Mulheres Solteiras Não São de Marte

12 agosto, 2011

Sinopse: Diana, Lili e Betina são amigas inseparáveis. E assim como todas as mulheres elas gostam de conversar, passear, fazer compras e namorar. Mas é claro que o universo feminino não é feito só de coisas boas. Como em um papo descontraído no bar Diana vai contando seus problemas cotidianos e seus apuros nos relacionamentos com homens de todos os tipos: canalhas, grudentos, super-heróis, traidores, fofinhos, príncipes, sapos e outros tantos babacas. Com certeza você irá se reconhecer em alguma (ou muitas) das histórias compartilhadas por essas amigas. Uma lição de vida e bom-humor que irá ajudá-la a superar, escapar e reconhecer o que cada homem tem para oferecer. Sem rodeios ou invenções. Baseado no blog Papo de Calcinha, este livro reúne uma coletânea das melhores histórias postadas no site, e algumas outras inéditas para você!

O livro conta a história de Diana, uma publicitária de 29 anos, que resolveu desistir/dar um tempo dos homens, pois não aguentava mais aturar tantos canalhas em sua vida. A cada capítulo que passa, é uma história nova e diferente, e como assunto principal, os homens, é claro. As histórias vão revezando, sendo que a maioria acontece com Diana, mas também acontece com Betina e Lili, suas duas melhores amigas e fiéis escudeiras seja qual for o assunto.
Sendo assim, essas são as crônicas de Diana, Betina e Lili, em sua jornada em busca do tão famoso “príncipe encantado”, que parece aparecer pra todo mundo, menos pra elas!

Olha gente, achei o livro legal, engraçado e interessante. Antes e no início, achava ele com cara de auto-ajuda, sendo que ele te colocava mais pra baixo do que pra cima em algumas situações, mas mostra como as coisas são hoje em dia. Eu sinceramente acho que a personagem foi muito azarada durante a vida dela, o que acabou transformando-a em desiludida, como se ela sempre esperasse o pior acontecer. Sempre. Então, como mulher, acho que as dificuldades pelas quais ela passou foi meio culpa dos homens, mas também culpa dela mesma, não querendo dar uma de machista ou feminista, mas a culpa nem sempre é de um dos lados só, né?! Senti falta também de o livro ter uma pitada de história/romance. À medida que os fatos aconteciam não era como se ele estivesse te encaminhando para o que no final seria um “Felizes para sempre”, mas como se a narradora, e personagem principal estivesse relembrando os casos desastrosos de sua vida.

Enfim, é livro legal, e dei muitas gargalhadas, mas, eu não sei o que, ou o porque, me pareceu que era difícil chegar até tal ponto do livro (tinha partes mesmo que eu preferia estar lendo o meu livro de topografia do que ele, mas isso foi mais naquela semana de baixo astral, foco na faculdade, e tudo mais). Mas então meninas – sim, eu até indicaria para os meninos, mas acho que não é bem o tipo de leitura deles, mesmo se eles querem entender as mulheres (o que não é fácil), o livro revela muito a nosso respeito, mas ao mesmo tempo dá voltas e voltas, coisas que só sendo mulher pra entender mesmo – livro realista na medida do possível, divertido, descontraído e chick-lit misturado com auto-ajuda, ótimo pra quem se sente frustrada com os homens. Quem gosta desse estilo, vale a pena conferir! :)

Beijoos :*
Thayná

OBS: Ainda tá em dúvida sobre o livro? Acessa o blog “Papo de Calcinha” então, ele com certeza vai dar um gostinho do que é o livro. Experimenta ler uma, duas, ou quantas crônicas quiser! :)


9 comentários:

  1. Acho a capa bonitinha e tal, mas tipo, sei que a idéia do livro surgiu de um blog, o que acho super interessante, mas sinceramente, não tenho mto desejo de ler, sabe? =)
    Enfim, se algum dia eu encontrar ele com um super desconto nos submarinos da vida é claro que eu vou comprar, mas enquanto isso não acontece... :)
    Beijinho :**

    ResponderExcluir
  2. Oi, meninas! Vim comentar, sempre leio as resenhas de vocês, mas quase não comento (que feiooo), é que normalmente faço isso no trabalho, fico passeando pelos blogs rapidinho e escondido uahuaha
    então, não tenho muita vontade de ler esse livro, adorei a capa, mas não gosto muito de livros que focam em momentos desastrosos, com tudo dando errado e nada de feliz acontece, sei lá!!! Eu concordo que a culpa nem sempre é só de um dos lados... acho que só dela viver esperando o pior acontecer já é viver de uma forma pessimista... por pior que sejam as situações acho que sempre podemos aprender alguma coisa, serve como experiência para evitar desastres futuros tbm... estou filosofando já uhauah
    beijos, o blog de vocês é ótimo!!!!!!! Estou seguindo com o twitter pq antes seguia com a conta do google e eu não tenho mais aquela conta :(

    ResponderExcluir
  3. A capa é muito legal. Recebi esse livor no m~es passado e ainda não deu tempo de ler. Eu não sabia que era baseado nos textos de um blog e adorei o blog. Espero poder ler logo.

    Beijocas,
    Thais P.
    http://thaypriscilla.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Parece ser um livro legal, mas eu não curto muito cronicas, acho pesado demais, sei lá, não é meu tipo favorito de escrita.

    ResponderExcluir
  5. Achei muito interessante! Vai pra listinha!
    Adorei a resenha!!
    Beijos ;**

    Abbs;
    http://entrelinhas.org

    ResponderExcluir
  6. Esse livro não me chamou nem um pouco atenção, achei muito auto-ajuda e esse não é o meu estilo AHUSAHUSAHUSA obrigada pela resenha, beeijos!

    ResponderExcluir
  7. A cap é bonitinha mas não vou ler ! não curto muito esse tipo de livro ! Mas tem gente que gosta né fazer o que ! Beijos ! otima resenha !

    ResponderExcluir
  8. Não acho que seria algo que eu leria, sabe? Mas sua resenha está ótima (=

    ResponderExcluir
  9. humm o livro não me atraiu muito não :/ a capa até é linda e tudo mais, e até pode ser divertido, mas… não faz muito meu tipo.
    Pois deve ser aqueles livros soft que é só pra dar uma organizada nas ideias.
    O bom é que é um livro nacional, e devemos nos orgulhar de cada vez mais haver escritores brasileiros, pena que muitas vezes não são valorizados.

    bjs

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo