Release: Nunca é Tarde Demais

12 novembro, 2010





Nunca é tarde demais: a história real de uma mulher que descobriu que o melhor da vida ainda está por vir
(The Late Blomer’s Revolution)
Amy Cohen
Tradução de Débora Guimarães Isidoro
320 páginas
Formato:14x21 cm
Preço: R$ 24,90
ISBN: 978-85-7684-001-5
Grupo Editorial Record / Editora BestSeller

“Um livro encantador, uma fascinante jornada pelos encontros e perdas que permanecem cheios de esperança. Nunca é tarde é uma memória divertida e acolhedora que nos lembra que nunca é tarde demais para começar.” People Magazine

“Lembranças engraçadas e sinceras sobre o fim da juventude e sobre ser solteira.” Body and Soul magazine

Amy Cohen sempre achou que aos trinta anos estaria no melhor momento de sua carreira, teria um marido dedicado e dois lindos filhos. Mas a realidade foi bem diferente do que ela poderia imaginar. Aos trinta e cinco anos, Amy perde a mãe, vítima de câncer, reaproximando-se de seu pai, é demitida do trabalho em que é roteirista de séries de TV, além de ser abandonada pelo namorado com quem iria casar.
“Nunca é tarde demais” era o que Amy Cohen pensava para passar pela profunda crise dos trinta com determinação e esperança. A dor da perda de sua querida mãe, ter que recomeçar a procura por um novo amor e a necessidade de repensar a escolha profissional, levam a protagonista a uma mudança radical. Ela parte por caminhos desconhecidos, aprende coisas novas, freqüenta lugares diferentes e expande seus horizontes na busca do que imaginava ser sua vida perdida. No cinema, o personagem autobiográfico da escritora e roteirista Amy Cohen será interpretado pela protagonista da série Sex and the city Sarah Jessica Parker que, fascinada pelo livro, comprou os direitos para adapta-lo às telonas.
A escrita envolvente, característica de uma boa roteirista, e o humor com que a autora narra momentos de dor e perda faz de Nunca é tarde demais uma história emocionante sobre as escolhas profissionais, o amadurecimento e a redescoberta do amor. O relato em primeira pessoa e o tom autobiográfico faz com que a história de Amy se aproxime de quem também acredita que uma crise pode gerar grandes transformações e que nunca é tarde demais para mudar e ser feliz.

Amy Cohen foi roteirista e produtora das séries Caroline in the City e Spin City, além de ter sido colunista do New York Observer e correspondente do canal de televisão New York Central. Foi criada na cidade de Nova York, onde vive atualmente.

6 comentários:

  1. Além da capa maravilhosa, a história também parece muito boa ^^

    ResponderExcluir
  2. Sabe o que é entrar no e-mail e ler o nome de um post igual ao que vc pôs no seu blog uns dias antes, sendo que os assuntos nao tem nada a ver??
    Pois é!
    O meu post falava do livro da Jane Auste, Persuasão (http://alineleal13.wordpress.com)

    ResponderExcluir

  3. eu também achei. to louca pra ver pessoalmente
    :)

    Nanie
    eu espero que seja mesmo! 'hihi

    Aline
    nossa UAHUSUHAUAUHSUHASH '-'


    Beijoooos meninas :*

    ResponderExcluir
  4. A capa é tão fofa e da vontade de rir so ver ela ! A historia parece ser divertida !

    ResponderExcluir
  5. Já foi pra minha wishlist, parece ser muito bom!

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo