, mas tenho interesso. Já que quase todo mundo fala muito bem dela, o que fez com que despertasse um certo interesse em querer ler os livros. Fiquei com o seu número parece ser bem divertido.

    ResponderExcluir
  4. Thays!
    O livro parece interessante e bem divertido.
    Sua resenha deu a noção exata do que poderemos encontrar.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  5. Sophie Kinsella e muito diva super quero ler esse livro,sophie e uma das minhas autoras favoritas no gênero chick-list.

    ResponderExcluir
  6. Ah, eu amei tanto esse livro... sem dúvida é diversão garantida...

    E o Sam é um fofo, né?? Aquela cena no final foi totalmente surreal...rss

    beijos

    ResponderExcluir
  7. Tá todo mundo falando tão bem desse livro que mesmo não fazendo meu estilo quero muito ler ele :)
    Nunca li um livro que me fizesse dar varias risadas, então quero muito ler fiquei com o seu numero pra vivenciar essa experiencia haha *-*

    ResponderExcluir
  8. Esse livro parece ser super legal sem contar que a autora é demais *_*
    louca pra poder ter ele!!!!
    Parabéns pela resenha
    xoxo

    ResponderExcluir
  9. Esse parece ser um livro muito engraçado, gostei muito do enredo, já vi algumas resenhas sobre ele e me interessei!

    ResponderExcluir
  10. Faz tempo que nao leio um livro desse genero o ultimo foi Sushi e o adorei, detalhe. Autora nova pra mim mas gostei de sua narrativa muito boa, espero ler logo o livro.

    ResponderExcluir
  11. Sophie Kinsela é uma queridinha! Adoro todos os livros de Becky Bloom e ela nunca deixa a desejar nas suas chick lit's!

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo