O céu está em todo lugar

20 setembro, 2011


Este é um livro de estreia vibrante, profundamente romântico e imperdível. Lennie Walker, de dezessete anos de idade, gasta seu tempo de forma segura e feliz às sombras de sua irmã mais velha, Bailey. Mas quando Bailey morre abruptamente, Lennie é catapultada para o centro do palco de sua própria vida - e, apesar de sua inexistente história com os meninos, inesperadamente se encontra lutando para equilibrar dois. Toby era o namorado de Bailey, cujos sentimentos de tristeza Lennie também sente. Joe é o garoto novo da cidade, com um sorriso quase mágico. Um garoto a tira da tristeza, o outro se consola com ela. Mas os dois não podem colidir sem que o mundo de Lennie exploda...

Lennie sempre dividiu todas as suas experiências com Bailey, sua irmã mais velha, tendo as duas sido abandonadas na casa da avó quando sua mãe partiu em uma viagem sem destino nem data para voltar, as duas sempre encontraram uma na hora o apoio para superar, aceitar e seguir com a vida, além do mais, eram pequenas demais quando a mãe partiu, e assim elas foram crescendo juntas, apoiando-se uma na hora.
Mas depois que Bailey morre de repente, Lennie se vê sozinha e em luto, ninguém parece entender a sua dor. Sua avó continua com a vida, assim como seu louco tio, ambos querendo que ela arrume as coisas de Bailey, empacote tudo e ponha no porão, outras coisas devem ser doadas... Mas como Lennie pode conseguir guardar as coisas de sua única irmã? Elas sempre foram tão unidas que, guardar cada coisa de Bailey só a faz sentir remorso por estar vivendo enquanto sua irmã, sempre alegre e cheia de planos, não. Não lhe parece justo, e nos momentos em que aceita seguir um pouco em frente, algo acontece e Lennie quer contar para Bailey, afinal elas sempre compartilharam tudo, mas ao se dar conta de que não há ninguém para conversar, Lennie volta a se trancar em seu mundo.
Quando dois rapazes surgem em sua vida, cada um parece um balsamo a sua própria maneira: Toby, o namorado de Bailey, parece ser o único que entende como Lennie se sente, ele também está sofrendo e é no meio da dor do luto que eles acabam se envolvendo, misturando tudo, um buscando apoio nos braços do outro. Já o outro garoto é Joe, ele é novo na cidade, tem um dom maravilhoso para tocar e compor, e sua ignorância quanto a vida que Lennie levava antes – com Bailey – acaba por relaxá-la, como se Joe fosse o único a não olhá-la com pesar, além do mais ele parece tão fascinado por ouvi-la tocar seu clarinete que, aos poucos, acaba sendo fundamental para que Lennie volte a sua vida.
Dias antes ela não tinha ninguém, agora está em um empasse? Qual é o certo para ela? E como se não bastasse, as coisas da irmã continuam ali, tendo de ser guardadas, e quando Lennie finalmente se dispõe a fazer isso, acaba descobrindo que sua irmã nem sempre compartilhou tudo com ela, a levando a questionar as coisas, coisas que ela nem pensava mais, em busca de respostas.
E a cada dia que vai passando, Lennie vai espalhando bilhetes por vários lugares na cidade, algumas frases, outros são transcrições de suas conversas com Bailey impressas em papéis, árvores, folhas aleatórias e até em copos descartáveis, sendo deixadas em qualquer lugar... Sem que ela saiba que alguém está recolhendo alguns desses bilhetes.

Definitivamente o tipo de história que deve ter feito muita gente se emocionar! Tendo o luto e de como reagir a ele sendo tratados de forma intensa na história, o céu está em todo lugar foi uma dessas histórias que deixam você presa a ela, querendo decifrar de uma vez quem Lennie deve escolher e quais os segredos que Bailey escondia, e porque. O tipo de história que faz você se divertir com a família nada comum de Lennie, com os irmãos-gatos Fontaine e sentir pena de Toby.
Com uma ótima diagramação e os bilhetes de Lennie retratados nas fotos que acompanham os capítulos, a diagramação do livro ficou impecável!

15 comentários:

  1. owwww, que lindooo! já to apaixonada por toby kkkkkkkkkk
    a resenha ficou maravilhosaaa!
    desejando ler esse livro, demais!
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Eu achei o livro uma gracinha. Livro perfeito pro momento que eu estava passando :)

    ResponderExcluir
  3. parece ser um livro muito bom! ótima resenha :]

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Parabéns pelo blog! Estou seguindo.
    O meu blog também fala sobre livros, segue lá também..

    http://estanteseletiva.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Tô louca por esse livro! A capa dele é linda *_*

    ResponderExcluir
  6. To louca pra ler esse livro, a historia parece ser liiiiiiiiiiiiiiiiinda

    ResponderExcluir
  7. A diagramação do livro realmente é um show a parte...
    Uma das melhores leituras que fiz esse ano *_*

    Bjs
    Mari
    Psychobooks

    ResponderExcluir
  8. Preciso ler esse livro. *-*

    http://suethestrange.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Ok, fiquei mais curiosa ainda! Amei a resenha... E a capa desse livro é tããão linda, a Novo Conceito se supera cada vez mais.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  10. Anônimo2:10:00 AM

    Nome: Russara

    OBS.: TENHO PROBLEMAS COM AS MINHAS CONTAS, POR ISSO LHE ESCREVO "ANÔNIMAMENTE". ME DESCULPE.

    Comentário: a capa dele é liiinda, mas a resenha é melhor ainda !, tipo, os dois se combinam ! Livro perfeito. Eu estou doida pra lê-lo. Na verdade quero ler todos que vocês Resenham aqui no blog, rsrs, minha curiosidade é grande. Não me sustento em ler só as resenhas :$:$

    ResponderExcluir
  11. Ainda não li o livro , mas um colega meu me disse que é muito bom ! To participando de um top comentarista de um blog pra ver se eu ganho ele ! Se eu ganhar posso dizer realmente que é bom !

    ResponderExcluir
  12. Quero ler, o povo fala beeeem desse livro

    ResponderExcluir
  13. A editora está de parabéns, a capa e o livro em si é muito lindo. Me apaixonei pela história, não vejo a hora de ler.
    Adorei a resenha, otimo trabalho hehee

    ResponderExcluir
  14. É bem legalZINHO esse livro... esperava bem mais por conta de todas as resenhas positivas, e os comentários!

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo