Inveja (Luxo #03)

16 agosto, 2012

Atenção! Essa resenha contém spoilers dos primeiros livros da série Luxo e Intriga.





Após sua dramática volta a Manhattan – depois de simular a própria morte e fugir com o cocheiro da família – Elizabeth Holland evita os eventos sociais, levantando suspeitas de que nem tudo é o que parece na mansão de Gramercy Park South. Enquanto isso, Henry e Penelope Schoonmaker se tornam o casal mais celebrado da cidade, apesar de não sentirem mais do que desprezo um pelo outro. Depois de Luxo e Intriga, a série The Luxe ganha mais um capítulo recheado de romances proibidos, intrigas e glamour protagonizado pelos jovens mais bonitos, ambiciosos e disputados da Nova York do início do século XX.



 

O agito na Nova York do início do século XX continua, os tabloides seguem anunciando tudo que acontece com alguns dos moradores mais visados, e as notícias não são boas em relação a todos: Henry e Penelope estão devidamente casados, como ela tanto almejava, mas o casamento está longe de ser um mar de rosas, o que, é claro, sempre acontece quando o casamento não é realizado de comum acordo, o que significa que Penelope ainda tem de se desdobrar um bocado para conseguir a atenção do marido – e nem sempre tem êxito –; já as especulações sobre a herdeira mais velha da família Holland, Elizabeth, que misteriosamente desapareceu por alguns meses e agora está de volta, estão cada vez maiores, afinal ela ficou muito tempo longe e todos querem saber o que realmente aconteceu para terminar com um homem morto ao ser visto junto dela, mas Elizabeth ainda está abalada demais para dar qualquer declaração ou sequer aparecer em algum evento, só de ouvir tocar no assunto seus olhos já se enchem de lágrimas, o que só dá mais espaço para os rumores em uma sociedade que quase nem gosta de especular; e quanto a mais jovem da família, a bela Diana, ilusão é o que a define, mesmo que seu coração tenha sido partido, ela segue acreditando em quem disse amá-la, só para voltar a ter seus sonhos destruídos novamente, mas agora chegou a hora de ir em frente e superá-lo, e o irmão de Penelope, Grayson, parece realmente interessado em entretê-la; não podemos esquecer da garota que parece ter surgido agora: Carolina Broad, que sendo sustentada por um benfeitor pode estar com os dias contados, bem como com seus segredos prestes a serem revelados – o que causa um ansiedade boa pela espera.
Vê onde tantas reviravoltas levaram?

 Eu, claro, adorei cada uma delas e considero esse um dos melhores livros da série, o ritmo continuou bom com descrições precisas que ficam arrancando suspiros, afinal início do século XX: bailes, festas, vestidos de gala, roupas lindas, homens que são cavalheiros – uma coisa mais linda que a outra!
As cenas continuam intercalando diversos pontos de vista, abordando todos os personagens principais, seguindo uma trilha que envolve a todos além de tecer os próximos passos, que serão desvendados no próximo e último livro da série. Um livro que me agradou, sem dúvidas, do início ao fim – simples assim.

6 comentários:

  1. Nunca ouvi falar dessa série. Mas parece ser legal, pelo que li na sua resenha.

    ResponderExcluir
  2. Maryzlane Sarah11:40:00 AM

    Essa capa é babado ein??? O livro parece ser otimo, mas é da Rocco né... =X

    ResponderExcluir
  3. Essa capa também adoro, assim como a história em si, mas o livro está com o preço salgadinho..hehe

    ResponderExcluir
  4. Acho a capa dele linda *-*

    ResponderExcluir
  5. ai que capa linda, só de ver a capa sei que vou gosta é linda demais!

    ResponderExcluir
  6. Esse livro tá na minha lista desde o ano passado, mas algo me faz pensar em Gossip Girl e desistir! :/

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo