Príncipe Sombrio #1

29 março, 2012

Sinopse: “Mikhail Dubrinksy é o Príncipe dos Cárpatos, o líder de uma sábia e secreta raça ancestral que vive na noite. Tomado pelo desespero, com medo de nunca encontrar a companheira que iria salvá-lo da escuridão, a alma de Dubrinksy gritava na solidão. Até o dia em que uma bela voz, cheia de luz e amor, chegou a ele, atenuando sua dor e seu anseio. Raven Whitney possui poderes telepáticos e os utiliza na captura dos mais depravados serial-killers. Desde o momento que se conheceram, Raven e Mikhail foram incapazes de resistir ao desejo que faiscava entre eles. Mas forças sombrias tentarão destruir esse frágil amor. E mesmo que sobrevivam, como poderão - cárpato e humano construir um futuro juntos?”

Ele estava cada vez mais cedendo à escuridão, e pouco a pouco, se entregando e condenando à uma eternidade sozinho, até ela aparecer.
Raven – aparentemente uma mulher humana normal –, não possuía nada de normal ou comum nela. Desde criança é órfã e nunca teve muito contato com as pessoas em geral – e nem tentava ter, pois possui um “dom” que é visto pelos outros como algo ruim –; mas sua falta de proximidade com as outras pessoas não se dá apenas pela repulsa e afastamento delas, e sim porque, cada vez que uma pessoa a toca, ou vice versa, seu dom a faz conseguir ler não só o que aquela pessoa está pensando, mas suas ações, e seus desejos mais profundos, e normalmente, perversos – razão e propósito ao qual ela acabou indo trabalhar em alguns casos com a polícia, identificando assassinos e todos os tipos de criminosos mais pervertidos e impiedosos. Então, após fechar um caso, Raven resolve viajar para um lugar onde preferencialmente ninguém a conheça e assim, possa relaxar e descansar em paz, tentando esquecer tudo de ruim que aquele último caso tinha trazido consigo. No entanto paz é o que menos a aguarda quando hospeda-se em um albergue, onde todos os tipos de pessoas e turistas se hospedam, e isso traz, consequentemente, um cansaço cada vez maior à sua mente, por não conseguir bloquear os pensamentos de tais pessoas. Até que, entre todo esse mar de pensamentos, um se sobressai, por sua profunda escuridão e ponderação/consideração de acabar com a própria vida. “Ouvindo” isso, Raven sente-se impulsionada a ajuda-lo, mas mal sabia ela no que estava se metendo...

Seu nome era Mikhail Dubrinksy, e lá estava ele na pousada/albergue, afundado em seus próprios pensamentos, quando uma mulher chega até ele. Sua primeira ação, como um reflexo, é criar algo em sua mente, para que se afaste dele, mas ao tentar fazê-lo, encontra resistência da mulher, e finalmente a olha de verdade, e assim, começa a ver o mundo como ele é, colorido, e não mais em preto e branco...


Então, acho que consegui estender um pouquinho mais a sinopse do livro, mais como uma introdução pra vocês verem do que realmente o livro se trata. Seguindo o mesmo tipo de romances sobrenaturais, Príncipe Sombrio conta a história de Mikhail e Raven, um Cárpato e uma humana, que têm suas vidas cruzadas e não conseguem resistir um ao outro.

Bom, esse é o primeiro livro da série Cárpatos, e traz com ele uma ideia um pouco diferente do que conhecemos como vampiros (apesar de que, né, nem vou julgar, porque hoje em dia, esses vampiros “originais” são o que menos aparecem nas histórias...), que de um modo um pouco mais fácil de explicar, seria assim: os cárpatos são uma outra espécie (como vampiros, anjos, etc..), e como alimento, consomem apenas produtos vindos da natureza – além do sangue, que é o sustento mais importante para que consigam permanecer vivos –, porém, encontram-se constantemente travando guerras contra inimigos – caçadores de vampiros e fanáticos – que os veem como uma ameaça a ser contida. Nessas guerras através dos séculos, muitas mortes ocorrem, e assim, muitos homens Cárpatos acabam tornando-se vampiros, ou seja, seres sedentos por sangue, poder, e sem nenhum remorso.

É uma teoria diferente, digamos assim, e acho que futuramente, nos próximos livros, vai ser melhor abordada, até porque não foi realmente explicado muito bem nesse livro como funciona essa nova “espécie”, mas a meu ver, é uma teoria interessante, que trás todo um contexto histórico, e acho que mais pra frente, vamos conseguir realmente entrar na história. Mas no geral, o livro é bem escrito, conciliando os dois “mundos”, com narrações que remetem à todo tipo de emoção e sentimento. Achei muito bom, e por isso recomendo! :)

Agora eu espero realmente que nos próximos livros, a história vá evoluindo, e trazendo cada vez mais detalhes sobre esse novo mundo, que foi o que eu mais senti falta nesse livro. ;)

E acho que é isso! Espero que tenham gostado :D

Beijooos :*
Thayná.

11 comentários:

  1. Realmente, esse é o primeiro livro, mas ao meu ver, é o mais fraquinho da série, rs.
    Bjks

    ResponderExcluir
  2. Eu não gosto muito desse estilo de capa mas eu com certeza amei a resenha. Eu ainda não li nada que a Universo dos Livros tenha publicado, mas sei que os livros são bons.

    Adorei seu blog e já estou seguindo. Beijos.

    Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  3. WOW Eu adorei a resenha ! A capa me deixou sem folego ! Um dia vou comprar esse livro e vou ler ! Beijos !

    ResponderExcluir
  4. Babando no moço sem camisa da capa, socorro senhor que abs é esse?
    É mais um livro de vampiros porque eu não entendi bem essa sinopse não.

    ResponderExcluir
  5. Não é só a Maryzlane que baba, eu também. Louca para ler o livro.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. Ouvi dizer que esse livro tem bastante erros. O homem da capa é lindão mesmo :3

    ResponderExcluir
  7. Estou bem curiosa para ler este livro, parece muito... SOMBRIO?!
    Anyway, esta capa esta LINDA e me deixou muito curiosa.

    ;*

    ResponderExcluir
  8. A capa é um verdadeiro colírio! #suspiros
    Beijos
    Fabianne

    ResponderExcluir
  9. Detestei a capa. Em geral, capa com pessoas. E o livro também não me chamou atenção.

    ResponderExcluir
  10. Jesus, que capa é essa! Gostei do livro muito interesante (capa tambem), espero que seja boa a leitura.

    ResponderExcluir
  11. que capa mais sedutora, a serie é otima e começandu com um gato desse na capa conquista tds hehe

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo