Amante Consagrado #6

21 julho, 2011

Sinopse: Nas sombras da noite de Caldwell, Nova York, desenvolve-se uma furiosa guerra entre os vampiros e os seus assassinos. Há uma Irmandade secreta, sem igual, formada por seis guerreiros vampiros, defensores de sua raça. E agora, um Irmão obediente deve escolher entre duas vidas... Ferozmente leal à Irmandade da Adaga Negra, Phury se sacrificou pelo bem da raça, convertendo-se no macho responsável por manter a linhagem da Irmandade. Como o Primaz das Escolhidas, ele será o pai dos filhos e das filhas que assegurarão que sobrevivam as tradições da raça, e, que haja guerreiros para lutar contra os redutores. Como sua companheira, a Escolhida Cormia quer ganhar não só o corpo, mas também o coração de Phury para si... Ela vê o guerreiro emocionalmente deteriorado atrás de toda sua nobre responsabilidade. Mas enquanto a guerra com a Sociedade Redutora se torna mais severa, uma grande tragédia abate a mansão da Irmandade e Phury deve decidir entre o dever e o amor.

A história tem início 5 meses depois do término do último livro – Amante Liberto – onde Phury ainda não cumpriu seu dever como Primaz, e enquanto isso, Córmia continua na casa dos irmãos, dormindo em um quarto separado do de Phury, e descobrindo a cada dia, coisas e cores novas. Mas antes esse fosse o problema. O avanço da gravidez de Bella começa a trazer cada vez mais complicações, e colocando em risco assim, tanto a vida dela como do bebê, o que além de deixar todos preocupados, deixa ainda mais Phury, pois ele ainda acredita estar apaixonado por Bella, e tem medo do irmão gêmeo sucumbir e voltar a ser o que ele era antes se algo acontecer à sua shellan, fazendo com que esse nervosismo se converta em um vício cada vez maior de Fumaça Vermelha, além de sua “fase” como torturador.

Gente, sério, não consigo pensar em escrever mais alguma coisa do livro, sem dar mais spoilers do que eu já dei (mas nada que quem tenha lido a sinopse, não saiba). Enfim, vou falar mais do que eu achei do livro, e afins.

Eu sempre pensei no Phury mais como um dos Irmãos, que, como eu posso dizer isso... Ah, que fosse mais ou menos aquele irmão que ajuda os outros, mas não se impõe, sabem? E ele meio que se conforma com isso, e deixa a vida tocar, desde que os outros estejam felizes, sem olhar pra vida dele mesmo.
Mas então nesse livro podemos ver como ele é, como foi a infância dele, o que de fato, foi traumatizante, e por tudo o que passou. Ele, assim como os seus pais, acreditava muito no “equilíbrio” das coisas, como se algo bom acontecer, logo em seguida, algo ruim também vai acontecer, pra poder equilibrar as coisas, e pra ele, sempre foi assim, desde o dia de seu nascimento. Uma fêmea ficar grávida de gêmeos, e conceber essas duas crianças sem ocorrer nada a ela, nem às crianças era um sinal de que algo muito ruim estaria para acontecer, por isso, quando Zsadist foi sequestrado pela babá, seus pais nem ficaram muito surpresos... Mas enfim, o que nós tínhamos lido e visto até agora era do ponto de vista do Z, de como ele sofreu todos aqueles anos. Mas o fato é que, ninguém nunca notou como foi a vida de Phury, como ele conseguiu conviver sem metade do que ele era por todo aquele tempo (sabe, coisa de gêmeos, de que um completa o outro, e um não vive sem o outro...). Acho então que foi isso o mais interessante de toda a história, pois pudemos ver e viver tudo o que ele viveu durante aqueles anos todos, a dor que sentia, a ausência de seus pais, que ficaram devastados quando seu irmão foi embora, sempre se sentindo inferior, impotente, como se ele não tivesse importância aos olhos de todos, e ao final, acabamos compreendendo-o melhor.

Enfim, não vou dizer que é o melhor livro da Irmandade, até porque eu já passei dessas classificações, pois não tem como você escolher se um livro é melhor do que o outro, sendo que cada livro é um caso diferente, o que de certo modo, não há muito com o quê comparar. Mas mesmo assim, é um livro muito bom, e, pra quem é fã de IAN, não adianta, né? É must read!

O próximo livro é do Rehvenge, depois do John, e depois da Payne! Sério, mal posso esperar pra ler o da Payne, e acho que todos que já leram ao menos até o do V, têm uma ideia de porque eu estou curiosa pra ler o dela ;)

Espero que tenham gostado da resenha! ^-^
Beijoos :*
Thayná.

9 comentários:

  1. Eu fã ...amo a série e leio todas as resenhas procurando ver como cada uma entende os Irmãos e sempre fica sabendo de algo que não me tira nada a vontade de ler os livros ( estou lendo o segundo), por isso sua resenha sem tocar nos detalhes ficou muito boa e é bom saber q Phury não é só fumaça..

    ResponderExcluir
  2. Ah *-* eu só li Amante sombrio até agora mas estou louca pelos outros. Amei o estilo de escrita da autora e necessito de mais livros da série. Aliás, nem me importo com spoilers mas realmente tenho que conseguir logo os outros livros para ler.

    Beijocas,

    Thais P.
    http://thaypriscilla.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. ótima resenha e o livro é show também! Parabéns!!

    ResponderExcluir
  4. Nunca li nada da série, mas estou morrendo de vontade! E amei a resenha!

    Mil beijos
    @mariaclarabruno
    www.coffeesandbooks.com

    ResponderExcluir
  5. O assunto do livro não me chamou muito a atenção. Mas adorei a tua resenha, bem pessoal mesmo ^^
    Estou seguindo aqui. Beijos queridaS hehe
    Bruna
    http://desbravandohistorias.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ai, gente, viajo muito nessa série. Tenho uma amiga FANÁTICA e sempre fico brincando com ela que deve ser 2 páginas de história e 50 de sexo. Ela ri, mas diz que estou errada. E parece que estou mesmo XD

    Quem sabe um dia tomo coragem pra ler? É que a ideia da série ainda não me atraiu :~

    Beijocas!
    Juh Oliveto
    Livros & Bolinhos ~

    ResponderExcluir
  7. Gente que livro lindo ! Ainda não comecei a ler a serie ! Mas quando der eu concerteza vou devorar essa serie ! Adoro um romance hot ! Otima resenha ! Beijos !

    ResponderExcluir
  8. Todo mundo fala super bem dessa serie adoraria poder ler para ver se é realmente tão bom quanto dizem...

    xoxo

    ResponderExcluir
  9. essas capas deixam a gent sem t o que fala, muito bom

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo