Conversando com... Abra Ebner!

09 julho, 2010

Oi gente! Então, hoje estou SUPER animada! Motivo?
Bem, há dois dias atrás eu tinha entrado em contato com a Abra Ebner, pedindo uma entrevista. Eu achei que ia demorar tipo, umas 2 ou 3 semanas até receber a resposta, né, mas não! :)
No mesmo dia que eu enviei o e-mail, já recebi a resposta dela, dizendo que adoraria, e mais: Ela me enviou junto o e-book de "Knight Angels: Book of Love", que é o livro dela que eu mais tenho vontade de ler! \o/
Enviei as perguntas no dia seguinte, e recebi no mesmo dia as respostas! O.o Fiquei muito surpresa! Então, passei ontem de noite, uma boa parte do tempo traduzindo a entrevista, pra postar ainda hoje aqui no blog! YAY! Então, prontos pra conhecer a Abra Ebner? :)
Here we go!

Pra quem não conhece, essa é a Abra Ebner! :) Ela tem um blog super legal, onde ela posta de tudo! Desde o que ela está lendo até o que está acontecendo no trabalho dela (tipo as editoras, e contratos firmados, sabe?).
Se eu não me engano, ela vive em Washington, com o marido dela, e dois gatos! :) (N/T: Porque toda autora gosta de gatos? Acho que vou comprar um pra mim! :S)
Já lançou cinco livros, que são: Feather, Guardian, Raven (Todos os três são parte da série "The Feather Book Series"), Parallel: The Life of Patient, e Knight Angels: Book of Love (Primeiro livro da série "Knight Angels).


Thayná: Primeiro de tudo, nice to meet you! Eu estou muito feliz por você ter aceitado a entrevista! :) E desculpe qualquer errinho de inglês...

Abra: Não se preocupe com o inglês, na verdade, eu estou impressionada! Seu inglês é ótimo! Eu sei apenas um pouquinho de espanhol, mas nada muito expressivo, haha.

Thayná: Obrigada! Ok, agora, vamos às perguntas!

01 - De onde veio a ideia de começar a escrever um livro?
Eu comecei a escrever porque havia algo faltando na minha vida. Eu sempre tive muitas idéias, e eu costumava a ficar sonhando/imaginando sobre essas histórias e cenários todo dia, antes de dormir. Eu sou uma pessoa independente, e sempre achei isso porque eu era a dona da minha própria mente. Knight Angels e meus outros livros são todos frutos de sonhos diários do que eu quero para a minha própria vida. (N/T: Haha! Quem nunca foi dormir, e fechou os olhos, imaginando todo o contexto da sua história se passando ali? Eu já! \o/)

02 - Foi difícil pra você, começar a escrever?
Na verdade, foi bem fácil. Eu estava no trabalho um dia, e apenas comecei, sem um plano, e no final de onze dias disso, eu já tinha decidido que eu queria me despedir e dar tudo de mim na minha escrita. Hoje eu estou contente/satisfeita por ter feito isso. E estou contente também por ter tido (?) a coragem de fazer isso sozinha.

03 - Quando você começou a escrever, você tinha uma quantidade mínima de paginas para escrever, ou não, vinha naturalmente, e você apenas seguia os seus instintos e escrevia tanto quanto pudesse?
Sem quantidade mínima de páginas. Eu só sabia que queria ele um único capítulo. Hoje em dia eu vejo livros de várias formas e tamanhos, mas o que realmente importa é a história. Eu nunca quis ser alguém que apenas adiciona páginas, porque deve estar acontecendo algo interessante neles para que essa “adição” ocorra. (N/T: Ela colocou chapter book, e com a ajuda da Livs, que me explicou certinho o que era, eu consegui entender. É um estilo Bree Tanner, sabem? Sem divisão de capítulos, mas como eu já estou lendo, não tem divisão de capítulos, mas sempre que muda a narração de um personagem para o outro, ela separa, então no final, acaba saindo como se fosse dividido em capítulos :D).

04 - Levou muito tempo até que uma editora aceitasse e publicasse os seus livros?
Isso leva tempo, MUITO tempo. Eu tenho sido descoberta por editoras internacionais apenas há uns três anos. Eu acho que se você quer/vai ser uma escritora, você tem que ter a habilidade de ser paciente. Pra mim, paciência foi algo que eu tive que aprender a ter. (N/T: Aí gente! Quem é aspirante a autor, já anota a dica! :D).

05 - Como você se sentiu quando você soube que seus livros seriam publicados nos Estados Unidos?
Pra ser sincera, quando eu comecei a escrever, meu marido decidiu abrir uma editora. O que foi conveniente. O que é mais emocionante é ver nossa pequena companhia lançando livros que fazem concorrência às grandes editoras. Editoração na América está mudando rápido, com o Amazon Kindle, iPad, e outros serviços. Grandes distribuidores estão encorajando escritores a seguir por conta própria, e assim levantamos bastante lucro, fazendo do antigo processo de aplicação e rejeição extinto, como os dinossauros. (N/T: Fui só eu que fiquei confusa com essa resposta? :S)
O Brasil foi o primeiro país a se aproximar de mim com editora. Desde então, eu tenho também contratos com a Turquia, Espanha e Indonésia. É uma corrida.


06 - Você procura para criar seus personagens e os nomes deles, ou eles vêem direto da sua imaginação?
Meus personagens são sempre derivados de pessoas que eu conheço. Não há melhor jeito de criar diversidade do que utilizar seus amigos e sua família... Apenas não diga a eles qual personagem eles são, eles podem ficar ofendidos, ha ha. (N/T: Eu ri demais com essa resposta, fato! :D)

07 - Você prefere escrever sobre coisas sobrenaturais, ou sobre coisas cotidianas?
Sobrenatural permite fazer generosas mudanças e usar a imaginação. Quando eu assisto Harry Potter, ou Crepúsculo, eu estou sempre animada para ver um novo e mágico conceito. Histórias cotidianas podem sempre ter seus pontos autos, mas nunca vão se igualar às sobrenaturais. (N/T: Concordo plenamente! \o/)

08 - Segundo o que eu li, você é formada em Design (Bacharelado de Artes com “diploma” em Design), certo? Como isso ajuda no seu trabalho? Você participa do processo de arte e design das suas capas?
Meu diploma é o meu principal contribuinte. Antes de ser escritora, eu fui designer por cinco anos. Eu era muito boa no que eu fazia, mas não era isso o que eu amava fazer, até que eu tive tempo para fazer o design da capa do meu primeiro livro. Juntando os dois, escrever e “desenhar” (esboçar, projetar), é o emprego dos sonhos. Desde o começo, eu estive no comando das minhas próprias capas, websites, e até layouts. Eu gosto do controle, e será difícil desistir disso no futuro, quando isso se transformar no trabalho de outra editora, mas ao mesmo tempo, eu estarei animada para passar essa tarefa e ver o que alguma outra pessoa pode fazer/criar. (N/T: Ih Marina! (Capista) Olha o trabalhão que vem pela frente, em! :S)

09 - Com tantos pontos de vista diferentes nos seus livros, como você consegue separar e lembrar o que está acontecendo com cada personagem? Quero dizer, é incrível! Mas como você consegue conciliar?
Eu sempre tenho ao meu lado um bloco de anotações, onde escrevo essa coisas. Alguns dias, como hoje, eu fico pensando comigo mesma enquanto estou escrevendo “Eu já disse isso”. Mas acontece que um personagem disse isso para o outro, mas talvez, não esse personagem. Explicar isso é mais confuso ainda. Basicamente, eu como um monte de tipos de comida para poder me concentrar, ha ha. (N/T: É isso aí! HUAHSUAHUSAS :D)

10 - Agora, uma pergunta épica: Você acredita que amor verdadeiro pode transformar as pessoas para melhor?
Definitivamente. Com certeza. Eu tenho que acreditar no que eu escrevo, e quando eu vejo um casal que encontrou o amor verdadeiro, eu posso ver que isso os transforma em pessoas mais bonitas. Geralmente, amor é o número um entre as prioridades de algumas pessoas. Encontrá-lo oferece a elas uma chance de se abrir para o mundo.

11 - Bom, já que o meu blog é chamado “Bookaholic Girls” eu TENHO que fazer essa pergunta: Você se considera uma bookaholic?
SIM! Embora eu tenha esse desagradável hábito de colecionar livros porque eu gosto da capa deles, e daí, eu leio apenas uma pequena parte. E então, eu vou pegá-los de novo anos depois. Eu suponho que como uma pessoa visionária, eu estou em decaída. Eu julgo sim o livro pela capa! (N/T: Já tinha gostado dela, depois dessa resposta então... HAUSHUASHAS Eu tembém julgo o livro pela capa! \o/)

12 - E agora, o que vem a seguir pra você?
Vem o segundo livro da série Knight Angels: The Book Of Revenge (O Livro da Vingança). Eu estou quase acabando ele, mas tive que deixá-lo esperando por um momento, devido aos pedidos de publicação internacional, e assinaturas em novas companhias americanas de distribuição. Meu objetivo é conseguir resolver tudo isso, e me concentrar nas próximas semanas. Terminá-lo é importante pra mim, e para os meus fãs, antes que eles esqueçam o que aconteceu no primeiro livro.

13 - Você gostaria de deixar uma mensagem para os seus fãs/leitores (e futuros fãs/leitores) do Brasil?
Eu estou super animada para ter a oportunidade de poder divertir vocês, e ter meus livros disponíveis em português! E claro, eu sempre AMO os comentários dos fãs, mesmo se eu não conseguir entender o idioma! É para isso que servem os tradutores, certo? (N/T: Google translator forever.)

Agora, os livros:

The Feather Book Series:


Parallel: The Life of Patient e Knight Angels Series:

Agora, querem uma novidade quentinha? Os direitos dos livros da Abra já têm dono! Sabe quem? Ninguém mais, ninguém menos que a Editora Underworld! \o/
Uhulll! E se eu não me engano, pelo menos UM livro dela, sai ainda esse ano! :)
AEEEE! \o/

E é isso! :)
Espero que tenham gostado de tudo!
Beijoo :*
Thayná.

13 comentários:

  1. Tão chique!! Entrevista internacional e tudo hihihi *-*
    Pena eu não conhecer :(
    :**

    ResponderExcluir
  2. Que xik! =)))
    Great interview!

    ResponderExcluir
  3. Logo logo você conhece Rê! :)

    Thank you girls! :)

    ResponderExcluir
  4. ameei a entrevista, mal posso esperar para ler o livro!

    ResponderExcluir
  5. Thayná
    Parabéns pela entrevista, ficou ótima!
    A Abra foi super simpática com você, nem acredito que ela te respondeu tão rápido!
    Confesso que a maioria das vezes também julgo o livro pela capa, principalmente pq odeio spoiler e as vezes a sinopse do livro acaba estragando a história....
    Agora é só esperar os livros serem publicados aqui no Brasil ;)
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Eu também, gêmeas! :)

    Com certeza! :) Nossa, fiquei até sem reação com a rapidez que ela me respondeu! HAUSHUAHSUAS :)

    ResponderExcluir
  7. Adorei a entrevista!!!! Parabéns :) Ficou ótima!!!
    E estou muito feliz que os livros dela serão publicados pela Underworld \o/
    Mas realmente se Feather Books também for publicado, a Marina vai ter que trabalhar - pq a capinha é bem feinha ^^
    Mas a de Knight Angels são lindas ^^

    ResponderExcluir
  8. aaaaaaaaaaaai que perfeito! Adorei, adorei, adorei a entrevista! E a Abra tem razão...quem quer ser escritor tem que ter muita paciencia! shaushaushau

    AMEI THAYNÁ =)
    Ficou ótimo

    ResponderExcluir
  9. Adorei a Abra! Já tenho interesse nos livos há algum tempo e vendo como ela é ótima, se importa com a opinião de seus leitores, não posso esperar pra ter Knight Angels traduzido em minhas mãos!

    Parabéns! Arrasou!

    ResponderExcluir
  10. Thanks Lari! :)

    Ahhh, obrigada Mandy! *-----*

    Obrigada Diana! *---* Com a emoção e tudo, até esqueci de te falar que peguei uma idéias lá da sua entrevista com a autora de Swoon :S
    HAUSHUAHUSAS

    ResponderExcluir
  11. Adoooooreei a entrevista! Vocês também julgam o livro pela capa??? Somos TRES! JAAHUAHUAUAHUUHUAH

    ResponderExcluir
  12. Amei a entrevista ! Ela tambem é surpe simpatica ! Tambem adorooo julgar a capa de um livro ! aff fasso isso ate demais !

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo