Outside the Bookaholic World #5

07 abril, 2012

Gennnte, esse vai ser um dos posts mais tristes do Outside The Bookaholic World...
Hoje, vou falar de uma série, que nossa, acompanhou minha adolescência inteira, mas que eu comecei a ver quando tinha uns 15 anos, por aí...


Então, a série é One Tree Hill. O enredo inicial fala principalmente da história de Lucas, um garoto normal, que foi criado apenas pela mãe, depois do pai ter rejeitado ambos. Ele não passava de um garoto comum que ninguém dava atenção, até ser convidado para entrar nos Ravens, time de basquete da escola que estudava, em One Tree Hill. E a partir a história começa a evoluir, saindo da atenção principal que era o Lucas, e focando nos outros personagens, como Haley, Nathan, Brooke, e muitos outros.

Pra fazer esse post, eu estava lendo algumas coisas para a série, e descobri que inicialmente, ela foi escrita pra se tornar um filme apenas, que seria chamado de Ravens, mesmo nome do time de basquete, mas depois de uma recomendação da Warner, mudou de filme para uma série dramática. E parece-me que deu certo, né?

Sei que pra muitos, ela fala de coisas normais, cotidianas, e por um lado sim, isso é verdade, mas assistir essa série durante a adolescência, foi ter um conforto, sabe, ouvir aqueles pensamentos que o Lucas, ou a Brooke, Haley, Peyton, etc, narravam, e processar aquilo, sentir que tudo os que era falado, realmente, tinha um fundo de verdade, e conseguir adaptá-los na nossa vida, como uma maneira de superar obstáculos. Eu posso dizer que "cresci"/amadureci com One Tree Hill, e ver a série tendo sua última temporada é algo muito triste. Sei que tudo tem um fim, e que já estava na hora de acabar mesmo, mas o último episódio sempre deixa aquele gostinho de quero mais, aquela curiosidade do "E agora? O que acontece na vida deles?". Algo que eu gostaria muito que acontecesse, era que o livro do Lucas, "An Unkindness of Ravens", que foi lançado "dentro da série", fosse lançado de verdade, sabe? Acho que seria um livro muito bom, e eu amaria poder lê-lo.

Falei falei da série, mas não contei como conheci, né? Então, a verdade é que eu não sei muito bem como eu conheci, só que a Thays conheceu em algum lugar, começou a assistir, e eu fui na onda e comecei a assistir junto. Eu lembro que em vários episódios eu chorei, e que já cheguei até a torcer pro Lucas não ficar com a Peyton! HUAHSUAHUSHUAHUSAS
A série atualmente encontra-se finalizada, com nove temporadas, sendo as 8 primeiras contendo entre 18 e 24 episódios e a última, 13.

Preciso dizer que eu super recomendo? Acho que não, né? :p Confesso que a série tem seus altos e baixos, e alguns episódios são mesmo meio chatinhos, ou parados, mas não interessa, porque no geral, a série é muito boa, engraçada, dramática, enfim, tudo junto, e vai sempre estar no meu coração :')

Sinopse: "A história gira em torno de Lucas Scott, um jovem de 16 anos que sonha em ser jogador de basquete. Vive com a mãe, Karen Roe, e é meio-irmão de Nathan Scott. Seu pai, Dan, nunca o aceitou como filho, deixando-o sob criação total da mãe. Ao ser convidado para se juntar aos Ravens, time de basquete da Tree Hill High, escola onde estuda, Lucas tem de lidar com a pressão do pai e o temperamento forte do irmão Nathan. Além disso, ele se apaixona por Peyton Sawyer, namorada do irmão e cheerleader do time. Para piorar, Brooke Davis, melhor amiga de Peyton, se apaixona pelo jovem. Nathan usa Haley, melhor amiga de Lucas, como alvo para atingir o garoto. Porém, seus planos dão errado, e ele acaba se apaixonando pela moça. Lutando pela aceitação do pai e enfrentando brigas com o irmão, Lucas tem de equilibrar sua vida emocional com o basquete."

Esse vídeo é um pequeno/GRANDE spoiler, pra quem nunca assistiu a série, mas eu não podia deixar de colocar, porque né, foi com ele que eu chorei no final da série...
"I don't wanna be anything other than what I've been trying to be lately, all I have to do is think in me and I have peace of mind. I'm tired of looking 'round rooms wondering what I gotta do, or who I'm supposed to be. I don't wanna be anything other than me..."


E é isso!
Espero que tenham gostado!
Beijoos :*
Thayná.

10 comentários:

  1. Voce falou tão bem da serie fiquei com vontade de ver ! Mas nossa voce comecou a assistir aos 15 anos ! Então a serie deve ser velhinha né ! Mas parecer emocionante ! Vou procurar baixar e assistir !! otimo post !

    ResponderExcluir
  2. Meu, eu não sou tão velha assim! HUAHSUHAUSHUAHUSHAUSHUASAS Tenho 19 anos :p
    Procura sim! :D Beijoos :*

    ResponderExcluir
  3. amo amo amo muitooo essa série é uma das minhas favoritas, vale muito apena assistir One Tree Hill, encontrei por acaso na internet e comecei a baixar os episodios da 1º temporada e logo no 1º capitulo a d o r e i... tou um pouquinho atrasada pois faz apenas 1 ano que vejo a série, mais é bom que assim não sofro por falta de temporadas.

    ResponderExcluir
  4. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Tadinha chamou a Thayná de velha, mas a serie não é tão antiga assim não gente, eu quero voltar a assistir acompanhava pelo SBT e não posso evitar me sentir orfã de OTH.

    BTW sou team Brucas até o fim kkkk

    ResponderExcluir
  5. Vou confessar que eu não assistia essa série.
    Eu tentei alguns episódios e ela não conseguiu prender a minha atenção então eu desisti.

    ResponderExcluir
  6. Essa série parece Gossip Girl! Não curto muito série assim não, só livro mesmo! HAUA

    ResponderExcluir
  7. Eu nao assinto séries, nao sei por que, nem como aconteceu, já que uma vez eu via o dia todo!
    ;/


    Selene Blanchard
    Blanc – ModaeEu.blogspot.com – TEM PROMOÇÃO COM BlackBerry,e outras duas especiais.
    Espero sua visita!

    ResponderExcluir
  8. Sou viiiiiiiiiciado em séries também!
    Essa eu nunca assisti mas parece ser bem legal.

    ResponderExcluir
  9. Sempre escutei falar desta série,mas nunca tive a oportunidade de acompanhar.Quando tiver tempo tentarei.

    Fabianne

    ResponderExcluir
  10. Serie nova pra mim, mas gostei dela vou anota-la

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo