Especial Dia das Crianças: Branca de Neve e Vermelha de Rosa

12 outubro, 2011

Sinopse: "'Branca de Neve e Vermelha de Rosa' é a adaptação de um dos contos dos Irmãos Grimm, e narra a história de uma viúva que morava com as duas filhas numa pequenina casa ao lado do bosque. Assim como as roseiras do jardim da casa, as gêmeas eram belas e perfumadas - As irmãs eram muito amigas e trocavam promessas de nunca se separarem; união celebrada pela mãe com seus conselhos de sempre repartirem as coisas entre elas. Certa noite de inverno, quando ouviam as histórias do Grande Livro contadas pela mãe, alguém bateu à porta - era um urso que pedia abrigo do frio, e que fora encantado por um anão maldoso que habitava a floresta e roubara todo o ouro do reino, e as irmãs ficam encarregadas de desencatar o pobre urso."
Fonte: Skoob.

Então, os planos eram, na verdade, pra ser uma resenha por dia, durante essa semana de dia das crianças, mas infelizmente, meu tempo tá corrido, e tenho um monte de entregas de trabalho, e então não pude fazer...
Mas, já que hoje é feriado, né, sobrou um tempinho e a thays me ameaçou de morte e deu pra fazer a resenha...

Vou falar aqui, de alguns contos que eu lia quando era pequena, no livro “Um Tesouro de Contos de Fadas”, um livro de contos BEM grandão, mas enfim, eu tenho ele há não sei quanto tempo, só sei que a edição dele é de 1994, e como sou de 1992, pode-se dizer que ele é de longa data...

O primeiro conto que eu vou falar é “Branca de Neve e Vermelha de Rosa”, isso mesmo, nada de sete anões e madrasta malvada. O conto é dos Irmãos Grimm (segundo o livro, ok?) e conta a história de duas garotas, uma chamada Branca de Neve, e a outra, Vermelha de Rosa.

Branca de Neve e Vermelha de Rosa eram irmãs, criadas por sua mãe, viúva, e viviam em uma cabana, em um lugar isolado. Na frente da cabana, havia um jardim, no qual cresciam duas roseiras, uma de rosas brancas, e a outra de rosas vermelhas (daí o nome das personagens). As meninas eram doces e obedientes, e sempre ajudavam a mãe com as tarefas de casa, mas também adoravam correr pelos campos, e brincas com os animais, que não se assustavam com sua presença. Até que, em uma noite fria de inverno, alguém bateu à porta da casa delas, e sua mãe logo pediu para que abrissem, pois poderia ser um viajante procurando por um abrigo, e quando elas o fizeram, viram um urso enorme. Ele pediu para que não se assustassem, pois não faria mal a ninguém, e perguntou se poderia passar a noite ali para se aquecer. As meninas e a mãe, muito bondosas, deixaram o urso entrar, para que passasse a noite, e na manhã seguinte voltaria para a floresta, e assim o fez todas as noites durante o inverno. Quando chegou a primavera, o urso se despediu, agradecendo por tudo, e foi embora.
Mais tarde, perto do início do verão, as meninas passeavam pela floresta quando viram um gnomo com sua barba presa no tronco de uma árvore, e, apesar do gnomo trata-las mal, elas o ajudaram a sair dali, mas o gnomo ingrato, além de não agradecer, ainda rogou pragas às meninas, e saiu levando um grande saco cheio de ouro com ele. E assim, reencontraram com este mesmo gnomo mais duas vezes, e em todas as vezes, elas o ajudavam, e ele não agradecia e as insultava, e saia levando mais tesouros – artefatos valiosos –; até que da última vez, quando estava insultando-as mais uma vez, um urso apareceu, espantou, chutando-o dalí e “instantaneamente” matando-o. Depois de pedir mais uma vez para as meninas não se assustarem, foi que perceberam que aquele era o urso que elas tinham ajudado durante o inverno, no entanto sua pele de urso estava caindo, e revelava um lindo e jovem príncipe, vestido de ouro. Ele explicou a elas que havia sido enfeitiçado por aquele gnomo, e que só estaria livre do feitiço depois de sua morte.
Alguns anos mais tarde, Branca de Neve casou-se com o príncipe, e Vermelha de Rosa casou-se com o irmão dele. Todos se mudaram para o palácio, inclusive a mãe delas, levando as duas roseiras e plantando-as no palácio, e assim, viveram felizes para sempre.

Bom, eu sei que aqui no blog a gente normalmente faz resenhas, mas a verdade é que esse livro é bemmm velhinho, e são poucas as pessoas que conhecem essa história, por isso, resolvi ir até o final, e contar tudo.
Agora, por que eu sempre gostei da história? Bom gente, é o seguinte: Duas irmãs, uma diferente da outra, mas mesmo assim, uma completando a outra, que no final se casam, cada uma, com um príncipe, e vivem felizes para sempre (isso, sem contar a parte do urso bonitinho)... Então, quem não ia querer um final assim para as próprias vidas? Acho que toda menina, quando criança, já sonhou em conhecer seu príncipe encantado, mas eu, como gêmea, queria que a minha irmã também conhecesse um príncipe encantado e esse conto era o mais “próximo da minha realidade” possível (vamos combinar, eu viajaaaava quando era criança, mas ok), por isso amava essa história :)

Então, nesse livro as histórias são mais "verdadeiras", digamos assim, sem aquela fantasia toda da disney (Tá, eu confesso que adoro essa fantasia, mas isso não vem ao caso), e conta histórias desde Chapéuzinho Vermelho, João e Maria (Hansel e Gretel) e A Bela e A Fera até As Roupas Novas do Imperador, O Gato de Botas, Rumpeltilskin, e muito muito muito mais. Acho esse, um dos livros mais preciosos - relíquia - que eu tenho aqui em casa, e vale a pena dar uma conferida, não só as crianças, mas os adultos, e pessoas de qualquer idade :)

Tinha pensado em fazer mais algum conto/história, mas o post já ficou enorme assim, então vou deixar pra outro dia.
Espero que tenham gostado

Beijos :*
Thayná.

9 comentários:

  1. adoooooooooro essas historias ainda mais quando são menos fantasiosas, se bem que eu adooro quando elas são levadas pro lado mais sombrio também, então acho que eu adoooro conto de fadas e ponto. hahahha

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post! *-*

    Também tenho esse livro, e lia sempre antes de dormir quando era criança. Era bem diferente dos filmes da Disney que via também nessa época.

    Fiquei até com saudades do livro agora, porque não me lembro mais de todas as histórias, mas vou esperar pelos próximos posts. *-*

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. own, adorei esse contooo! eu também tenho uma irmã que é assim, a gente é bem diferente, mas se completa... o conto é bem inusitado né? não sabia que os irmãos grimm o tinham criado, mas achei muito bonitinho *-*
    adorei, thayná!
    beijos,
    samuely

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Que livro incrível! Eu quero muito ler. E realmente não conhecia esta "nova" história da Branca...
    Eu tenho o livro de Contos de Fadas da Disney u.u', rs. Falando sério, tem um livro chamado As 7 Faces dos Contos de Fadas que os mostra, digamos, atualizados... Tem até uma Branca de Neve no "aquecimento global"!
    Adorei a escolha e já anotei. Muito obrigada!

    Abraços!

    Ana Carolina Nonato
    Blog Seis Milênios

    ResponderExcluir
  5. aah que fofa a historia <3 nunca tinha ouvido falar dela nem desse livro, desse ser muito interessante! cresci com os contos fantasioso da Disney, mas sao ta legais ne? HAHAH (:

    ResponderExcluir
  6. Eu cresci ouvindo as historias de contos de fadas ! Nunca me canço de ouvir ! Deve ser bem interessante o livro !

    ResponderExcluir
  7. Parece ser muuuito fofo, quero ler *-*

    ResponderExcluir
  8. Muito fofo...apesar de ser infantil adoraria ler
    xoxo

    ResponderExcluir
  9. lindo , as historias da minha epoca de criança .

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo