Faces

27 outubro, 2011


Houve uma época em que todo mundo tinha um pen pal. Um companheiro de correspondência, uma espécie de janela para outros países, outras realidades. A prática parece ter caído em desuso, mas na verdade o que mudou foi a interface. Agora a vidraça atende por outro nome: Facebook.
É ali que todos podem descobrir o que os amigos, ou os amigos dos amigos, estão fazendo, vendo, fotografando, curtindo. Colocam, sem medo e sem censura, pensamentos, músicas, filmes, imagens. Um mosaico de sentimentos, de ideias, um belo exercício de escrita, que inspirou Livia Garcia-Roza a construir um diário íntimo.
Em Faces, ela reúne as pequenas miudezas do cotidiano. Histórias nascidas de sua experiência no universo da Web 2.0. Um aprendizado na linguagem e na literatura que convida à participação do leitor. Com pouco espaço para testes, alguns punhados de caracteres, ela tece situações novas ou se inspira na própria obra, revisitada, para criar um novo gênero.


Como a própria sinopse do livro já diz, em Faces a autora trouxe um novo gênero para o livro e uma forma um tanto incomum de se apresentar o livro. Acompanhando as redes sociais atuais, onde em poucos caracteres se expõe muita coisa, como frases, pensamentos, músicas, o que aconteceu com você ou o que está fazendo, surgiu para Livia Garcia-Roza a ideia de escrever esse livro.
Não é uma história. Não tem romance. Nem personagens principais. É sim uma junção de frases, pensamentos, alguns sarcásticos outros reflexivos, alguns curtos outros mais longos, separados por temas (crianças, psicanálise, família, literatura, cotidiano, pensatas) distribuídos em 70 páginas nesse livrinho incrivelmente rápido de ler. É como uma junção de quotes do seus livros preferidos distribuídos em um único livro, com a diferença de que as frases ali presentes foram mais baseadas no dia-a-dia das redes sociais, por isso são rápidas e diretas.
A diagramação do livro é o mais interessante, onde cada tema vem como um avatar, a mãozinha símbolo do curtir no facebook, e a cada página virada há os balõezinhos de comentários, também como representado no facebook, como se cada frase ali postada fosse um comentário feito em relação ao tema.

“Papai dizia que tínhamos tudo, menos solução”. (p. 23)

“Minha filha pequena perguntou ao rapaz com quem eu saía a dois meses se ele podia se casar comigo”(p.28)

“Dois desejos não caminham na mesma direção, a não ser que um anule o outro” (p.42)
“O amor é o melhor tempo perdido” (p.58)

“Escrever é ceder lugar ao outro”. (p.59)




4 comentários:

  1. Parece ser interessante.
    anotando a dica, pra quem sabe comprar. =D

    ResponderExcluir
  2. Gosto dos livros da Galera Record mas acho que esse eu não vou comprar ! Beijos ! otima resenha !

    ResponderExcluir
  3. Adorei sua resenha, mas realmente o livro não me interessou =/

    ResponderExcluir
  4. O livro parece ser bem legal...Adorei os quotes...

    xoxo

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo