Garotas de Vidro

26 junho, 2012





Lia e Cassie são amigas há anos, ambas congeladas em seus corpos. No entanto, em uma manhã, Lia acorda com a notícia de que Cassie está morta, e as circunstâncias de sua morte ainda são um mistério. Não bastasse isso, Cassie tentara falar com Lia momentos antes, para pedir ajuda. Lia tem de lidar com o pai, que é um renomado escritor, sua madrasta e a mãe, uma cardiologista que vive ocupada, salvando a vida dos outros. Contudo, seu maior tormento é a voz dentro de si mesma, que não a deixa se esquecer de manter o controle, continuar forte e perder mais, sempre perder mais, e pesar menos. Bem menos.



A vida de Lia anda um completo caos, e o problema maior: grande parte disso é culpa sua; ela poderia dizer que foi o divórcio dos pais, a mãe médica que está sempre ocupada, o pai escritor que vive viajando, ter uma madrasta, ter uma irmã... Mas não. A culpa é sua. Sua e de Cassie, sua melhor amiga, ou pelo menos costumava ser.

Por anos as duas foram inseparáveis, vizinhas e filhas únicas, encontraram uma na outra aquela irmã que nunca tiveram, e isso foi indo mais além, transformaram-se em confidentes, e depois de um tempo, em um perigo uma para a outra. Numa noite Cassie teve a brilhante –cofcof- ideia de dizer que seria a mais magra do colégio, Lia disse que ela é que seria, e assim uma competição e um pacto surgiram: competiriam para quem seria a mais magra, Lia sem comer, Cassie comendo aos montes e vomitando tudo.

Isso a levou até o momento do agora. O agora que envolve uma Cassie morta, sozinha em um quarto de motel qualquer; que envolve seu celular apitando trinta e três ligações de Cassie antes de morrer, ligações que Lia ignorou completamente e agora o remorso a domina. De fato não vinha mais falando com Cassie, mas entre ignorá-la e saber que ela morreu há um grande espaço que causa pânico em Lia, pânico esse que só intensifica ainda mais sua sede por menos – menos calorias a ingerir, menos gordura em seu corpo, menos peso, sempre menos.

Um menos que atinge todo o seu corpo, que a deixa fraca e sempre com frio, que a faz tremer e começar a ver o fantasma de Cassie – não, ela não foi embora, ela está ali pronta para lembrar a Lia do pacto que fizeram, pronta para chamá-la e para ficar junto dela, está na hora de voltarem a ser amigas.



Garotas de Vidro definitivamente foi uma leitura que me surpreendeu e muito! O tipo de livro com um ritmo meio alucinado e relatos que soam tão verdadeiros, mas, ao mesmo tempo, tão insanos, que tudo que eu conseguia fazer era ficar estupefata com o bom desenvolvimento da história por parte da autora. Lia é uma anoréxica, ela vê seu corpo enorme, suas coxas grossas, sua barriga mole, seus seios enormes, quando na realidade não passa de uma garota que está pesando menos de 48 quilos, cada vez menos, com metas insanas para continuar assim.

O que mais toca é saber que é a realidade de muita gente essa loucura toda, e, nossa!, me deixava sem palavras a cada capítulo. Simplesmente isso.

Achei brilhante, tocante, real e profunda a história que mostra Lia agora vivendo com o pai depois de já ter sido internada duas vezes por conta de sua doença e, ainda assim, não aceitando o que tem. Definitivamente me deixou sem palavras para descrevê-lo.

17 comentários:

  1. Tô doido pra ler o livro. Fala sobre um tema que eu adoro e eu curto muito esse gênero.
    Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito em ter lido essa resenha, comprei este livro tem um mes eu acho, e estou me metendo a ler outros livros com medo um pouco de saber o que tem dentro deste livro. Este é um livro que tem um tema legal de algo que sofro a 10 anos, hoje tenho 28, e como é mto dificil encontrar temas de livros abordados com esse tema tive a curiosidade de comprar pra entender até outras pessoas, eu faço parte de grupos e comunidades de internet que abordam esse tema, mais nao tenho tanta coragem de enfrentar isso de cara. No livro conta a historia de 2 amigas, mais eu sou homem e tenho meus complexos e sofro de bulimia e achei mto bacana ler a resenha deste livro que ainda nao consegui ler...

    ResponderExcluir
  3. Nossa pela sua resenha tenho que ler este livro urgentemente.Parece excelente.Parabéns pela resenha,pois me convenceu a ler.
    Bjus
    Fabianne

    ResponderExcluir
  4. Esse livro parece tratar de um assunto bastante serie,e fiquei curiosa para sabe o que acontece toda essa trama,a capa e linda tb.

    ResponderExcluir
  5. Esse livro parece ser MUITO bom, anotado aqui pra proxima leitura.

    ResponderExcluir
  6. gosteeeiii!!! Vou ler com certeza!!! depois eu volto para dizer se gostei.
    bjim

    ResponderExcluir
  7. Senti a mesma coisa que vc ao ler esse livro, sem palavras para descreve-lo.
    Eu gostei bastante da história e do modo que ela tentava fazer a madrasta dela acreditar que ela comia.

    Bjs
    Niii
    http://amordelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. OMG! OMG! Adorei a resenha e que bom *ufaaa* que autora soube escrever com maestria uma historia com um tema complicado como este. Super curiosa. (;

    Beijos ;*
    http://macckysbookshelf.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Virginia de Oliveira10:10:00 AM

    Esse livro tem aborda um tema bem interessante e a história parece realmente ser surpreendente.

    ResponderExcluir
  10. Só leio resenhas boas sobre esse livro. Acho ótimo esse tema. Uma doença que é perigosa e é a realidade de muitos jovens. Uma pena.
    Imagino o quão nos faz refletir sobre o tema. Além disso, emociona.

    ResponderExcluir
  11. Esse livro é realmente muito marcante...li alguns capitulos e me emocionei mesmo com as palavras do texto, quero muito ler o final dele !!!

    ResponderExcluir
  12. Esse livro é MUITO bom! Indico bastante.

    ResponderExcluir
  13. Esse livro conseguiu me deixar completamente chocada nunca pensei que alguém pudesse fazer tudo que o que lia fez...o livro realmente é muito bom...

    xoxo

    ResponderExcluir
  14. Li este livro e esperava mais dele.
    A temática é boa, a história também, mas faltou um pouco de movimentação.
    Achei td mt parado, não sei como não senti sono.

    Mas vale a pena a leitura

    ResponderExcluir
  15. Um tema atual, curiosa pra saber sobre o tema deste livro.

    ResponderExcluir
  16. Polêmico esse livro, um tema interessante.. nunca li nada desse tipo..

    ResponderExcluir
  17. Aha! Achei a resenha desse livro e caramba, imaginava tudo menos isso! Imaginava algo meio mítico como A Garota dos Pés de Vidro, mas não um livro sobre anorexia. Um tema meio mórbido o desse livro, mas não deixa de ser original. Gostaria muito de ler.

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo