Retrato do meu Coração

12 julho, 2012

Em RETRATO DO MEU CORAÇÃO, ela conta a história de Margarethe Herbert. Quando menina, magricela, alta e desengonçada, era o alvo de brincadeiras e provocações das outras crianças. Em especial do futuro duque de Rawlings. Mas não há nada que o tempo não mude, e com Maggie não foi diferente. Passados cinco anos, a Srta. Herbert não é mais a mesma, e os vestidos que antes ficavam largos agora enfeitam belas curvas. 
Mas o mais engraçado é que ela não se dá conta disso. O que não quer dizer que todos os outros, inclusive os homens, já não tenham percebido a transformação. Principalmente o conquistador Jeremy Rawlings, que, ao retornar da universidade, descobre que a implicante amiga de infância tornou-se uma linda mulher. E qual não é a surpresa de Maggie ao reparar que o menino para o qual não perdia nenhuma luta subitamente se tornou um homem tão atraente.  
Em RETRATO DO MEU CORAÇÃO,  Meg “Patricia” Cabot encontra Jane Austen, e cria um divertido romance, repleto de intrigas, ciúmes e perigo. 

 
Jeremy Rawlings herdou um título que não lhe interessava em nada, ele é o futuro de Rawlings, mas não vê nada de bom nisso, afinal quando se é um duque todos o tratam bem pelo título que possui, todos se aproximam por seu dinheiro, ninguém realmente o vê como pessoa... O que, de acordo com seu tio, poderia ser algo bom, afinal Jeremy não tem se mostrado uma boa pessoa ultimamente, sendo expulso de colégios e universidades, ser chutado para fora de Oxford foi a gota d`água. Agora prestes a voltar para casa, Jeremy tem que pensar num modo de explicar a tia o que aconteceu, e uma forma de escapar da confusão em que meteu.
Mas a volta para casa lhe reservava uma doce surpresa: Maggie Herbert. A menina sem curvas, alta demais que vivia esfregando sua cara na lama se transformou em uma bela mulher, de alta estatura, é claro, mas com um corpo curvilíneo, cintura fina e tudo mais que um homem pode desejar em uma mulher.
E o ponto principal para Jeremy: Maggie o via como ele era, não o título que possuía.
O problema? Maggie nunca foi do tipo maternal como suas irmãs, seu sonho nunca foi arranjar um marido rico, se casar e ter uma prole enorme, tudo que ela queria era pintar, e realmente levava jeito para coisa, só precisava que seu pai visse seu talento como algo bom, que ele permitisse que ela fosse estudar arte, ao invés de ficar se deixando levar pelas suposições de suas irmãs que toda artista tem uma vida boêmia e se torna uma desgraça para a família.
Mas acontece que ainda com seu jeito sonhador e artístico, nada maternal, depois de um pequeno incidente com a volta de Jeremy para casa, Edward Rawlings, o tio do moço, ainda acha que Jeremy não vale nada e, principalmente, que ele não é digno de uma mulher como Maggie Herbert.

Esse é mais um dos romances históricos da Patricia Cabot e para mim isso já diz tudo! Edward e Jeremy são divertidos juntos, tudo que o rapaz é capaz de fazer e seu ponto de vista são um entretenimento e tanto, e Maggie não fica atrás, cabeça dura como é, o desfecho da história vai dando boas curvas com uma história leve e gostosa de ler... Um dos fatos que mais me agradou foi a Maggie pintora, retratar uma mulher como artista em 1830 realmente não é coisa simples, o olhar da sociedade e da própria família, e essa rejeição por parte da família, e ainda assim ter mantido o sonho, trouxeram aquele toque encantador ao romance, o “quê” que faz você se apaixonar pela história.
Esse é o segundo livro da Série Rawlings, que por sinal eu não li o primeiro, mas não afeta em nada. Ok, tem um pouco de spoiler do primeiro livro, mas nada demais! O primeiro livro é A Rosa do Inverno, que aqui no Brasil foi lançado pela Essência em 2008.
Então fica a dica para essas férias frias serem bem aproveitadas debaixo das cobertas com esse livro todo encantador!

13 comentários:

  1. Achei a capa bonita, o enredo interessante, porém no momento não estou no momento de romances históricos, rs.
    Parabéns pela resenha.
    bjks

    ResponderExcluir
  2. Começando pela a autora, deve ser mais um belo romance escrito pela Patricia. Gente, a capa muito perfeita. A história, então, achei linda e atrativa. Esse eu quero na minha estante logo. :D

    ResponderExcluir
  3. Esse vai ser o meu próximo livro,ganhei em uma promo e já tinha lido A rosa do inverno que e um dos meus preferido da Patricia.

    ResponderExcluir
  4. Fiquei curiosa para ler embora romance histórico não seja meu gênero favorito... AInda não li nada da Patricia Cabot e acho que seria legal começar por este já que ele me chamou a atenção. (;
    Adorei a resenha.

    Beijocas ;**

    ResponderExcluir
  5. Virginia de Oliveira11:23:00 AM

    O livro parece ser muito bom mais gosto muito de ler livros na sequencia, quero muito ler ele e o livro A Rosa do Inverno.

    ResponderExcluir
  6. Gente não é fofa a capa !!!
    Me apaixonei por ela, eu ainda não tinha lido a resenha desse livro e o queria desesperadamente..
    Ainda bem que esse segundo livro não afeta muito quem não leu o primeiro né... Pois eu acabei de ganha-lo !!!!

    ResponderExcluir
  7. Acho essa capa tão linda, awm ><
    Enfim, eu nem sabia que esse era o segundo, nem sabia que tinha um antes KKKK Vou buscar para conhecer mais, hehe.

    ResponderExcluir
  8. Maryzlane Sarah1:29:00 PM

    Acho essa capa muito linda, mais um pra minha lista

    ResponderExcluir
  9. Eu tenho muita vontade de ler algo da Meg com esse pseudômino. Esse parece ser legal!

    ResponderExcluir
  10. Nunca li nenhum livro da Patricia Cabot conheço a autora como Meg mesmo...mais adoraria ler um livro dela que não fosse teen...esse parece ser ótimo...

    xoxo

    ResponderExcluir
  11. esse livro na faz meu estilo de iteratura

    ResponderExcluir
  12. achei perfeito esse livro, quando terminei de ler ja queria começa denovo . nota 1000

    ResponderExcluir
  13. Lindo por demais esse livro, meu Deus! Amo demais também o anterior dele que é Rosa do Inverno. :)

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo