Confissões de um turista profissional

12 janeiro, 2012


Quem gosta de viajar, e viaja mesmo (isto é, não faz turismo pra inglês ver), sente uma vontade danada de falar a verdade sobre os lugares que visitou. Coisas como: vale a pena todo aquele trabalho no Louvre para não ver a Monalisa? Existe algum lugar mais insalubre do que uma barraca de praia no Nordeste? Ou ainda: por que o Brasil precisa de mais uma obra de Oscar Niemeyer, o veterano arquiteto que deixa um rastro de concreto aonde quer que vá? Mas falar essas coisas é, no mínimo, tornar-se um chato. Pois Jota Pinto Fernandes, alter ego de Kiko Nogueira, é o chato que viva em cada viajante. Corajoso e desbocado o suficiente para dizer o que as agências e seu amigo que acabou de chegar de Nova York nunca falarão. Escrito pelo ex-diretor da revista Viagem e Turismo e do Guia Quatro Rodas, da Editora Abril, Confissões de um turista profissional é uma leitura para quem quer olhar as lindas fotinhos no celular, na volta daquele pacote inesquecível, e pensar: “E não é que era isso mesmo...?”

Em poucas páginas e através de capítulos curtos Jota Pinto faz críticas aos mais diversos elementos que envolvem viagens de longa distância. Numa coisa a sinopse acertou em cheio, volta e meia você se depara com os comentários sarcásticos dele e pensa “e não é que é isso mesmo?” e vendo assim torna a leitura um pouco divertida. Mas por outro lado, sendo um livro curto, acabou não transmitindo exatamente o que se imagina ao lê-lo, pelo menos não o que eu imaginava.
Pensei que seriam como crônicas, pequenos textos fazendo graça de situações constrangedoras ou irritantes que sempre acontecem durante as viagens, como poltronas trocadas, aquele cara chato ao seu lado, perder alguma coisa, pela sinopse imaginei que de um jeito divertido o autor mostraria o que não se deve fazer nessas viagens, como as coisas podem dar errado.
Mas não é bem assim.
Em capítulos de duas páginas o autor constrói uma crítica a algo que há de errado, como ensinar inglês a prostitutas no Rio de Janeiro, mas ser 100% contra o turismo sexual, ou os passageiros da primeira classe, que você nunca vê entrar nem sair do avião e como é viajar na classe econômica. Alguns textos fazem sentido, porque mostram a realidade. Mas outros eu achei totalmente sem pé nem cabeça, o que acabou fazendo do livro algo confuso e até cansativo de ler (mesmo sendo tão curto!).
A diagramação ficou ótima, o início dos capítulos contam com ilustrações e a capa ficou bem feita. Mas quanto ao texto, infelizmente não posso dizer o mesmo. Daria para selecionar alguns desses textos como bons, mas outros são sem sentido! O que é uma pena.
Assim, mesmo sendo desbocado Jota Pinto não me conquistou.


19 comentários:

  1. Ah, imagino que é o tipo de humor mais voltado para quem viaja muito, e como eu quase não saio do meu canto, provavelmente ficarei um pouco perdida se ler. Nunca saí do país, e nunca vi esse negócio de primeira classe, vôos domésticos normalmente são em aviões pequenos, "classe única", e a maior "briga" dentro deles é pelo assento na janelinha.
    Ri do "tem lugar mais insalubre que barraca de praia no Nordeste?", mas não me senti tentada a ler.
    Abraços, até breve!

    ResponderExcluir
  2. Eu gosto do estilo de crônicas e esse assunto ainda mais deve ser bem interessante. Mal posso esperar pra ler.

    xoxo,
    thay
    http://thaypriscilla.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Virginia de Oliveira6:03:00 PM

    Não estava muito entusiasmada em ler esse livro e depois de ler a sua resenha concluí que não irei gostar dele, estou muito feliz de não ter comprado ele.

    ResponderExcluir
  4. Essa é a primeira resenha que leio "negativa" do livro. Ainda não o li, não tenho uma opinião formada, então não sei bem como me expressar. Parece legal o livro.

    Beijos,
    May ;*

    ResponderExcluir
  5. Não curti, parece ser um livro chato e arrastado, e mais como um guia de viagens que um livro que você pegue pra ler quando tem vontade de ler algo, entende?

    ResponderExcluir
  6. acho que quando eu me tornar uma turista profissional sera legal lê-lo, mas até la o livro não despertou mt meu interesse :/

    ResponderExcluir
  7. Sério que o livro não conseguiu te conquistar?! Nossa... eu estava achando que seria um livro super divertido...
    Uma pena que não tenha sido.

    Beijos,
    Nanie - Nanie's World

    ResponderExcluir
  8. Até agora eu não tinha ideia do era exatamente o livro... na verdade era muito vago o que eu pensava. Mas agora vou ler, pois sei que será rapidinho ;D

    ResponderExcluir
  9. Acho qe não me interessei muito por esse livro,a capa é meia estranha, sabe?

    ResponderExcluir
  10. Não gosto de viajar. Sinto falta de minha casa, minha cama, meu cachorro,enfim, saio já pensando no dia da volta. De qualquer forma o assunto do livro não me interessou! Bjksss

    ResponderExcluir
  11. Gosto muito de viajra mas sempre da vontade de voltar pra casa ! A resenha ta otima mas não gostei muito do assunto ! Beijos !

    ResponderExcluir
  12. Esse livro é tão fininho que chega a ser ridiculo... não tenho interesse não.

    ResponderExcluir
  13. "Mesmo sendo desbocado Jota Pinto não me conquistou":risos.Bem,achei que o livro fosse comico e tinha uma grande expectativa com relaçao a ele.
    Bjus
    Fabianne

    ResponderExcluir
  14. Esse livro é TÃO fininho que nem dá gosto de ler KKK Além do mais, posso pegar numa livraria e ler por lá mesmo.

    ResponderExcluir
  15. Parece ser um livro engraçado. :D
    Mas eu nao compraria. ://

    ResponderExcluir
  16. Já tinha lico algumas resenhas sobre esse livros antes...e algumas tinham me desanimado então não esperava muita coisa dele... Poderia até ler , mas não compraria !!!

    ResponderExcluir
  17. Nossa eu não consegui nen terminar de ler, mesmo ele sendo fininho !
    Achei a opiniao do autor um tanto preconceituosa !

    ResponderExcluir
  18. Sinceramente, eu nao leria esse livro ele nao me agradou tanto assim nao.

    ResponderExcluir
  19. Deve ser divertido esse livro..

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo