O Trono de Fogo #2

17 janeiro, 2012

Como essa é a resenha do segundo livro da série "As Crônicas dos Kane", aviso desde já que pode conter SPOILERS no post abaixo :)

Sinopse: “Os deuses do Egito Antigo foram libertados, e desde então Carter Kane e sua irmã, Sadie, vivem mergulhados em problemas. Descendentes da Casa da Vida, ordem secreta que remonta à época dos faraós, os dois têm poderes especiais, mas ainda não os dominam por completo – refugiados na Casa do Brooklin, local de aprendizado para novos magos, eles correm contra o tempo. Seu inimigo mais ameaçador, Apófis, está se erguendo, e em poucos dias o mundo terá um final trágico. Para terem alguma chance de derrotar as forças do caos, precisarão da ajuda de Rá, o deus sol. Despertá-lo não será fácil: nenhum mago jamais conseguiu. Carter e Sadie terão de rodar o mundo em busca das três partes do Livro de Rá, para só então começarem a decifrar seus encantamentos. E, é claro, ninguém faz ideia de onde está o deus.”

Com poucos dias para o “fim do mundo”, Carter e Sadie têm que fazer algo para impedir que isso ocorra, e como basicamente sua única opção, eles decidem despertar Rá, o Deus do Sol. Mas isso não será uma tarefa fácil. Além do curto prazo, e de ter de achar as três partes do Livro de Rá, parece que a ideia de despertar o tão poderoso Deus do Sol não agrada nem um pouco aos outros Deuses, o que pode acabar se voltando em uma batalha ainda mais difícil. Com Bastet longe, eles contam com a ajuda de Bes – um Deus anão, que pode provar que tamanho não é documento – e juntos enfrentarão muitos perigos juntos, lutando contra deuses, demônios, magos – passando por muito sufoco juntos.

A história já começa com ação, fazendo os leitores mergulharem direto na história sem tempo pra remembers e flashbacks. Particularmente, eu adoro quando o livro já começa empolgante assim, só que, no caso de O Trono de Fogo, foi como se a história continuasse rolando a partir de A Pirâmide Vermelha – que a maioria dos leitores dessa série leu no final de 2010 – ou seja, com um ano de diferença de um livro para o outro, eu achei que a história começa bem rápido e não dá muito tempo ao leitor de se situar no “espaço” e tempo em que tudo acontece (eu mesma fiquei perdida um bom tempo antes de “me encontrar” na história, mas isso é opinião MINHA, né gente :D). Então acho que isso foi um dos fatos que o autor pecou um pouco... No entanto, o enredo continua ótimo, com cenários maravilhosos – fala sério Rússia, Londres... – e acho que o jeito como Rick Riordan propõe a leitura da história em si – como se fosse em forma de gravação, sobre o ponto de vista do Carter e da Sadie – é um dos aspectos mais interessantes e atrativos no livro, além de, é claro, a cultura/mitologia egípcia.
Eu andei vendo em outras resenhas que muita gente gostou bastante da Sadie nesse livro, e eu concordo até certo ponto, porque sim, ela é engraçada, super sarcástica, e tudo mais, mas... Eu ainda acho ela tão madura pra 13 anos. Eu achava que um dos fatos da maturidade dela era por ela não ter sido criada pelos pais dela, e sim pelos avós, mas ainda sim, me parece estranho, errado... Enfim, mas isso eu já achava no livro anterior, então eu achei mesmo que não tinha como mudar, né. Não tem como fazer um personagem “voltar no tempo” e agir como uma pessoa de 13 anos, mas ainda assim, não é algo que atrapalhe ou que seja muito relevante à história, mas, ainda sim, eu achei legal ela ter crescido, amadurecido nesse livro.

O que eu acho interessante dessa série é que, normalmente, quando vemos séries fantásticas com mais de um personagem principal, normalmente são amigos ou sei lá, duas pessoas aleatórias que se cruzaram na estrada e a partir dali algo surgiu e eles começam a criar um laço e formar a história. Já nessa série, o Carter e a Sadie são irmãos, então, a convivência, querendo ou não, é inevitável e meio que obrigatória. Eu lembro que quando eu estava lendo o início do livro, na parte do aniversário da Sadie, e vou falar a verdade, achei que ela foi egoísta naquela parte (quem leu entendeu :D), e eu ficava pensando direto na minha irmã, e em como de vez em quando ela me tira a paciência, mas em como eu faria tudo o que o Carter fez, sabe... Então (não sei porque nunca comentei isso na resenha do primeiro livro, mas ok) esse livro, eu acho que muito mais que uma história de fantasia, é uma história de convivência também, de família mesmo, aceitando um ao outro. Eu sei que as vezes pode parecer meio viagem, mas foi esse um dos “feelings” que eu tive enquanto eu lia o livro ( sim, eu ficava me lembrando de como a minha irmã vive me irritando, e de como eu mataria ela se ela fizesse algo parecido com qualquer coisa que a Sadie apronta! HAUSHUAHUSHAUSHUAS).

No final, o que eu tenho a dizer pra vocês é que eu me sinto tão dividida com a minha opinião sobre esse livro quanto eu me sentia com A Pirâmide Vermelha, mas que ainda sim é um dos melhores livros YA que eu li no aspecto de conhecimento, sabem? Não é uma história 100% inventada, mas ainda sim, é fantástico o como o autor consegue misturar a mitologia já existente com a história que ele está pensando, e isso tudo resultar em um livro surpreendente, com narrativa super detalhada, emocionante, irônica, enfim, tudo o que se espera de um livro.

Enfim, acho que é isso...
Beijoos :*
Thayná.

15 comentários:

  1. Li só um pouquinho da resenha, com medo de spoilers HAUHAUHAUAHU
    Suas resenhas são ótimas, por sinal.
    Beijos e sucesso para o blog.

    ResponderExcluir
  2. Virginia de Oliveira6:12:00 PM

    Ainda não li nenhum dos dois livros da série as crônicas de Kane mais acho que irei gostar. Estou me tornando fã de Rick Riordan, estou terminando de ler o 4° livro e logo em seguida vou ler o quinto da série de Percy Jackson e quero comprar os livros dessa série urgentemente.

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li nenhum livro do Rick, mas sempre escuto falar muito bem!
    É a resenha do dia lá no blog também!!!

    Beijos
    Gabi - Romances e Leituras

    ResponderExcluir
  4. Li outra resenha desse livro hoje ><
    Eu preciso demais ler esse segundo livro da série!!! Eu amo Carter e Sadie - adoro a forma como cada um narra um capítulo da história - acho que Rick Riordan manda muito bem ao escrever seus livros!!! E ainda consegue mesclar mitologia, egípcia nesse caso, na história!!!!
    Eu quero \o/

    Beijos,
    Nanie - Nanie's World

    ResponderExcluir
  5. Estou louca pra ler esta série do Riordan, but, falta money pra adquirir os books!
    Ler resenhas só me deixa mais curiosa, fiquei imaginando porque a guria foi egoísta na parte do aniversário, e como ele fez essa passagem "sem rodeios" de um livro pro outro, talvez como em "o Senhor dos Anéis", que a história simplesmente pára e continua no outro livro, ou se é mais tipo "Percy Jackson" e "Harry Potter" mesmo, que cada livro conta uma história diferente, mas, de certa forma, interligada, onde o que se faz e descobre em um livro, é usado no outro. Ain, quanta especulação eu faço, ansiedade me domina!
    Beijões, ótima resenha!

    ResponderExcluir
  6. essa série não faz muito meu estilo, mas tbm nunca tive oportunidade de ler, quem sabe um dia eu não de uma chance pra ela

    ResponderExcluir
  7. Momento vergonha total, mas eu nem terminei de ler os livros do Percy Jackson acreditam?? Sei lá meio que perdi o interesse, embora mitologia no geral seja algo que eu amo.
    Pretendo terminar todos, um dia, e quem sabe não começo esse né.

    Ps: você me fez ficar com vontade de ler agora. T.T hahahhaha

    beijinhos.

    ResponderExcluir
  8. Amo historias do Egito, mas não sei porque essa serie não me chamou mto a atençao. Ganhei o primeiro livro, mas os correios extraviaram e pasmem, nem dei bola para correr atras do prejuizo. Menos uma serie para mim. Bjksss

    ResponderExcluir
  9. ahhhhhh ! Adoro mitologia grega e egipicia ! Ja li os dois volumes dessa serie ! To doida pro terceiro ! Otima resenha ! Adorei como sempre ! Beijos !

    ResponderExcluir
  10. Incrivel quendo um autor consegue misturar a mitologia com fantasia,além de uma narrativa ironica e emocionante.O Trono de Fogo ja esta na lista de metas de leitura.
    Bjus
    Fabianne

    ResponderExcluir
  11. Eu infelizmente não tenho interesse nenhum pela série :/

    ResponderExcluir
  12. Li A Piramide Vermelha e AMEI, espero poder ler este logo logo. *-*
    Amo os livros do tio Rick. (:

    ResponderExcluir
  13. Poucas coisas a disser: TIO RICK É FODA (desculpa) todos os livros que ele lança ele prende o leitor de um jeito impressionante!

    ResponderExcluir
  14. Cheio de emoção e aventura.. tudo de bom..

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo