Imortal #2

19 julho, 2010

Essa é a segunda parte da resenha do livro Imortal - Histórias de Amor Eterno, que é um livro de contos lançado pela Editora Planeta... Para conferir a primeira parte da resenha clique aqui

Quando alguém é imortal, o amor verdadeiro é para sempre.


Acredito que várias pessoas já tenham ouvido falar desse livro, que foi escrito por oito autoras e organizado por P. C. Cast (a autora da saga House of Night). Então, eu peguei o livro meio com pé atrás, porque desde o Formaturas Infernais (que por sinal eu ainda não li todos os contos), que foi tão bem falado, mas mesmo assim me decepcionou, eu meio que passei a ficar com pé atrás com todos os livros de contos (meio radical? É, um pouco). Então eu comprei mesmo assim, sem ter lido resenhas ainda nem ninguém dizendo se foi bom ou não, fui lá e comprei o meu e digo sinceramente: Eu estava certa em ter um pé atrás.
Claro que eu não vou generalizar, porque tem contos realmente bons, mas não são todos (como já era o esperado), e muitas das histórias não me surpreenderam. Eu acho que fica mais claro então falar um pouquinho de cada conto, para depois vocês pesarem se vale a pena ou não, se tem mais contos bons que ruins, ou ao contrário.


O quinto é Lua Azul da Richelle Mead.
A autora de Vampire Academy, Richelle Mead, mostra o conto de um jovem vampiro fugindo de seus semelhantes, e um rapaz que oferece carona e... um motivo para continuar fugindo.
Esse foi um dos melhores, não só por eu já ser fã da Richelle pela série Vampire Academy (que eu sou apaixonada!), mas sim porque a história prende você de um modo que dá vontade de ler tudo logo.
Nesse conto, Lucy é uma vampira com motivos para fugir de sua própria família, de todos seus semelhantes vampiros; enquanto Nathan é um humano com motivos consistentes para odiar os vampiros. Mas, quando eles se encontram, a sensação de que há “algo mais” entre eles faz com que Nathan aceite ajudá-la a fugir do estado, e o melhor para ela: sem fazer perguntas, apenas aceitando o dinheiro que ela pode lhe dar.
Gostei mesmo desse conto! Ainda mais depois de uma sucessão de contos estranhos e sem sentido, esse da Richelle Mead mostra vampiros vivendo em sociedade, e que todo mundo tem o direito de escolher.

O sexto é Transformação da Nancy Holder.
A escritora da série Wicked, Nancy Holder, entra em uma Nova York pós-apocalíptica na qual dois grandes amigos são forçados a tomar uma decisão que pode levá-los a morte.
Nesse conto a autora trás de volta todos os mitos para “afastar” vampiros, como crucifixos e água benta, e alho, e óstia, e qualquer outra coisa que seja sagrada, além claro da exposição a luz do sol e as estacas de madeira. Em uma Nova York destruída, Jill só precisa ter certeza de que Eli, seu melhor amigo – e amor – está bem, por isso parte em busca dele. No entanto, por mais que Eli estivesse preocupado por ela, é mais com Sean – seu namorado gay – que ele se preocupa.
E como toda garota apaixonada faz o que for preciso para ficar ao lado de quem ela ama, Jill parte com Eli em busca de Sean, enfrentando o caos em Nova York depois de ter perdido sua família.
Um ponto nesse conto: a história até que não é ruim, no entanto o caos (esse apocalipse) causado pelos vampiros não ficou bem claro, e acho que isso faz com que o leitor fique perdido na história. Então, não vou dizer que é ruim, mas bom, bom, também não é. ‘hihi.

O sétimo é Farra da Rachel Vincent.
Rachel Vincent explora um novo aspecto do universo de seu Soul Screamers com a história de uma fada capaz de inspirar o músico a quem ama a alcançar novos pontos de criatividade – ou sugar dele seu talento.
Eu não saberia classificar esse conto entre bom ou ruim, porque ele foi agradável, mas ao mesmo tempo meio surreal. A história é entre Mallory – uma “fada” – e Andi, na qual as duas se ajudam e uma impede a outra de perder o controle.
Andi é uma sirena, que pode sugar a energia das pessoas, enquanto Mallory dá “inspiração” para que os humanos continuem cantando, tocando – sim, isso é bem estranho. Por ser imune ao poder Andi, Mallory é quem está sempre impedindo que quando Andi vá se alimentar acabe em desgraça, e Andi deveria fazer o mesmo por ela, mas quando Mallory se encanta por um rapaz, talvez não seja possível manter o controle.

E o oitavo, e último, é Livre da Claudia Gray.
Claudia Gray nos leva ao mundo de sua série Noite Eterna (Evernight), em que uma futura cortesã do século XVII é assediada por um homem perigosamente atencioso – em diversos aspectos.
Esse foi o primeiro conto que li da Claudia Gray, e digo que quero ler Noite Eterna, mas não faço a menor ideia de onde esse conto tem algo a ver com a história.
Essa é a história de Patricia, uma negra que foi criada sabendo que seria objeto de homens brancos – um deles iria cortejá-la e mantê-la, até que alguma mulher branca e mais interessante surgisse para substituí-la. E ao contrário de sua mãe, Patricia não parecia se conformar com isso, por isso, na noite de seu primeiro baile, ela tratou de ser hostil com os homens, mas isso só pareceu despertar ainda mais o interesse de Julien Larroux... Seria ele então que acabaria com suas ilusões de algum dia ficar com o escravo Amos?
Então ela tinha de dar um jeito para que isso não acontecesse.


Então agora vendo as resenhas e considerando os contos, a qualidade e as autoras digam se vocês acham que vale a pena ter esse livro.
Mas um conselho: para ler o conto tipo o da Richelle Mead e o da Claudia Gray (entre outros) que são baseados em histórias já publicadas (que por sinal eu não li!) eu digo que deve ser melhor se você conhece a história!

Beijooos :*
Thays

7 comentários:

  1. Até que enfim vc disse que tem algum que valha a pena... porque dá outra vez você só foi falando que era tudo ruim ^^ heheheh
    Eu não vou ler esse livro - ao menos não por enquanto. Principalmente porque tem a ver com um milhão e meio de histórias que eu ainda não li.
    Gente, tem tanta coisa boa saindo que eu já estou ficando desesperada. Não tenho dinheiro para isso tudo não... :( Mas estou doida para ler Vampire Academy >.<'

    ResponderExcluir
  2. Haha, eu gostei de formaturas infernais, só não achei nem um pouco infernais hirhorihrohr. ^^
    Já esse livro eu já tinha ouvido falar, mas nunca despertou minha curiosidade ;*

    ResponderExcluir
  3. Ótima resenha! Os que mais gostei também foram Lua Azul e Livre. Adoro livros de contos, mas gostaria que algumas histórias fossem melhor desenvolvidas. A da P.C. cast mesmo é bem sem noção. E outro que amei foi o da Rachel Caine: Perseguição de um homem morto, a história do Shane de Morganville Vampires me conquistou.

    bjs.

    ResponderExcluir

  4. eu não curti muito formaturas infernais, mas, como eu não li todo o livro, não posso dizer muito.
    Beijos.

    Nanie
    ASUHAUHSHUASHUASHU no primeiro post eu disse que tinha alguns que valia a pena :) agora ai estão eles.
    Isso é um problema, quase todos os contos tem a ver com uma outra história "/
    Vampire Academy é minha paixão *-* leia leia leia. e o Dimitri é meu :D
    E verdade, nossa, tem tanto livro bom saindo que eu não tenho nem tempo nem dinheiro pra todos :x
    Beijos.

    Diana
    Nossa você gosta? É uma das poucas que eu vejo falar isso. O Livre é bem diferente do que eu havia imaginado, mas é bom!
    A P.C Cast é total sem noção 'hihi então o conto não seria muito diferente.
    Eu gostei do conto da Rachael, e me deu vontade de ler logo Morganville, lançamento tá chegando :D
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li esse livro e nem o tenho aqui.
    Mas tenho vontade de ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Ainda nao li o primeiro desse livro , mas nunca vi ele na livraria ! Mas quando poder eu vou ler ! A historia parecer emocionante ! Otima resenha !

    ResponderExcluir
  7. Que capa fofa *-*
    Preciso ler o primeiro dessa serie, me interessou AHUHAUHAU

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo